Foto: Primeira SuperTaça Europeia do Sevilha

Nove anos após o Sevilha ter batido o Barcelona no primeiro duelo na SuperTaça Europeia, recordamos a equipa que conquistou o troféu e onde estão agora os intervenientes.

©Getty Images

1) Javier Chevantón (no canto inferior esquerdo, parte da face fora da imagem)
Depois de passagens por Atalanta, Lecce, Queens Park Rangers e Colon de Santa Fe, da Argentina, o atacante uruguaio regressou ao seu país no ano passado para representar o Liverpool de Montevideu.

2) Renato
O médio que marcou o primeiro golo do triunfo do Sevilha sobre o Barça, e que também inaugurou o marcador na derrota com o Milan, no mesmo palco, na época seguinte, regressou ao Brasil em 2011, primeiro para alinhar pelo Botafogo, antes de em 2014 voltar ao Santos.

3) Aitor Ocio (cabelo comprido)
O basco assinou pelo Athletic Club no Verão seguinte e terminou a carreira no clube, em 2012. Actualmente é empresário e dirige uma empresa de "fitness" em Bilbau.

Resumo: O triunfo do Sevilha
Resumo: O triunfo do Sevilha

4) Andreas Hinkel
Uma grave lesão num joelho colocou em risco a carreira do defesa alemão em 2010, e dois anos depois pendurou as chuteiras quando alinhava nos alemães do Friburgo. Até Abril deste ano trabalhou com treinador nos escalões jovens do Estugarda, um dos seus antigos clubes.

5) Dani Alves
O defesa-direito brasileiro era o motor desta grande equipa e foi o melhor em campo na SuperTaça Europeia, desempenhando também um papel decisivo na conquista da Taça UEFA e da Taça de Espanha pelo Sevilha em 2007. Foi contratado pelo Barcelona em 2008 e conquistou cinco campeonatos de Espanha e três UEFA Champions League ao serviço dos catalães.

6) Jesuli (atrás de Alves, com um fita na cabeça)
A passagem de três anos do avançado andaluz pelo Sevilha terminou em 2007, quando foi emprestado à Real Sociedad, colocando um ponto final na carreira no ano seguinte, ao serviço do Tenerife. Continua a jogar futsal pela equipa de veteranos do Sevilha.

7) Adriano
O extremo foi um dos jogadores em maior destaque nos dois triunfos consecutivos do Sevilha na Taça UEFA, frente a Middlesbrough e Espanhol. Em 2010 seguiu o compatriota Dani Alves rumo a Camp Nou e conquistou 11 títulos ao serviço do clube catalão.

Veja: Sevilha conquista a UEFA Europa League de 2015
Veja: Sevilha conquista a UEFA Europa League de 2015

8) Ivica Dragutinović (atrás do braço de Kanouté)
O defesa-esquerdo sérvio viveu os melhores momentos da carreira ao serviço do Sevilha, disputando mais de 100 jogos pelo clube e conquistando duas SuperTaças Europeias, duas Taças de Espanha, para além de uma SuperTaça de Espanha. Terminou a carreira em 2011.

9) Frédéric Kanouté
O avançado apontou o segundo golo do Sevilha frente ao Barcelona e reforçou ainda mais o seu lugar no coração dos adeptos, tendo também marcado nas vitórias na final da Taça UEFA e da Taça de Espanha, em 2007. Colocou um ponto final na memorável carreira no Sevilha em 2012, pendurando as chuteiras no ano seguinte.

10) Javi Navarro (capitão)
Sofreu uma grave lesão num joelho nesse Verão, que o obrigou a terminar a carreira em 2009. Passou a fazer parte da equipa técnica do Sevilha em 2010, mas poucos meses depois partiu para uma vida longe do futebol, desenvolvendo uma paixão pelo surf e pelas viagens.

11) Enzo Maresca (com barba)
O médio italiano marcou, de grande penalidade, o último golo no triunfo sobre o Barcelona na SuperTaça Europeia, e no ano seguinte também venceu a Taça UEFA em Glasgow. Deixou o clube em 2009 para assinar pelo Olympiacos. Aos 35 anos ainda joga na Serie A, ao serviço do Palermo.

Juande Ramos sobre os dias de glória no Sevilha
Juande Ramos sobre os dias de glória no Sevilha

12) Julian Escudé (atrás e à esquerda de Kanouté)
O defesa ficou no clube até 2012, quando saiu para o Beşiktaş. Despediu-se do futebol em Setembro de 2014 e iniciou uma carreira na hotelaria, em Madrid.

13) Kepa Blanco (a segurar a bola)
O atacante natural de Marbella deixou o clube onde se formou um ano depois de ter conquistado a SuperTaça Europeia, mas esteve apenas uma época no West Ham United. Regressou a Espanha e passou por Getafe, Recreativo Huelva e Guadalajara, onde terminou a carreira, em 2013.

14) David Cobeño (atrás de Kepa)
O guarda-redes participou em apenas cinco jogos na única época em que esteve no Sevilha. Assinou pelo Almería, também da Andaluzia, e depois pelo Rayo Vallecano, onde continua até hoje.

15) Juande Ramos
Ramos conduziu o Sevilha ao triunfo sobre o Barcelona na SuperTaça Europeia e, 12 meses depois, à conquista da Taça UEFA e da Taça de Espanha, deixando depois o clube para assumir o comando do Tottenham Hotspur. Regressou a Espanha em 2009 para treinar o Real Madrid, tendo depois dirigido o CSKA Moskva, antes de uma passagem de quatro anos pelo Dnipro Dnipropetrovsk.

16) David Castedo
O defesa-esquerdo era um dos líderes da equipa quando o Sevilha regressou à Liga espanhola em 2000/01, e o triunfo na SuperTaça Europeia foi uma recompensa justa pelos anos de dedicação ao clube. Terminou a carreira no Levante e actualmente tem uma escola de futebol para crianças em Sevilha.

Foto: Sevilha em Eindhoven
Foto: Sevilha em Eindhoven©Getty Images

Mais do género...
Foto: Primeiro triunfo do Sevilha na Taça UEFA
Foto: Triunfo épico da Inglaterra nas meias-finais de 2009
Foto: Irlanda-Escócia, 1986 
Foto: Galatasaray faz história na Taça UEFA
Foto: Benzema e Nasri na geração de 2004
Foto: Trezeguet ajuda Juventus a afastar o Real
Foto: Campeões do Chelsea em 2005 uma década depois
Foto: Quando o Benfica bateu o Porto de Mourinho
Foto: Quando o Mónaco surpreendeu o poderoso Real Madrid
Foto: Barcelona silencia o Real no Bernabéu
Foto: Ronaldo ovacionado de pé em Old Trafford
Foto: Os heróis de Istambul do Liverpool
Foto: Juve rouba lugar nos "quartos" ao Werder
Foto: Batistuta termina com a espera da Roma
Foto: Quando o Ajax virou uma derrota por 3-1
Foto: Itália sobrevive e chega à final do Mundial
Foto: Nápoles de Maradona reina em 1989
Foto: Quando o Paris bateu a equipa de sonho do Barcelona

Topo