O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Milito destaca papel de Leonardo

O Inter voltou às boas exibições sob as ordens de Leonardo e, antes do embate com o Bayern, Diego Milito destaca o restaurar de confiança após a chegada do treinador brasileiro.

Diego Milito, avançado do Inter, fala ao UEFA.com
Diego Milito, avançado do Inter, fala ao UEFA.com ©UEFA.com

Após ter vencido tudo o que havia para ganhar na última temporada, sob as ordens de José Mourinho, o FC Internazionale Milano partiu para a época 2010/11 certo de que o céu é o limite. Nada era impossível para ela, acreditava a formação milanesa. Porém, mal a nova temporada arrancou, a forma da equipa desceu significativamente e os "nerazzurri" caíram abruptamente das nuvens.

Segundo Diego Milito, contudo, o Inter aprendeu muito com os maus resultados obtidos no Outono, sendo que o restaurar de confiança conferido pela chegada do novo treinador, Leonardo, poderá ser determinante na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, quarta-feira, frente ao FC Bayern München. "Tivemos um arranque de temporada bastante estranho, com muitas lesões", salientou ao UEFA.com o ponta-de-lança argentino, de 31 anos. "Mas agora as coisas estão a melhorar", frisou.

Infelizmente para os campeões europeus em título, Milito - autor dos dois golos com que o Inter bateu o Bayern na final da última edição da prova - não vai poder dar o seu contributo à equipa na deslocação à Baviera, devido a uma lesão na coxa sofrida no início deste mês.

O antigo avançado de Genoa CFC e Real Zaragoza não será o único grande ausente em relação ao jogo do último ano, no Santiago Bernabéu; José Mourinho, o mentor da histórica época realizada pelo Inter, rumou ao comando técnico do Real Madrid CF no Verão e, após um período sob as ordens de Benítez, os "nerazzurri" são, agora, orientados por Leonardo.

"Nos dois anos que passou connosco, Mourinho ofereceu muito à equipa", destacou o capitão Javier Zanetti. "A mentalidade que transmitiu aos jogadores, as suas ideias sobre o futebol; a equipa seguiu-o e foi por isso que tivemos tanto êxito. Agora temos connosco Leonardo. É um treinador diferente, mas, como Mourinho, é extremamente inteligente e sabe muito de futebol". Milito acrescentou: "Quando Leonardo chegou deu-nos confiança e creio que isso é fundamental".

O regresso de jogadores fundamentais que se encontravam lesionados no início da temporada foi igualmente importante e existe no clube a sensação de que o embate ante o Bayern surge na altura ideal. "Agora o treinador tem muitos jogadores à sua disposição e a equipa está bastante sólida", explicou Milito. "Sentimos finalmente que voltámos a estar fortes. Este é um dos aspectos que se alterou nestes meses mais recentes. Conquistar o Campeonato do Mundo de Clubes também nos conferiu confiança".

"O Bayern é a mesma equipa que defrontámos na final da temporada passada e julgo que isso diz tudo", referiu Zanetti. "Agora é uma eliminatória dos oitavos-de-final, mas são dois jogos muito importantes para ambas as equipas, pois todos querem seguir nesta competição. Mesmo não sendo uma final, teremos de estar concentrados a 100 por cento".

"Estamos lutar para vencer todas as competições em que nos encontramos inseridos; ainda temos hipóteses de revalidar o título de campeões de Itália, estamos nas meias-finais da Taça e, na Champions League, tudo depende de nós", prosseguiu. "Será importante vencer o jogo da primeira mão, mas, acima de tudo, não queremos sofrer golos. Não vai ser fácil, porque o Bayern tem uma excelente equipa".