O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Rússia goleia Grécia e segue para a final

Rússia 4-0 Grécia
Dois golos num curto espaço de tempo no arranque da segunda parte abriram caminho ao claro triunfo dos russos.

Veja a Rússia marcar quatro golos numa excelente exibição na segunda parte e garantir lugar na final.
Highlights: Russia 4-0 Greece

Rússia na final do Europeu de Sub-19 depois de acabar com o sonho grego graças a uma segunda parte de sonho
Golos de Nikita Chernov (50 minutos) e Aleksei Gasilin (52) abrem caminho à vitória russa
Ramil Sheydaev, de penalty, eleva para 3-0 e assina o seu 12º golo da temporada na competição (65 minutos)
Grécia vê o defesa Timos Tselepidis ser expulso aos 68 minutos
Rússia defronta Espanha na final de Domingo

A Rússia carimbou, pela primeira vez na história, o passaporte para a final do Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA depois de, com uma grande segunda parte, ter deitado por terra as ambições da anfitriã Grécia. Dois golos no espaço de três minutos, assinados por Nikita Chernov e Aleksei Gasilin, abriram caminho ao triunfo, com Ramil Sheydaev a fazer o terceiro de penalty e Chernov a bisar para selar o triunfo em 4-0.

O seleccionador da Grécia, Giannis Goumas, tinha afirmado que a sua equipa ia procurar aproveitar os contra-ataques e foi o que esta fez, apresentando-se bem recuada no terreno nos primeiros minutos. A estratégia de Goumas, porém, esteve perto de dar frutos, uma vez que pertenceram aos gregos as duas principais situações de golo da primeira parte.

Primeiro, Manolis Saliakas avançou pela direita e cruzou para Nikolas Vergos, que apareceu de rompante na grande área russa a desviar a bola ao primeiro poste, milímetros ao lado. Depois, novo cruzamento, desta feita vindo do outro flanco e desferido por Giorgos Kiriakopoulos, encontrou Efthymis Koulouris que rematou forte fazendo a bola roçar ainda na trave.

A Rússia, contudo, também ia ameaçando e quase ganhou vantagem à beira do intervalo. Denis Yakuba serviu Igor Bezdenezhnykh e este desviou a bola para as mãos do guarda-redes grego, Konstantinos Kotsaris.

A Grécia pareceu entrar na segunda com uma postura mais ofensiva, obrigando o guarda-redes contrário a ter de se aplicar por duas vezes para negar o golo a Anton Mitryushkin e Koulouris. Entre essas duas ocasiões, porém, a Rússia marcou por duas vezes praticamente de seguida. Chernov inaugurou o marcador com um cabeceamento certeiro após pontapé de canto cobrado por Aleksandr Golovin e Ramil Sheydaev aproveitou, logo depois, a desorientação da defesa grega para elevar para 2-0.

As coisas não tardaram a ficar ainda mais complicadas para a selecção anfitriã. Albert Roussos rasteirou Georgi Melkadze já dentro da grande área grega e Sheydaev não perdoou na conversão da consequente grande penalidade – assinando assim o seu 12º golo na presente edição da competição desde a fase de qualificação, registo que constituiu um novo recorde. O defesa grego Timos Tselepidis viu, de seguida, o cartão vermelho e a Rússia chegou mesmo ao quarto golo quando desviou a bola para o fundo das redes na sequência de um livre cobrado por Melkadze.