O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Porto resignado, Guardiola exulta

Vítor Pereira enalteceu a réplica do FC Porto na derrota (2-0) ante o Barcelona, enquanto Josep Guardiola elogiou a equipa que "vai ficar na história do clube e do futebol".

Porto resignado, Guardiola exulta
Porto resignado, Guardiola exulta ©uefa.com 1998-2011. All rights reserved.

O treinador do FC Porto, Vítor Pereira, enalteceu a réplica dada pela sua equipa na derrota de 2-0 frente ao FC Barcelona, enquanto o homólogo Josep Guardiola elogiou a "geração única que vai passar à história do clube e do futebol".

Vítor Pereira, treinador do FC Porto
Tenho de realçar o excelente jogo que fizemos aqui hoje. Criámos grandes problemas ao grande Barça, que muitos consideram a melhor equipa do Mundo. Vendemos cara a derrota. Não vivemos de vitórias morais, mas saio daqui satisfeito com a exibição da equipa. Penso que saímos daqui reforçados. Só não marcámos golo, mas fomos consistentes e estamos a crescer. Estamos a iniciar a época e há que dar tempo ao tempo. A equipa deu passos de crescimento importantes.

Assisti aqui a duas equipas que se respeitaram e quiseram ganhar o jogo. Pena não termos aproveitado os erros que obrigámos o Barcelona a cometer e marcado golo. Vimos um Porto a pressionar alto, que não gosta de se submeter a equipa nenhuma e criámos muitas dificuldades ao nosso adversário.

Josep Guardiola, treinador do Barcelona
Estou muito, muito feliz. Não apenas pelos 12 títulos, que são fantásticos, mas porque foi muito difícil vencer este. Doze em 15 teria sido inimaginável mas mostra apenas o valor destes jogadores – nunca me canso de os elogiar. Fizemos um excelente jogo atendendo às condições. Sei que batemos uma grande equipa. Nesta altura não é possível jogar ao nível da final da [UEFA] Champions [League].

Esta geração é especial, única e vai ficar na história deste clube e do futebol. São realmente excelentes jogadores, mas acima de tudo são amigos. Nem sempre é fácil encontrar isso numa equipa e é muito bom para nós. Temos de cuidar deles e acolher os que vierem. Ter dois títulos antes de começar a Liga dá-nos muita tranquilidade.

O segundo golo foi um passe muito bom do Leo, um bom controlo de bola por parte do [por parte do Cesc] e um bom remate. Vamos tentar ajudá-lo a chegar à melhor o mais rapidamente possível à sua melhor condição e ele irá ajudar-nos a fazer uma época excelente. O Keita tem jogado durante toda a temporada, sei que posso contar com ele e pensámos que também podia actuar naquela posição. Fez um excelente trabalho e estou bastante satisfeito com a sua exibição.

Helton, guarda-redes do FC Porto
Estamos todos conscientes do jogo que fizemos e do que poderíamos ter feito nesta partida. Agora temos  de levantar a cabeça, pelo jogo de qualidade que fizemos e contra a equipa que foi.

Hulk, avançado do FC Porto
Temos de levantar a cabeça. Fizemos o nosso jogo, tivemos mais oportunidades e o 1-0 surgiu num erro nosso. Agora, temos de pensar já nos próximos jogos. Os aplausos no fim do jogo por parte dos nossos adeptos significam bastante. Demonstram gratidão porque lutámos bastante. Demos o máximo e agora temos de voltar a ganhar.

Andrés Iniesta, eleito o Melhor em Campo pelo Grupo de Estudos Técnicos da UEFA
Em primeiro lugar, estou muito feliz por ter, uma vez mais, conquistado, este troféu, pois para tal tivemos de ganhar a Champions League. Foi um jogo difícil, muito físico, com jogadores talentosos. Conseguimos ultrapassar algumas dificuldades e vencer mais um título, que é importante para nós. Já havíamos conquistado a SuperTaça espanhola e agora esta, o que é a melhor motivação para continuarmos a lutar. O Porto venceu tudo na época passada e muitos dos jogos de forma convincente, pelo que sabíamos o que esperar e com quem estávamos a jogar. Dessa forma, tentámos fazer o nosso melhor frente a um excelente adversário, que nos dificultou muito as coisas.

Adriano, defesa do Barcelona
É a terceira final que disputo e ganhei duas. É uma felicidade muito grande, ainda para mais com o Barcelona. Parabéns ao Porto também, é uma grande equipa, que fez por merecer estar nesta final. Agora é comemorar. O Porto complicou-nos o jogo até terem os jogadores expulsos. Eles tiverem a infelicidade de errar um passe e o [Lionel] Messi foi feliz em fazer o golo e isso jogou a nosso favor; ficámos mais tranquilos.