O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Espanha demasiado forte para a Alemanha

Alemanha 0-3 Espanha
Três golos sem resposta dos velozes e pragmáticos espanhóis infligiram uma derrota clara à detentora do título.

Veja os melhores momentos da estreia da Alemanha em Larissa, contra Espanha.
Highlights: Germany 0-3 Spain

Espanha estreia-se em grande estilo frente à campeã Alemanha no Grupo B
Mikel Merino coloca equipa de Luis de la Fuente no comando (8)
Borja Mayoral amplia de penalty (72) e Matías Nahuel (90+3) fecham resultado
Espanha perde Afonso Pedraza por cartão vermelho directo (90)
Próximos jogos: Espanha-Rússia, Alemanha-Holanda (10 de Julho)

A Espanha entrou a ganhar no Grupo B do Campeonato da Europa Sub-19 da UEFA, e logo ante a campeã Alemanha, por 3-0, numa partida em que marcou cedo e nunca pareceu ter a vantagem em perigo.

O jogo começou animado, em especial por parte da formação ibérica, imparável pelas faixas laterais. O primeiro lance de perigo, porém, aconteceu na outra área, com Leroy Sané a rematar e a bola a sair ao lado. Aos oito minutos a Espanha marcou. Alfonso Pedraza fugiu em velocidade pela esquerda e centrou atrasado para a entrada de rompante de Mikel Merino, que atirou rasteiro para o 1-0. Resultado com que se atingiu o intervalo.

Logo no reinício, em cima do minuto 50, Pedraza teve na cabeça o 2-0, mas atirou por cima. E a Alemanha enquadrou pela primeira vez um remate com a baliza espanhola no lance seguinte, mas o disparo de Thilo Kehrer foi defendido por Antonio Sivera. Neste período a Alemanha conseguiu mais do que em todo o jogo até então e Luca Waldschmidt, aos 60 minutos, apareceu na cara do guardião espanhol, que voltou a salvar a sua equipa.

Até que aos 72 minutos a Espanha ampliou a vantagem. O árbitro assinalou falta do guarda-redes Marius Funk sobre Borja Mayoral e o próprio converteu o castigo máximo.

Espanha passou a controlar as operações, nunca esquecendo os velozes contra-golpes que colocaram sempre em sentido os germânicos, e nada disso mudou mesmo quando Pedraza viu cartão vermelho directo, aos 90 minutos, por uma entrada de pé à frente sobre um adversário. Aliás, Espanha ainda teve tempo para ampliar, por Matias Nahuel, nos descontos, depois de se isolar e contornar o guarda-redes.