Quem está na fase final da Nations League?

Bélgica, Espanha, França e Itália vão disputar a fase final da segunda edição da UEFA Nations League.

Conheça o quarteto finalista da Nations League
Conheça o quarteto finalista da Nations League

Bélgica, Espanha, França e Itália vão disputar a fase final da UEFA Nations League em Outubro de 2021.

Nations League em detalhe

Em princípio, o vencedor do Grupo A1 (Itália) será escolhido como anfitrião da fase final. A nomeação formal do país organizador será confirmada na reunião do Comité Executivo da UEFA a 3 de Dezembro, seguindo-se o sorteio das meias-finais e da final.

BÉLGICA

Resumo: Bélgica 4-2 Dinamarca
Resumo: Bélgica 4-2 Dinamarca

Vencedora do Grupo A2: 5V 0E 1D 16GM 6GS
Melhor marcador: Romelu Lukaku, Dries Mertens (3)

Resultados
05/09: Dinamarca 0-2 Bélgica
08/09: Bélgica 5-1 Islândia
11/10: Inglaterra 2-1 Bélgica
14/10: Islândia 1-2 Bélgica
15/11: Bélgica 2-0 Inglaterra
18/11: Bélgica 4-2 Dinamarca

Treinador: Roberto Martínez
Um antigo médio espanhol que se destacou como treinador no futebol inglês, Martínez está no comando da Bélgica desde 2016..

Jogador em destaque: Kevin De Bruyne
O melhor médio da UEFA Champions League de 2019/20 continua a brilhar no clube e na selecção. É o cérebro criativo de Martínez.

Jogador a seguir: Youri Tielemans
Relativamente jovem, com apenas 23 anos, numa equipa repleta de talentos consagrados, o versátil médio do Leicester tem um remate perigoso de meia distância, isto sem esquecer a capacidade de passe.

FRANÇA

Resumo: Portugal 0-1 França
Resumo: Portugal 0-1 França

Vencedora do Grupo A3: 5V 1E 0D 12GM 5GS
Melhor marcador: Olivier Giroud (3)

Resultados
05/09: Suécia 0-1 França
08/09: França 4-2 Croácia
11/10: França 0-0 Portugal
14/10: Croácia 1-2 França
14/11: Portugal 0-1 França
17/11: França 4-2 Suécia 

Treinador: Didier Deschamps
Deschamps capitaneou o seu país até à vitória no Campeonato do Mundo de 1998 e no UEFA EURO 2000. É o seleccionador desde 2012 e conduziu a França à conquista do Campeonato do Mundo de 2018, pelo pode conseguir a segunda “dobradinha” ao serviço da selecção no EURO 2020.

Jogador em destaque: Antoine Griezmann
A influência do melhor jogador e melhor marcador do EURO 2016 na equipa aumentou com o tempo. Marcou três golos e fez sete assistências na qualificação para o UEFA EURO 2020 e depois disso ultrapassou Zinédine Zidane como o melhor marcador de todos os tempos pela França..

Jogador a seguir: Clément Lenglet
O defesa-central adaptou-se sem grandes problemas ao Barcelona e, apesar de só ter feito a estreia pela selecção principal de França em Junho de 2019, parece ser o jogador ideal para fazer dupla com Raphaël Varane no eixo da defesa de Deschamps..

ITÁLIA

Resumo: Bósnia e Herzegovina 0-2 Itália
Resumo: Bósnia e Herzegovina 0-2 Itália

Vencedora do Grupo A1: 3V 3E 0D 7GM 2GS
Melhor marcador: cinco jogadores com um golo

Resultados
04/09
: Itália 1-1 Bósnia e Herzegovina
07/09: Países Baixos 0-1 Itália
11/10: Polónia 0-0 Itália
14/10: Itália 1-1 Países Baixos
15/11: Itália 2-0 Polónia
18/11: Bósnia e Herzegovina 0-2 Itália

Treinador: Roberto Mancini
Um dos melhores avançado da sua geração, embora nunca tenha tido a mesma sorte na selecção, Mancini está ansioso para brilhar como seleccionador depois de conquistar vários troféus em clubes de Itália, Inglaterra e Turquia.

Jogador em destaque: Marco Verratti
Tal como o seu treinador, o médio ainda não teve na selecção desempenhos ao nível dos conseguidos nos clubes. O futebol de Mancini, que assenta na posse de bola, parece perfeito para o jogador do Paris.

Jogador a seguir: Gianluigi Donnarumma
O guarda-redes Donnarumma já é um veterano aos 21 anos, pois joga ao mais alto nível há várias épocas, agora tem a difícil tarefa de substituir Gianluigi Buffon.

ESPANHA

Resumo: Espanha 6-0 Alemanha
Resumo: Espanha 6-0 Alemanha

Vencedora do Grupo A4: 3V 2E 1D 13GM 3GS
Melhor marcador: Ferrán Torres (4)

Resultados
03/09: Alemanha 1-1 Espanha
06/09: Espanha 4-0 Ucrânia
10/10: Espanha 1-0 Suíça
13/10: Ucrânia 1-0 Espanha
14/11: Suíça 1-1 Espanha
17/11: Espanha 6-0 Alemanha

Treinador: Luis Enrique
Luis Enrique deixou o cargo em Junho de 2019 por motivos pessoais, mas regressou cinco meses depois, em Novembro, após terminada a qualificação para o UEFA EURO 2020. Em 2015 já tinha conduzido o Barcelona à conquista da UEFA Champions League.

Jogador em destaque: Sergio Ramos
O elo que mantém a defesa unida, o jogador europeu com mais internacionalizações de todos os tempos está também entre os dez melhores marcadores, em parte por ser o escolhido para marcar as grandes penalidades.

Jogador a seguir: Ansu Fati
O atacante do Barcelona bateu um recorde com 95 anos ao tornar-se no mais jovem marcador da selecção de Espanha depois de contribuir para a goleada de 4-0 à Ucrânia com apenas 17 anos e 311 dias de idade.