O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Do Torneio Internacional Jovem até ao EURO Sub-19

O Campeonato da Europa Sub-19 da UEFA é o sucessor do Torneio de Juniores da FIFA, que começou em 1948 como prova Sub-18 e sete anos depois passou para a alçada da UEFA.

A Espanha tem dominado nesta categoria
A Espanha tem dominado nesta categoria ©Sportsfile

O Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA é o sucessor do Torneio de Juniores da FIFA, que teve início em 1948 como evento de Sub-18 e passou para a alçada da UEFA sete anos mais tarde. Este Torneio Internacional Jovem teve vários formatos nos seus 32 anos de existência. A Inglaterra venceu a prova em oito ocasiões, enquanto a União Soviética triunfou por quatro vezes e a Bulgária três.

Em 1980, o torneio passou a denominar-se Campeonato da Europa de Sub-18 da UEFA, reflectindo uma das principais prioridades da UEFA, promover o futebol jovem e desenvolver jovens futebolistas. A edição inaugural do Campeonato da Europa de Sub-18 da UEFA realizou-se em 1980/81, antes da competição passar para um evento de Sub-19 no início de 2001/02 devido a alterações nas datas de elegibilidade dos jogadores.

A França foi a selecção mais vitoriosa no Europeu de Sub-18 ao erguer o troféu em quatro ocasiões, enquanto Portugal e União Soviética venceram a prova por duas vezes. A Espanha tem dominado desde a mudança para Sub-19, com sete vitórias, enquanto a França soma três títulos. Em 2021/22, a Inglaterra juntou-se à Alemanha com duas títulos na competição, que regressou após um interregno de duas épocas devido à COVID-19.

Lista de honra e recordes do EURO Sub-19

Algumas futuras estelas que participaram em fases finais do torneio Sub-18 e Sub-19:

Inglaterra: Michael Owen, Gary Neville, Sol Campbell, Frank Lampard, Paul Scholes, Harry Kane, Phil Foden, Jadon Sancho, Mason Mount

França: Mikaël Silvestre, William Gallas, Thierry Henry, David Trezeguet, Paul Pogba, Antoine Giezmann, Kingsley Coman, Kylian Mbappé

República Checa: Petr Čech

Alemanha: Mesut Özil, Joshua Kimmich, Manuel Neuer, Philipp Lahm

Itália: Gianluigi Buffon, Francesco Totti, Andrea Pirlo

Países Baixos: Patrick Kluivert, Clarence Seedorf, Frank de Boer, Frenkie de Jong

Noruega: Erling Haaland

Portugal: Luís Figo, Bernando Silva

República da Irlanda: Roy Keane, Robbie Keane

Espanha: Andrés Iniesta, Fernando Torres, David Silva, Sergio Ramos, Gerard Piqué, Juan Mata, Thiago Alcantara