O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Vontade da Grécia encanta Tsanas

Kostas Tsanas destacou o "enorme esforço" da Grécia como factor decisivo para chegar à final, enquanto Noel Blake lamentou algumas más decisões tomadas pela Inglaterra.

Os jogadores da Grécia festejam após o apuramento para a final do Europeu de Sub-19
Os jogadores da Grécia festejam após o apuramento para a final do Europeu de Sub-19 ©Sportsfile

Noel Blake, seleccionador da Inglaterra
Estou sem palavras por termos perdido este jogo. Começámos muito bem, a praticar um futebol de grande qualidade, mas talvez não tenhamos ameaçado suficientemente a baliza adversária. À medida que o encontro foi avançando, começámos a criar algumas oportunidades de golo, algumas delas bastante claras mas, como se costuma dizer, quem não marca acaba por sofrer. Depois de chegarem ao golo, eles decidiram jogar com toda a equipa atrás da linha da bola, o que é perfeitamente legítimo, mas estou muito desapontado por termos perdido da forma como perdemos.

Numa análise final, posso dizer que precisávamos de ter tomado melhores decisões no último terço do terreno. Nem sempre tomámos as decisões mais acertadas e esse foi um dos factores que nos levou a perder esta partida. Jogámos muito bem durante largos momentos do torneio, mas sinto que não chegámos nunca a atingir a nossa melhor forma. Com o avançar do torneio melhorámos vários aspectos e esta tarde realizámos mesmo, talvez, a nossa melhor exibição no que diz respeito à forma como trocámos a bola, mas acabámos por não ser felizes.

Chegámos aqui com vários objectivos e concretizámos alguns deles. Conseguimos a qualificação para o Campeonato do Mundo de Sub-20 e conseguimos ultrapassar a fase de grupos, mas não conseguimos chegar à final; não pudemos contar com alguns jogadores que estão nos Sub-21 e tivemos algumas lesões, por isso o facto de termos chegado às meias-finais acaba por ser um bom augúrio para o futuro.

Kostas Tsanas, seleccionador da Grécia
Estou muito satisfeito com este grupo de jogadores. Eles deram tudo o que tinham e mereceram esta vitória. Derrotámos uma grande equipa e isso torna a nossa alegria ainda maior. Os momentos decisivos foram o cartão vermelho, o penalty defendido pelo nosso guarda-redes suplente e a vontade que demonstrámos ao actuar 75 minutos com apenas dez jogadores. É por isso que estou tão feliz e satisfeito.

A Inglaterra tem uma equipa muito forte, repleta de grandes jogadores, excelentes a nível táctico. Isso confere ainda mais valor ao nosso triunfo. Dá-me uma alegria imensa. Quando ficámos reduzidos a dez jogadores, tínhamos de defender, naturalmente, mas quando tivemos 11 jogadores conseguimos marcar. Estávamos em vantagem quando ficámos com menos um jogador em campo e foi com menos um jogador em campo que nos voltámos a colocar na frente do marcador.

Perante tudo isto, alcançarmos a final constitui um enorme feito. Foi um jogo muito difícil, mas demos o nosso melhor e estivemos mesmo muito bem.