O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Kulbakov pronto para arbitrar final

Aleksei Kulbakov foi o escolhido para dirigir a final do EURO Sub-19, o culminar de duas semanas que o árbitro da Bielorrússia considera bastante importantes para a sua carreira.

Aleksei Kulbakov vai liderar a equipa de arbitragem na final do Europeu de Sub-19 entre a França e a Sérvia
Aleksei Kulbakov vai liderar a equipa de arbitragem na final do Europeu de Sub-19 entre a França e a Sérvia ©Sportsfile

Aleksei Kulbakov considera "um momento muito importante" da sua carreira ter sido escolhido para arbitrar a final do Campeonato da Europa de Sub-19 entre a França e a Sérvia.

Já totalmente concentrado no encontro de quinta-feira, em Marijampole, o árbitro bielorrusso expressou a sua gratidão por ter sido o eleito para dirigir a partida, orgulho que partilha com a sua restante equipa de arbitragem, composta pelos árbitros assistentes Dermot Broughton, da República da Irlanda e Leif Eric Opland, da Noruega, e pelo quarto-árbitro Felix Zwayer, da Alemanha.

"Trata-se de um momento extremamente importante para a vida de qualquer árbitro", afirmou kulbakov ao UEFA.com. "Estas últimas duas semanas trabalhámos de forma muito profissional e aprofundada, tentando sempre melhorar enquanto pessoas e enquanto árbitros", realçou. "Todos os árbitros aqui presentes receberam treinos físicos e práticos de alto nível, bem como análises informativas preciosas por parte dos nossos observadores. Discutimos várias situações relativas aos jogos e podemos, agora, regressar a casa e partilhar o que aprendemos com outros árbitros do nosso país."

Destacando também o elevado nível do futebol praticado no torneio, Kulbakov afirmou também que a qualidade dos jogadores, aliada à atmosfera criada pelos adeptos lituanos, criaram um evento desportivo único. "Apesar de os jogadores aqui presentes terem todos à volta de 19 anos, percebe-se já que muitos deles virão a ser estrelas da UEFA Champions League no futuro. Para além disso, tivemos sempre muitos espectadores nos estádios, mesmo nos jogos em que a Lituânia não actuou, o que prova o interesse que este evento despertou."

Tendo estudado o encontro já disputado entre os dois finalistas na fase de grupos, que terminou empatado 1-1, Kulbakov acredita que à sua espera estará um encontro totalmente diferente. "Uma final é sempre um jogo especial", frisou. "Cabe-nos, apenas, manter a concentração e estar preparados para qualquer eventualidade."