O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Itália empata com Arménia e termina invicta

Itália 2-2 Arménia
Os visitantes estiveram por duas vezes em vantagem, mas viram a ténue esperança de ainda chegar ao "play-off" cair por terra em Nápoles.

Alessandro Florenzi festeja o seu primeiro golo com as cores do seu país
Alessandro Florenzi festeja o seu primeiro golo com as cores do seu país ©AFP/Getty Images

Com o primeiro lugar no Grupo B garantido, a Itália conseguiu concluir invicta a fase de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2014, mas para tal teve de recuperar de duas desvantagens no marcador frente à Arménia, em Nápoles.

A Arménia necessitava de uma vitória para poder manter vivas as ténues esperanças de chegar ao "play-off". E, embora um triunfo da Dinamarca sobre Malta deitasse desde logo por terra esse sonho, os arménios tudo fizeram para vencer em solo italiano. Por duas vezes estiveram em vantagem no marcador, graças a golos de Yura Movsisyan e Henrikh Mkhitaryan, só que a selecção da casa, orientada por Cesare Prandelli, respondeu em ambas as ocasiões, primeiro por intermédio de Alessandro Florenzi e depois através de Mario Balotelli, segurando assim a invencibilidade.

Já com o passaporte para o Brasil carimbado, a "squadra azzurra" entrou mal no jogo do Stadio San Paolo e viu os visitantes inaugurarem o marcador logo aos cinco minutos. Depois de, instantes antes, não ter conseguido aproveitar um erro de Davide Astori, Movsisyan redimiu-se e, após interceptar um mau passe de Alberto Aquilani, bateu Federico Marchetti com um remate rasteiro e colocado.

A jogar no seu estádio, o avançado Lorenzo Insigne, do SSC Napoli, mostrava-se como o mais inconformado entre os italianos e esteve perto de marcar num perigoso remate rasteiro que rasou o poste da baliza arménia. Sempre muito activo, o pequeno ponta-de-lança serviu depois Florenzi para o seu primeiro golo com a camisola da selecção principal italiana.

Insigne continuou em destaque e em duas ocasiões esteve perto de colocar a Itália na frente, com dois remates espectaculares, mas aos 70 minutos foi Mkhitaryan a recolocar os visitantes em vantagem, ao dar o melhor seguimento a um pontapé de canto cobrado por Gevorg Ghazaryan. Renascia a esperança da Arménia, que, contudo, viu o sonho terminar em definitivo apenas seis minutos mais tarde. Com um passe fantástico, Andrea Pirlo serviu Balotelli e este não teve problemas para bater Berezovski de pé direito. O avançado do AC Milan quase deu a vitória aos anfitriões já no período de descontos, mas rematou ao lado depois de uma extraordinária jogada individual.