O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Magath quer Schalke ao nível do Benfica

Felix Magath está desesperado por levar o Schalke a somar os primeiros pontos no Grupo B, mas reconheceu que "a pressão aumentou" para a recepção ao Benfica.

Magath quer Schalke ao nível do Benfica
Magath quer Schalke ao nível do Benfica ©UEFA.com

O FC Schalke 04 não evitou uma derrota, por 1-0, frente ao Olympique Lyonnais, na primeira jornada, o que leva o treinador Felix Magath a considerar que a recepção ao Benfica é o desafio "mais importante" no Grupo , enquanto o campeão de Portugal vai entrar em campo, na quarta-feira, moralizado pelo triunfo, por 2-0, sobre o Hapoel Tel-Aviv FC conseguido há duas semanas.

Felix Magath, treinador do Schalke
O Benfica tem um grande ataque, capaz de marcar fora de casa. Este é o seu ponto forte, por isso não os podemos deixar impor o seu jogo, temos de tomar a iniciativa e jogar no meio campo do adversário. Considero que continuamos a ter boas hipóteses de atingir o objectivo de passar à ronda seguinte.

Perdemos fora de casa, com os favoritos do grupo, mas é muito importante chegar ao fim deste jogo com uma vitória. Seria uma motivação importante para o próximo desafio em casa, por isso é que este jogo com o Benfica é o mais importante no grupo. Naturalmente, a pressão é maior depois da derrota com o Lyon. Somos obrigados a vencer este jogo.

Jorge Jesus, treinador do Benfica
Vamos defrontar uma equipa forte, só preciso mencionar três jogadores, José Manuel Jurado, Klaas-Jan Huntelaar e Raul González. Vai ser um jogo interessante, mas temos boas hipóteses. Não sei se o facto de o Schalke estar no penúltimo lugar da Bundesliga é uma vantagem para nós.

É sempre interessante jogar contra equipas que estão em dificuldades no seu campeonato. Uma vitória seria um grande passo em frente, pois ficaríamos com seis pontos em dois jogos. O grupo é muito equilibrado, com três equipas que nos vão obrigar a dar o máximo. O Pablo Aimar já voltou a treinar e está em boa forma, mas não está nas melhores condições físicas, pois esteve parado durante quatro ou cinco dias.

Notícias das equipas
Schalke
Atsuto Uchida está recuperado da fractura que sofreu num dedo de um pé no início de Setembro, mas Tim Hoogland e Mario Gavranović não podem jogar devido a lesões nos joelhos.

Benfica
Aimar (entorse no joelho direito), Ruben Amorim (problemas nos joelhos) não alinharam no triunfo, por 1-0, no reduto do Marítimo, enquanto Alan Kardec foi suplente não utilizado. O avançado brasileiro sofreu uma lesão muscular numa coxa na pré-época e ainda não disputou nenhum jogo oficial.

Resultados do fim-de-semana

25/09/10 Schalke 2-2 VfL Borussia Mönchengladbach
(Huntelaar 52, Raúl 87; Daems 15pen, Bradley 43)
O primeiro golo de Raúl ao serviço do Schalke permitiu ao clube conquistar um ponto frente ao Mönchengladbach, que jogou em inferioridade numérica nos últimos 12 minuto. Huntelaar tinha reduzido a desvantagem da equipa da casa com o terceiro golo em outros tantos jogos.

25/09/10 Marítimo 0-1 Benfica
(Fábio Coentrão 58)
A entrada de Nicolás Gaitán para o lugar de Aimar foi a única alteração em relação à equipa que, seis dias antes, tinha vencido o derby com o Sporting. Fábio Coentrão marcou o primeiro golo na Liga portuguesa desde 8 de Maio de 2009, quando estava emprestado ao Rio Ave.

Sabia que?
O Schalke, que está a participar pela quarta vez na fase de grupos, já defrontou por três vezes equipas portuguesas nas competições europeias, conseguindo levar a melhor em todas as eliminatórias. O último embate foi com o FC Porto, nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2007/08, quando os dois jogos terminaram com triunfos por 1-0 dos anfitriões, mas os alemães impuseram-se por 4-1 no desempate por grandes penalidades disputado em Portugal.

Consulte a retrospectiva do jogo (em inglês) para mais informações.