O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Inter e Bayern em curva ascendente

Leonardo avisa que o Inter vai jogar "à campeão" no reencontro com o Bayern, a equipa que os italianos bateram na final da época passada e que também tem vindo a subir de rendimento.

Leonardo orienta um treino do Inter
Leonardo orienta um treino do Inter ©Getty Images

O FC Internazionale Milano está a renascer em 2011 sob o comando de Leonardo, mas o treinador brasileiro, que vai orientar pela primeira vez o detentor do troféu na UEFA Champions League frente à equipa que o Inter bateu na final do ano passado, alerta que os jogos das competições europeias são completamente diferentes. O FC Bayern München também chega em boa forma à primeira mão dos oitavos-de-final agendada para esta quarta-feira e Louis van Gaal considera que o regresso de jogadores como Arjen Robben e Franck Ribéry relançou as ambições da sua formação.

Leonardo, treinador do Inter
O campeonato italiano é uma coisa e a UEFA Champions League é algo diferente. Temos algumas opções, não tantas como no campeonato, mas possuímos alternativas para o jogo de quarta-feira. Na época passada assisti à final de Madrid e estava a puxar pelo Inter por ser uma equipa italiana. Fiquei feliz pelo triunfo do Inter, embora na altura fosse treinador do rival da cidade.

A equipa reagiu bem após um período difícil e agora estamos muito motivados para este jogo. Qualquer equipa tem pontos fortes e fracos. Há grandes jogadores, grandes equipas e grandes golos na UEFA Champions League. É como se existisse uma motivação suplementar para jogar nesta competição. Os jogos são mais abertos e eu aprecio esta mentalidade ofensiva. Somos os detentores do título e podemos bater qualquer adversário. Vamos lutar com todas as nossas forças e já provámos que conseguimos reagir às adversidades; isto reforça a minha crença de que vamos jogar como campeões.

Louis van Gaal, treinador do Bayern
Não podemos comparar uma final com os oitavos-de-final. A equipa está diferente, entraram alguns jogadores e saíram outros. É possível que alguns deles tenham a final de Madrid no pensamento, mas toda a gente sabe que queremos ganhar e a derrota na final do ano passado não tem nada a ver com isso. Não considero que o Inter tenha mudado muito depois da saída do José Mourinho. Alguns jogadores estão lesionados, mas outros já recuperaram, mas isso não é importante, pois provavelmente a única mudança verdadeiramente relevante foi a do treinador. O mais importante é que eles não mudaram a forma de jogar. Quem assistiu à final e quem vê o Inter jogar todas as semanas sabe que eles actuam de forma defensiva.

Quando sou treinador de uma equipa gosto sempre de ter três ou quatro jogadores criativos e não gosto que eles se lesionem. Na primeira metade da época não pudemos contar com alguns dos nossos elementos mais importantes, mas as coisas mudaram; eles regressaram e a equipa está a jogar melhor e isso pode-se ver nos nossos últimos resultados. Há quem considere que a nossa defesa tem problemas, mas eu não concordo, basta olhar para as estatísticas.

Notícias das equipas
Inter
• Diego Milito, autor dos dois golos na final de 2010, em Maio, está fora do jogo devido a uma lesão numa coxa, mas Lúcio – que está a um cartão amarelo da suspensão, tal como Cristian Chivu – , está recuperado de um problema semelhante e apto para defrontar a antiga formação. Lúcio e Wesley Sneijder, igualmente disponível, foram poupados no fim-de-semana e, no meio-campo, Esteban Cambiasso e Dejan Stanković estão finalmente a 100 por cento.

• Giampaolo Pazzini, um dos reforços de Janeiro, e Christoph Knasmüller, que também já jogou no Bayern, não podem ser utilizados pelos italianos, mas Houssine Kharja, Andrea Ranocchia e Yuri Nagatomo estão inscritos.

Bayern
• Ivica Olić foi operado a um joelho e vai estar algum tempo afastado dos relvados, mas Diego Contento (fractura de fadiga) e Rouven Sattelmaier (bíceps) regressaram aos treinos. Mario Gomez recuperou de um problema num tornozelo, enquanto Toni Kroos foi utilizado no fim-de-semana como suplente, depois de ter sofrido uma lesão num metatarso em Dezembro. Ambos estão a um cartão amarelo de serem suspensos, tal como Danijel Pranjić. Thomas Kraft teve de ser substituído no sábado devido a um ferimento na cabeça, mas está operacional.

• Boy Deul e Luiz Gustavo entraram no plantel desde o final da fase de grupos.

Resultados do fim-de-semana
Sábado: Inter 1-0 Cagliari Calcio
(Kharja 7)
O médio Meia Kharja, que está emprestado pelo Genoa CFC, apontou o seu segundo golo pelo Inter e ajudou o clube de Milão a aumentar a série vitoriosa em San Siro para nove jogos em todas as competições. Com este triunfo, o Inter subiu ao terceiro lugar e está a cinco pontos do Milan. Nagatomo foi titular a defesa-esquerdo, pois Chivu cumpriu um castigo de quatro jogos nas provas nacionais.

Sábado: 1. FSV Mainz 05 1-3 Bayern
(Allagui 84; Schweinsteiger 9, Müller 50, Gomez 77)
O Bayern subiu ao terceiro lugar, mas está a 13 pontos do líder Borussia Dortmund, tendo beneficiado do primeiro golo de cabeça de Schweinsteiger em 239 jogos na Bundesliga, do sétimo remate certeiro de Müller em oito partidas e do décimo golo de Gomez nas últimas oito jornadas. O Bayern marcou 22 golos nos sete jogos disputados em 2011.

Sabia que?
Lúcio jogou no Bayern entre 2004 e 2009, pelo qual conquistou três títulos da Bundesliga e três Taças da Alemanha. O brasileiro também era colega do guarda-redes Jörg Butt, do Bayern, quando o Bayer 04 Leverkusen perdeu a final de 2002 da UEFA Champions League.

Consulte a retrospectiva do jogo para mais informações.