O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Antevisão da final do Europeu de Sub-19: França-Itália

O seleccionador da França, Ludovic Batelli, espera "um interessante confronto de estilos" na final, enquanto Paolo Vanoli, seleccionador de Itália, espera mais uma demonstração de união.

O seleccionador de Itália, Paolo Vanoli (à esquerda), com o seleccionador de França, Ludovic Batelli, e o troféu do Europeu de Sub-19
O seleccionador de Itália, Paolo Vanoli (à esquerda), com o seleccionador de França, Ludovic Batelli, e o troféu do Europeu de Sub-19 ©Sportsfile
  • França e Itália encontram-se em Sinsheim em busca de mais um título Europeu de Sub-19
  • França campeã em 2005 e 2010; Itália vitoriosa em 2003
  • "Petits bleus" derrotados pela Sérvia na final de 2013, na última ocasião em que estiveram no jogo decisivo
  • Itália na sua primeira final desde 2008
  • "Azzurrini" invictos na presente edição da prova, França quem mais jogos venceu

Equipas prováveis
França: Bernardoni; Michelin, Diop, Onguene, Maouassa; Tousart, Poha; Blas, Harit, Mbappé; Augustin.
Itália: Meret; Vitturini, Romagna, Coppolaro, Dimarco; Picchi, Barellia, Locatelli, Ghiglione; Favilli, Panico.

Ludovic Batelli, seleccionador da França
A Itália tem uma excelente defesa e é muito rápida no contra-ataque – é esse o seu estilo de jogo. Têm um sistema extremamente eficiente e que funciona muito bem para eles. Vão jogar num 4-4-2 e vai ser um interessante confronto de estilos; uma equipa que defende muito bem contra outra que ataca e procura marcar golos.

Tínhamos três objectivos para este torneio e já concretizámos dois deles [ultrapassar a fase de grupos e garantir um lugar no Campeonato do Mundo de Sub-20 de 2017]. O nosso terceiro objectivo é conquistar o troféu. Esta é uma grande oportunidade para esta geração; toda a gente trabalhou muito ao longo destes dois anos, dentro e fora de campo, para oferecer a estes jogadores as maiores hipóteses possíveis de êxito.

Paolo Vanoli, seleccionador de Itália
É incrível o que fizemos até aqui. É um sonho concretizado por todo este grupo, em conjunto. Agora sabemos que vamos ter pela frente uma equipa muito complicada; a França conta com jogadores que já jogam no escalão principal e são mais experientes. Ao longo desta edição da competição eles marcaram 30 golos e sofreram seis, pelo que vai ser um jogo muito difícil.

Trabalhamos sempre muito os lances de bola parada, que são resultado de acções colectivas. Só se conseguem esses lances de bola parada se os jogadores criarem essas oportunidades. Os lances de dois dos penalties que tivemos teriam, muito provavelmente, resultado em golo. [Federico] Dimarco é apenas mais um jogador ao serviço do grupo.

Resumo das semi-final: Portugal 1-3 França
Resumo das semi-final: Portugal 1-3 França

Caminho até à final
França
Fase de qualificação: Vencedor do Grupo 10
Ronda de elite: Vencedor do Grupo 7

Fase final
Segundo do Grupo B
Semi-final: 3-1 frente a Portugal

Itália
Fase de qualificação: Segundo do Grupo 4
Ronda de elite: Vencedor do Grupo 2

Fase final
Segundo do Grupo A
Semi-final: 2-1 frente à Inglaterra

Resumo da semi-final: Inglaterra 1-2 Itália
Resumo da semi-final: Inglaterra 1-2 Itália

Guia de forma
França: VVEVVVDVVV
Itália: EVEVVEVEEV

Sabia que?
Entre os ilustres que ergueram o troféu pela Itália em 2003 encontram-se Giorgio Chiellini, Alberto Aquilani e Giampaolo Pazzini. Hugo Lloris, Yohan Cabaye, Yoann Gourcuff (2005) e Antoine Griezmann e Alexandre Lacazette (2010) estão entre os jogadores que triunfaram na competição por França.

©Sportsfile
©Sportsfile
©Sportsfile
©Sportsfile