O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Suíça 1-0 Portugal: Golo de Seferović dita surpresa

Um cabeceamento certeiro e madrugador de Haris Seferović em Genebra ditou a primeira derrota de Portugal no Grupo A2 e deu os primeiros pontos à Suíça.

Resumo: Suíça 1-0 Portugal

A Suíça contrariou a tendência do guia de forma do Grupo A2 e somou a sua primeira vitória nesta UEFA Nations, acabando ao mesmo tempo com a invencibilidade de Portugal.

Momentos-chave

1' Seferović marca de cabeça logo a abrir
18' Omlin defende cabeceamento de Danilo
49' Remate de André Silva defendido com as pernas por Omlin
63' Bernardo Silva vê Omlin negar-lhe o golo com defesa acrobática
71' Omlin defende disparo de Gonçalo Guedes

O jogo em poucas palavras: Seferović dá arranque de sonho à Suíça

Ainda sem qualquer ponto somado no grupo, os anfitriões entraram determinados a corrigir essa situação e marcaram praticamente na primeira jogada do encontro. Silvan Widmer avançou bem pela direita e cruzou na perfeição para a grande área de Portugal, na direcção de Haris Seferović. Solto de marcação, o avançado do Benfica desviou de cabeça para fora do alcance de Rui Patrício e fez o 1-0.

Veja Haris Seferović marcar o golo mais rápido de sempre na Nations League

Portugal demorou a reagir, mas aos 17 minutos quase empatou. Bruno Fernandes cobrou um canto e a bola chegou à cabeça de Danilo, que atirou forte, mas viu Jonas Omlin negar-lhe o golo com uma grande defesa.

Como tudo aconteceu: Suíça 1-0 Portugal

A selecção portuguesa entrou depois com outra disposição para o segundo tempo e André Silva, a passe de Nuno Mendes, viu Omlin negar-lhe o golo com uma defesa com as pernas. Estava dado o mote para o que seria o resto do segundo tempo, com o guarda-redes da casa a brilhar na baliza helvética evitando por mais três ocasiões que Portugal chegasse ao empate.

A Suíça também ameaçava no contra-ataque e Seferović ficou perto do bis mas foi Portugal que foi criando várias oportunidades para chegar ao empate até ao fim. Sem sucesso.

Seferović marcou o único golo do jogo
Seferović marcou o único golo do jogoAFP via Getty Images

Daniel Thacker, repórter no estádio

Foi uma exibição inteligente e determinada dos anfitriões, para conquistarem a sua primeira vitória no grupo e no ano de 2022, acabando ao mesmo tempo com a invencibilidade de Portugal no Grupo A2. O golo de Seferović fez a diferença (no seguimento de uma excelente jogada e cruzamento de Widmer), mas a figura do jogo foi o guarda-redes Omlin, com pelo menos quatro excelentes defesas. A exibição de Portugal na segunda parte, após a entrada de Bernardo Silva, deixa ainda assim alguns pontos positivos para Fernando Santos.

Reacções

Omlin esteve em grande destaque no lado suíço
Omlin esteve em grande destaque no lado suíçoAFP via Getty Images

Jonas Omlin, guarda-redes da Suíça: "Mostrámos aquilo de que somos capazes. Trabalhámos muito bem, toda a equipa...Estou satisfeito por não ter sofrido golos hoje."

Granit Xhaka, capitão da Suíça: "Depois dos três jogos que perdemos, sabíamos que tínhamos de mostrar outra coisa. Os dois primeiros jogos fora de casa contra a República Checa e Portugal foram muito maus. Contra a Espanha, a primeira parte foi mais ou menos e a segunda muito melhor. Tive uma boa sensação antes deste jogo, porque sabia que poderíamos vencer uma equipa grande como Portugal, porque temos qualidade para isso. Estou feliz pela equipa e pelas pessoas que sempre nos apoiam. São três pontos muito bons nós."

Fernando Santos, seleccionador de Portugal: "Sabíamos que a Suíça ia pressionar muito, face aos jogadores que colocou em campo, mas o golo sofrido aos segundos acabou por marcar o jogo. A nossa equipa tardou a encontrar-se. Depois conseguiu recompor-se, mas não fomos capazes de marcar. A Suíça só teve mais uma ocasião de golo e marcou. No segundo tempo fizemos tudo o que tínhamos de fazer, criámos inúmeras ocasiões de golo, mas faltou eficácia. Talvez tenha havido demasiada ansiedade. Contudo, fizemos muitas coisas boas e penso que este resultado foi injusto."

André Silva, avançado de Portugal: "Cometemos um erro no início do jogo que nos custou caro. Fizemos o nosso melhor, criámos várias oportunidades e empurrámos a Suíça para trás, mas não conseguimos marcar. Temos falam dois jogos e temos e temos o nosso destino nas nossas próprias mãos. Estamos preparados para tudo, este jogo serve para nos fazer aprender e crescer. Há que tirar pontos positivos mesmo nas derrotas. Temos que seguir em frente."

Danilo, defesa de Portugal: "Tivemos um dia mau. Sofremos um golo de uma forma que não deveria acontecer. Tentámos reagir, mas infelizmente não era o nosso dia e a bola não quis entrar. Não estávamos bem posicionados para defender aquele cruzamento e pagámos por isso. Ainda temos dois jogos e, se vencermos os dois, garantimos o apuramento."

Principais estatísticas

Rafael Leão foi o rosto da frustração portuguesa em genebra
Rafael Leão foi o rosto da frustração portuguesa em genebraAFP via Getty Images
  • O golo de Seferović foi marcado aos 57 segundos, tornando-se assim no mais rápido de sempre na UEFA Nations League.
  • Seferović tornou-se no primeiro jogador a marcar no minuto inaugural de um jogo pela selecção suíça desde Alain Sutter, em 1988.
  • A Suíça venceu últimos três jogos em casa contra Portugal.
  • A Suíça somou a sua primeira vitória na UEFA Nations League desde novembro de 2018.
  • A vitória encerrou uma série de três derrotas consecutivas da Suíça na UEFA Nations League.

Ficha de jogo

Suíça: Omlin; Widmer (Steffen 46), Akanji, Elvedi, Rodríguez (Stergiou 79); Freuler, Xhaka, Sow (Aebischer 79); Shaqiri (Okafor 21), Seferović, Embolo (Zuber 65)

Portugal: Rui Patrício; João Cancelo, Pepe, Danilo, Nuno Mendes; Bruno Fernandes (Matheus Nunes 74), Rúben Neves (Ricardo Horta 82), Otávio (Gonçalo Guedes 46); Rafael Leão (Diogo Jota 62), André Silva, Vitinha (Bernardo Silva 62)

Grupo 2 Em directo agora

Jogos J Vitórias V Empates E Derrotas D Marcados Sofridos Diferença de golos Pontos Pts
ESP Espanha
A jogar agora
4 2 2 0 6 3 3 8
POR Portugal
A jogar agora
4 2 1 1 7 2 5 7
CZE República Checa
A jogar agora
4 1 1 2 4 7 -3 4
SUI Suíça
A jogar agora
4 1 0 3 2 7 -5 3

O que se segue depois da fase de grupos?

Os quatro vencedores dos grupos da Liga A avançam para a fase a eliminar com, em princípio, um deles a ser nomeado como anfitrião. As meias-finais serão disputadas a 14 e 15 de Junho de 2023, com a final e o jogo de atribuição do terceiro lugar a 18 de Junho.

As selecções que terminarem em quarto lugar nos grupos da Liga A serão despromovidas à Liga B para a edição 2024/25.