O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Grupos de qualificação para o Mundial ganham forma

Decorrida mais de metade do apuramento, apenas Holanda e Rússia ainda não perderam pontos, enquanto a Bósnia e Herzegovina e o Montenegro estão perto de garantirem a estreia numa fase final.

Montenegro é líder-surpresa do Grupo H
Montenegro é líder-surpresa do Grupo H ©Getty Images

Decorrida mais de metade da qualificação para o Campeonato do Mundo de 2014, e com o recomeço agendado para Junho, o UEFA.com observa como estão a definir-se os grupos na Europa. Apenas Holanda e Rússia ainda não perderam pontos, enquanto a Bósnia e Herzegovina e o Montenegro estão no caminho certo para se estrearem numa fase final de um torneio internacional.

Os nove vencedores dos grupos apuram-se directamente para a fase final, no Brasil. Os oito segundos classificados com o melhor registo frente ao primeiro, terceiro, quarto e quinto do respectivo grupo disputam o "play-off", agendado para Novembro.

Grupo A
Este grupo parece uma corrida a dois, entre Bélgica e Croácia, cujos únicos pontos perdidos aconteceram no empate 1-1 entre ambas em Bruxelas, em Setembro. A Sérvia, no terceiro lugar, está a nove pontos de distância. A dupla da frente joga em casa a 7 de Junho, dia em que a Bélgica recebe a Sérvia e a Croácia defronta a Escócia, selecção ainda sem vitórias. Os líderes medem depois forças em Zagreb, a 11 de Outubro.

Grupo B
A Itália lidera com três pontos de vantagem sobre a também invicta Bulgária e tem um jogo a menos em relação à selecção que vai receber a 6 de Setembro. A Bulgária também tem mais uma parida do que as duas equipas imediatamente atrás de si. A República Checa está a dois pontos de distância e a Dinamarca a mais dois de diferença. Mesmo a Arménia não está excluída da luta pelo apuramento, pois dista três pontos da Dinamarca e tem um jogo a menos. A 7 de Junho, a Itália viaja até à República Checa e a Arménia recebe Malta, quatro dias antes de se deslocar à Dinamarca.

Grupo C
Os únicos pontos perdidos pela Alemanha foram no extraordinário empate 4-4 com a Suécia, sobre a qual tem oito de vantagem, apesar de ter mais dois jogos disputados. Áustria e República da Irlanda, após o empate 2-2 entre ambas, a 26 de Março, estão em igualdade pontual com a Suécia, mas cada uma tem com uma partida a mais. A Áustria defronta a Suécia a 7 de Junho, quando a Irlanda receber as Ilhas Faroé que, quatro dias depois, visita a Suécia.

Grupo D
A Holanda não tem tido dificuldades nas recentes fases de qualificação e a tendência não mudou, já que soma seis vitórias consecutivas. Lidera com sete pontos de vantagem sobre a Hungria e tem a Roménia a um ponto e três de vantagem sobre a Turquia que, por sua vez, está à frente da Estónia, todas com quatro jogos por disputar. A próxima ronda é a 6 de Setembro, altura em que a selecção "laranja" pode ficar à beira do apuramento caso vença na Estónia, enquanto a Roménia defronta a Hungria e a Turquia enfrenta Andorra.

Grupo E
A Suíça lidera com dois pontos de vantagem em relação a duas equipas que ambicionam estrear-se numa fase final, Islândia e Albânia, seguindo a Noruega dois pontos atrás da dupla. Chipre e Eslovénia estão a três e quatro pontos, respectivamente, num grupo em que as seis equipas têm hipóteses matemáticas de apuramento. Todas entram em acção na próxima ronda: a 7 de Junho, a Albânia defronta a Noruega e a Islândia mede forças com a Eslovénia; no dia seguinte, a Suíça recebe o Chipre.

Grupo F
A Rússia é a outra equipa que tem registo perfeito, além dos holandeses, apesar de ter apenas quatro jogos realizados em vez de seis. Dessa forma, tem dois jogos agendados contra aqueles que parecem ser os únicos rivais na luta pela qualificação, Israel e Portugal, ambos a um ponto de distância e com sete de vantagem sobre a Irlanda do Norte. A Rússia enfrenta o teste mais complicado até ao momento em Portugal, a 7 de Junho, enquanto Israel só volta a actuar a 6 de Setembro, frente ao Azerbaijão.

Grupo G
A Bósnia e Herzegovina, após as desilusões sofridas nos dois últimos "play-off", está em boa posição para conseguir o apuramento automático, graças à vantagem de três pontos sobre a Grécia, que venceu em Zenica a 22 de Março, depois de ter empatado no Pireu. A Eslováquia dista dois pontos da Grécia e tem mais três e quatro do que Lituânia e Letónia, respectivamente. Esta última recebe a líder a 7 de Junho, ao passo que a Grécia desloca-se à Lituânia e a Eslováquia visita o Liechtenstein.

Grupo H
O empate tardio do Montenegro frente a Inglaterra, a 26 de Março, manteve-o com dois pontos de vantagem, num grupo em que as duas equipas ainda não perderam qualquer jogo. Polónia e Ucrânia estão a quatro pontos da Inglaterra e têm um encontro a menos. O calendário é acertado a 7 de Junho, quando a Ucrânia visitar Montenegro e a Polónia se deslocar até à República Moldava que, por sua vez, é o próximo adversário da Inglaterra, em Wembley, a 6 de Setembro. Depois, a Inglaterra visita a Ucrânia antes de receber Montenegro e Polónia em Outubro, por isso ainda está tudo nas suas mãos.

Grupo I
A campeã Espanha, após empatar em casa com França e Finlândia, ganhou por 1-0 no terreno dos "bleus" e tem agora um ponto de vantagem sobre os franceses, quando faltam três jogos a cada uma das selecções no único agrupamento a cinco. Ambas ficam de fora nos jogos de Junho, quando Finlândia e Bielorrússia se defrontarem duas vezes. A 6 de Setembro, a França visita a Geórgia e a Espanha desloca-se até à Finlândia, no seu último jogo fora, seguindo-se as recepções a Bielorrússia e Geórgia, em Outubro.