França vence final no prolongamento

Inglaterra 0-2 França
Com golos de Sandie Toletti e de Aminata Diallo as francesas arrecadaram o título e terminaram com a invencibilidade das inglesas.

Sandie Toletti celebra o golo apontado no prolongamento à Inglaterra, em Llanelli
Sandie Toletti celebra o golo apontado no prolongamento à Inglaterra, em Llanelli ©Sportsfile

A França levou a melhor sobre a Inglaterra, vencendo por 2-0, no prolongamento, a final do 12º Campeonato da Europa Feminino Sub-19, que decorreu no País de Gales. A atacante Sandie Toletti fez o primeiro golo, de cabeça, no quinto minuto do tempo extra, sendo depois imitada pela colega Aminata Diallo.

A partida começou com a nº10 de França, Toletti, a obrigar Elizabeth Durack a uma defesa apertada após uma hesitação inicial da capitã de Inglaterra, Sherry McCue. Muito activa, Toletti serviu depois Aoife Mannion para um cara-a-cara com Durcak que, com uma palmada, afastou o perigo. Depois foi a vez de Kadidiatou Diani, autora de dois golos na vitória das "bleuettes" na meia-final diante da Alemanha, abrir espaço para um remate, anunciando a sua inclusão na equipa como uma das quatro mudanças feitas pelo treinador Gilles Eyquem.

A primeira ameaça da Inglaterra à defesa francesa - que não pôde contar a capitã Griedge M'Bock Bathy, suspensa, e que foi rendida por Charlotte Saint Sans Levacher -, surgiu da astúcia da artilheira Betânia Mead, autora de três golos, que cortou para dentro para disparar contra as pernas de Solène Durand. No entanto, a primeira meia hora foi um reflexo do rigor defensivo da equipa de Mo Marley, apostada em imitar o triunfo averbado em 2009 sem sofrer qualquer golo, depois de na quarta-feira ter marcado quatro à Finlândia.

A França, perseguindo o seu terceiro título europeu no escalão feminino depois de vitórias em 2003 e 2010, sabia que tinha de fazer com que as oportunidades criadas surtissem em golos. No entanto, Toletti após combinar com Diani falhou o alvo por pouco e, à passagem da meia hora, só um corte de Melissa Lawley sobre a linha de golo evitou que inaugurasse o marcador.

Depois de terem empatado em Llanelli, na primeira jornada do torneio e, apesar de um perigoso remate de Katie Zelem na cobrança de um livre directo, ao cabo de uma hora persistia o nulo em Parc y Scarlets. Nesta fase, a Inglaterra parecia mais confortável do que a França, com a experiência decorrente da presença nas recentes fases finais do Campeonato Europeu Feminino Sub-17 e Campeonato do Mundo Feminino Sub-17, que venceu no último Outono.

Enquanto um corte decisivo de McCue anulou um ataque francês, a nº9 Nikita Parris aumentou os problemas para a linha defensiva da equipa de Eyquem, resultando da sua pressão uma oportunidade para Mead. Com o apito final a aproximar-se, Durack assistiu Aissatou Tounkara para uma cabeçada enquanto Durand negou também o golo a Zelem.

Num prolongamento desejado por nenhuma das duas equipas, a partir de um canto cobrado por Faustine Robert, Toletti cabeceou a bola que embateu em Mannion e entrou. Aminata Diallo, numa conclusão à boca da baliza, estabeleceu o resultado final.