O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Meinert motivada pelo reencontro com a Noruega

Maren Meinert avisou que "não vai ser fácil" para a Alemanha repetir, na final, o triunfo por 3-1 sobre a Noruega e que a sua equipa não poderá ser tão perdulária como no encontro ante a Suíça.

Lena Lotzen estabeleceu o resultado final de 3-1
Lena Lotzen estabeleceu o resultado final de 3-1 ©Sportsfile

Maren Meinert mostrou-se satisfeita com o triunfo sobre a Suíça, por 3-1, nas meias-finais, mas não escondeu alguma preocupação para o encontro ante a Noruega na final de sábado, devido à falta de eficácia das jogadoras alemãs.

Maren Meinert, seleccionadora da Alemanha

Estou contente por estarmos na final. É um grande resultado, pois há quatro anos que não chegávamos tão longe. Foi um bom jogo, um desafio difícil, mas foi um bom espectáculo para os adeptos que estiveram nas bancadas.

Estava preocupada, porque a Suíça é uma equipa perigosa, especialmente devido à Cora Canetta, e nestes encontros temos sempre a preocupação que o adversário possa marcar numa jogada de bola parada. Nessas ocasiões só pensamos nas oportunidades que desperdiçámos e neste jogo voltámos a estar muito perdulárias. Se continuarmos a falhar tantos golos, vai ser difícil continuar a ganhar jogos.

Espero que seja possível repetir o resultado do primeiro jogo, mas desta vez não vai ser fácil, porque a Noruega melhorou e fez uma boa prova. Estou ansiosa pelo jogo, porque a final é muito importante para nós e a Noruega é um bom adversário.

Tive de substituir a Eunice Beckmann porque ela estava muito cansada e senti necessidade de refrescar a equipa. Espero que ela marque cedo na final, pois ficará motivada para fazer mais golos.

Yannick Schwery, seleccionador da Suíça
Queria dar os parabéns à Alemanha, pois fez um grande jogo e justificou um lugar na final. Também gostaria de felicitar a nossa guarda-redes, a Pascale Kuffer, pois voltou a realizar uma exibição fantástica. Considero que foi a melhor guarda-redes do Europeu. A Cora Canetta marcou um golo sensacional e recolocou-nos na discussão da vitória e queríamos que ela voltasse a marcar na segunda parte, mas não foi possível.

Ainda não temos qualidade suficiente para fazer uma circulação de bola como a Alemanha, pois isso tivemos de adoptar outra estratégia. O nosso plano era colocar cinco jogadoras no meio-campo para neutralizar as alemãs e tentar surpreende-las com passes longos para as desmarcações da Canetta. Infelizmente, a Alemanha foi rápida nas recuperações e a Canetta ficou muito desamparada no ataque.

Estou desiludido, pois, como seleccionador da Suíça, quero ganhar todas as competições em que participo, mas pelo menos chegámos até às meias-finais e garantimos a presença no Campeonato do Mundo de Sub-20. Espero estar lá para orientar a equipa.