Por onde andam os vencedores do EURO Sub-19 por Portugal?

Quando passam precisamente seis meses sobre o épica triunfo na Finlândia, olhamos para o percurso dos jogadores de Portugal que venceram o EURO Sub-19 de 2018.

A festa dos jogadores portugueses com a Taça depois da conquista do EURO Sub-19 de 2018, na Finlândia
©Sportsfile

Há exactamente seis meses, a 29 de Julho de 2018, Portugal tornou-se no primeiro país a vencer o título de campeão europeu masculino de Sub-19 dois anos após conquistar, com a mesma geração de jogadores, o de Sub-17. Um momento histórico vivido em Seinajoki, na Finlândia, onde os pupilos de Hélio Sousa ergueram o troféu após uma final épica diante da Itália.

Veja os melhores momentos da épica vitória de Portugal no EURO Sub-19 de 2018
Veja os melhores momentos da épica vitória de Portugal no EURO Sub-19 de 2018

Seis meses mais tarde, fomos ver o que fizeram desde então os heróis dessa caminhada e verificámos que alguns deles já chegaram às equipas principais dos respectivos clubes.

Diogo Costa

Titular durante a fase final do EURO Sub-19 de 2018 até se lesionar, nas meias-finais, o jovem guarda-redes do Porto continua à espera da equipa principal dos “dragões”, continuando para já a alinhar pela equipa B do clube “azul e branco”.

João Virgínia

Pouco depois do êxito na Finlândia, o guarda-redes titular na final do EURO Sub-19 de 2018 deixou o Arsenal para assinar por três épocas com o Everton de Marco Silva. Ainda não se estreou pela equipa principal, mas já teve oportunidade de alinhar pela selecção Sub-21 de Portugal.

Ricardo Benjamim

Terceiro guarda-redes de Portugal na Finlândia, continua a fazer parte dos quadros do Deportivo, onde é normalmente suplente na equipa B do clube da Gailza.

David Carmo

O defesa-central do Braga tem alternado entre as equipas B e Sub-23, continuando ainda à espera de uma oportunidade na equipa principal.

Diogo Queirós

Capitão de Portugal na Finlândia nos dois primeiros jogos, até ser expulso no primeiro duelo com a Itália, é há muito um dos esteios das defesas das camadas jovens do Porto e esta época tem-se afirmado na equipa B do clube, mas ainda não chegou à equipa principal.

Romain Correia

Defesa-central do Vitória SC, também totalista na fase final do EURO Sub-19 de 2018, tem alternado entre as equipas B e Sub-23 dos vimaranenses, não se tendo ainda estreado pela equipa principal.

Rúben Vinagre já dá cartas na Premier League
Rúben Vinagre já dá cartas na Premier League©Getty Images

Rúben Vinagre

Contratado em definitivo pelo Wolverampthton – pelo qual tinha alinhado em 2017/18 por empréstimo do Mónaco –, o dono do lado esquerdo da defesa de Portugal na Finlândia, com apenas 19 anos, somou já esta temporada 13 jogos pela formação de Nuno Espírito Santo, dez dos quais na Premier League inglesa, prova na qual se estreou em Agosto.

Florentino Luís

Médio-defensivo, foi um dos que festejou o título de Sub-17 e Sub-19. Renovou em Julho com o Benfica até 2023 e, apesar de ser visto como uma das maiores promessas das “águias” para o futuro, continua à espera de estrear-se pela equipa principal.

João Filipe (Jota)

Uma das grandes figuras de Portugal na Finlândia, com cinco golos marcados em cinco jogos, soma também cinco golos pela equipa B do Benfica em 2018/19 e já teve uma oportunidade na equipa principal, pela qual se estreou ante o Sertanense, para a Taça de Portugal.

O médio Miguel Luís já se estreou a marcar pelo Sporting
O médio Miguel Luís já se estreou a marcar pelo Sporting©Getty Images

Miguel Luís

Depois de dar nas vistas na fase final do EURO Sub-19 na Finlândia, onde só falhou a final, devido a lesão, estreou-se em Novembro, já pela mão de Marcel Keizer, pela equipa principal do Sporting, pela qual soma já dez jogos e dois golos, um dos quais na UEFA Europa League.

José Gomes

O avançado estreou-se pela equipa principal do Benfica quase dois anos antes de erguer o troféu na Finlândia. Não voltou, contudo, a representar a primeira equipa das “águias”, tendo esta época alternado até agora entre a equipa B e a equipa de Sub-23.

Domingos Quina

Após a conquista do EURO Sub-19 saiu do West Ham e assinou por quatro anos com o Watford, pelo qual soma nove jogos e dois golos desde o início da temporada, um dos quais marcado na Premier League inglesa.

Mésaque Djú

É, há muito, apontado como uma das grandes promessas a crescer na academia do Seixal, mas continua à espera da estreia pela equipa principal do Benfica. Esta época contabiliza 11 jogos e dois golos pela equipa Sub-23 das “águias”.

Nuno Henrique

Mudou-se do Sion para o Génova depois da conquista do EURO Sub-19, onde alinhou em dois jogos, e desde a chegada a Itália tem vindo a jogar na equipa jovem do novo clube.

Thierry Correia

Totalista na Finlândia, o lateral-direito do Sporting tem jogado sobretudo na formação de Sub-23 dos “leões”, mas já viu Marcel Keiser proporcionar-lhe a estreia pela equipa principal, pela qual saltou do banco no decorrer das duas últimas jornadas da fase de grupos da UEFA Europa League.

Francisco Moura

O avançado tem alternado entre a equipa B e Sub-23 do Braga, continuando ainda à espreita de uma oportunidade na equipa principal.

Diogo Teixeira

Soma 24 jogos do Campeonato Nacional de Sub-23 em 2018/19 pelo Rio Ave e chegou já a estar no banco de suplentes da equipa principal dos vila-condenses, pela qual, contudo, ainda não se estreou.

Trincão (à esquerda) e Jota foram os melhores marcadores do EURO Sub-19 de 2018
Trincão (à esquerda) e Jota foram os melhores marcadores do EURO Sub-19 de 2018©Sportsfile

Francisco Trincão

Outra das grandes figuras de Portugal na Finlândia, onde foi um dos melhores marcadores a par de João Filipe, com cinco golos, lesionou-se pouco depois do início da temporada. Depois de recuperado já viu o treinador Abel Ferreira conceder-lhe duas oportunidades na equipa principal do Braga.

Pedro Martelo

Segue no Deportivo, onde chegou em 2016 vindo do Benfica e estreou-se esta época pela equipa B da equipa galega.

Elves Baldé

Começou a temporada a jogar e a dar nas vistas na equipa Sub-23 do Sporting. Em Janeiro, na reabertura de mercado, foi emprestado ao Paços de Ferreira.

Nuno Santos

Tem treinado com alguma regularidade com a equipa principal do Benfica, pela qual, contudo, ainda não se estreou. Para já, tem alternado entre as equipas B, Sub-23 e juniores.

Topo