Itália reencontra Espanha nas "meias"

A Espanha, campeã em título, vai defrontar a Itália, finalista em 2004, nas meias-finais do Campeonato do Mundo de Futsal, enquanto o Brasil reencontra a Rússia.

Nando Grana comemora o quinto golo da Itália, que permitiu o empate com o Irão e a passagem às meias-finais
©Getty Images

A Espanha, campeã em título, vai defrontar a Itália, finalista em 2004, nas meias-finais do Campeonato do Mundo de Futsal. A segunda fase de grupos também determinou que o Brasil, a jogar em casa, vai medir forças com a Rússia.

Herói Bertoni
À entrada para o último minuto do encontro decisivo com o Irão, que tinha afastado a República Checa, a Itália parecia também condenada a ser eliminada pelos campeões asiáticos. No entanto, a 51 segundos do final, Edgar Bertoni colocou o marcador em 5-5, garantindo o empate que os italianos precisavam. Nando Grana apontou dois golos nos minutos iniciais e deu uma vantagem à Itália que parecia tranquilizadora, mas Masoud Daneshvar e Ebrahaim Masoudi colocaram o marcador em 2-2, com Patrick Nora a dar uma vantagem tangencial aos transalpinos ao intervalo. No reinício, Mohammed Hashemzadeh e Ali Hassanzadeh provocaram a reviravolta no marcador. Fabiano Assad fez o 4-4, mas tudo parecia perdido para os italianos quando Daneshvar colocou o Irão em vantagem a quatro minutos e meio do final. No entanto, a última palavra pertenceu a Bertoni.

Reedição das finais
A Itália ficou no segundo lugar do Grupo E, atrás do Brasil, que com um "hat-trick" de Falcão bateu por 5-3 a Ucrânia. Os golos dos ucranianos, que já não tinham hipóteses de continuar em prova, foram apontados por Valeriy Zamyatin, que inaugurou o marcador aos 64 segundos, e por Mkthaylo Romanov, que marcou no final de cada parte. Nas meias-finais de quinta-feira, a Itália vai defrontar a Espanha, que venceu o Grupo F, no Rio de Janeiro, numa reedição das finais do último Campeonato do Mundo e do Campeonato da Europa. O Brasil vai medir forças com a Rússia, que bateu por 7-0 na primeira fase de grupos.

Rússia afasta Argentina
A Espanha, por seu lado, bateu o Paraguai por 4-1 e conseguiu o primeiro lugar do seu grupo, sem perder qualquer ponto. Álvaro e Fernandão marcaram nos primeiros minutos de cada parte, colocando os detentores do troféu no bom caminho para conquistar o terceiro título mundial consecutivo. Fábio Alcaraz ainda reduziu a desvantagem dos sul-americanos, a seis minutos do final, mas Fernandão marcou mais dois golos, confirmando assim o triunfo dos espanhóis. A Rússia só precisava de um empate com a Argentina e, embora tenha estado a perder desde os cinco minutos, devido a um golo de Martin Amas, deu a volta ao resultado com um tento de Konstantin Dushkevich, antes do intervalo, e uma grande penalidade convertida por Dmitri Prudnikov, à passagem da meia-hora de jogo. Esteban González colocou o resultado em 2-2, a quatro minutos do final, mas não conseguiu evitar a eliminação da Argentina, que foi semifinalista em 2004.

Topo