Portugal campeão em final épica

Portugal venceu o EURO Sub-19 ao bater a Itália por 4-3, após prolongamento, numa emocionante final realizada em Seinajoki, na Finlândia.

Portugal campeão em final épica
©Sportsfile

Portugal venceu pela primeira o EURO Sub-19 neste novo formato ao bater a Itália por 4-3, após prolongamento, numa emocionante final realizada em Seinajoki, na Finlândia.

Os portugueses dominaram a primeira parte. Alessandro Plizzari teve de se aplicar a fundo aos 11 minutos para desviar um cabeceamento ameaçador de Nuno Nunes. Logo a seguir, foi Zé Gomes a rematar forte e a falhar por pouco o alvo. Passado pouco tempo, Domingos Quina testou o guarda-redes italiano com um remate de longe e, antes da meia-hora, David Carmo disparou fortíssimo de pé esquerdo, mas Plizzari voltou a brilhar entre os postes.

A resposta dos italianos surgiu apenas aos 30 minutos, com um remate de Davide Frattesi a rasar a trave. Portugal voltou a estar perto do golo aos 39 minutos, por Thierry Correia. O merecido golo da equipa de Hélio Sousa surgiu já em período de compensação, quando João Filipe rematou da entrada da área e, desta vez, o guarda-redes italiano não conseguiu impedir a bola de entrar na baliza.

Portugal esteve sempre por cima na final com a Itália
Portugal esteve sempre por cima na final com a Itália©UEFA.com

O 2-0 surgiu com naturalidade aos 72 minutos: Jota dominou a bola com classe na área e obrigou Plizzari a uma defesa incompleta, mas Trincão estava no sítio certo para marcar na recarga.

Os jovens liderados por Paolo Nicolato responderam de forma demolidora no espaço de dois minutos. Aos 75, Moise Kean, que tinha entrado ao intervalo, reduziu com um forte remate cruzado e bisou logo a seguir com uma emenda no coração da área após cruzamento de Nicolo Zaniolo da esquerda. Portugal fez tudo para evitar o prolongamento, mas Plizzari voltou a brilhar ao rechaçar um forte remate de Domingos Quina aos 85 minutos.

O prolongamento foi equilibrado até aos 104 minutos, quando Jota aproveitou um ressalto à entrada da área e fez o 3-2 com um disparo que tornou inútil a estirada de Plizzari. Mas os transalpinos voltaram a empatar aos 107 minutos, num desvio de cabeça do Gianluca Scamacca após cruzamento de Raoul Bellanova.

O jogo estava frenético, Portugal precisou de apenas 80 segundos para recuperar a vantagem e garantir o título. Entrado já no prolongamento, Pedro Correia trabalhou bem a bola na área italiana, rodou para a baliza e bateu Plizzari.

Jota festeja um dos seus dois golos na final
Jota festeja um dos seus dois golos na final©UEFA.com

Figura: Jota (Portugal)

O avançado João Filipe, mais conhecido por Jota, marcou dois golos, ofereceu o 2-0 e criou inúmeras situações de perigo para a baliza italiana numa grande exibição de talento e determinação.

Momento: Golo de Pedro Correia
O jogo parecia caminhar para o desempate por grandes penalidades quando o avançado português, entrado oito minutos antes, teve talento e tranquilidade para marcar o golo que valeu o título para Portugal.

Topo