O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Espanha 1-2 França: Gauleses conquistam a Nations League com nova reviravolta

Karim Benzema e Kylian Mbappé marcaram os golos da reviravolta vitoriosa da França na final da UEFA Nations League.

Resumo: Espanha 1-2 França
Resumo: Espanha 1-2 França

A França produziu mais uma fantástica recuperação para virar o resultado e derrotar a Espanha por 2-1, conquistando assim pela primeira vez na sua história a UEFA Nations League, em Milão.

Espanha - França: como foi, reacções

O jogo em poucas palavras

 Mbappé festeja o  golo da vitória da França
Mbappé festeja o golo da vitória da FrançaGetty Images

Depois de dois grandes jogos nas meias-finais, as duas selecções proporcionaram na final uns primeiros 45 minutos com poucas situações de golo. Karim Benzema apareceu isolado na cara de Unai Simón, mas perdeu ângulo de remate e não conseguiu assistir um colega para o golo, antes de a Espanha começar a controlar a posse de bola até ao intervalo, mas sem criar real perigo.

A segunda parte parecia destinada a correr no mesmo padrão, mas ao minuto 64 o jogo ganhou vida. A passe de Benzema, Theo Hernández acertou com estrondo na trave. Na resposta, 40 segundos depois, quem marcou foi a Espanha. Grande passe de Sergio Busquets a desmarcar Mikel Oyarzabal, que bateu Hugo Lloris e abriu o marcador.

A alegria espanhola durou pouco, com Benzema a desferir um fantástico remate em arco, de pé direito, que sobrevoou Unai Simón e só parou no fundo das redes, restabelecendo a igualdade apenas dois minutos mais tarde.

Todos se lembraram, obviamente, da cambalhota no marcador que a França tinha logrado nas meias-finais, ante a Bélgica, e a turma de Didier Deschamps viria a repetir o feito.

A dez minutos do fim, Kylian Mbappé acorreu na perfeição a um passe a rasgar de Hernández e, na cara de Unai Simón, não perdoou. Mas foram ainda necessárias duas grandes defesas de Lloris para a França agarrar mesmo o troféu.

Melhor em Campo: Karim Benzema (França)

"Marcou um golo fantástico num momento crucial do jogo e o seu trabalho com e sem bola para a equipa foi brilhante."
Robbie Keane, Observador Técnico da UEFA

Karim Benzema remata para o seu golo
Karim Benzema remata para o seu goloGetty Images

Reacções

Didier Deschamps, seleccionador da França: "Estou muito feliz e muito orgulhoso dos meus jogadores. Estivemos a perder nos dois jogos. Desta vez empatámos logo quase na jogada a seguir a ficarmos em desvantagem. Para além do muito talento que há na nossa equipa, existe também um enorme carácter e uma grande mentalidade. Estou mesmo muito orgulhoso dos meus jogadores."

Luis Enrique, seleccionador da Espanha: "Independentemente de contra quem joguemos, ou de qual for a situação, tentamos sempre manter-nos fiéis ao nosso estilo e jogar com a mesma coragem, ao ataque e com ambição. Por isso, esta noite, mais do que a dor da derrota sentimos tristeza, porque competimos até ao limite."

Karim Benzema, avançado da França: "Foi uma noite de sonho a nível pessoal e colectivo. Queria muito conquistar um troféu com a França. Não foi nada fácil e mostrámos um enorme carácter como equipa. Nunca desistimos e isso só uma grande equipa é capaz de não entrar em pânico e manter a calma perante as situações que enfrentámos. Esta noite conseguimos marcar dois golos e agora vamos desfrutar e pensar no Mundial… iremos lá para ganhar!"

Mikel Oyarzabal, autor do golo da Espanha: "Penso honestamente que nós realizámos uma grande exibição e que eles tiveram dois grandes momentos. Foi isso que ditou o resultado! Nós tivemos as nossas oportunidades, mas aquelas defesas do Lloris ao meu remate e ao remate do Yeremi...a verdade é que trabalhámos muito ao longo de todo o jogo e podemos estar orgulhosos daquilo que fizemos em campo, apesar da derrota."

Principais estatísticas

  • A França não perde há 25 jogos (excluindo amigáveis), nos quais somou 17 vitórias e 8 empates. Só por uma vez na sua história fez melhor, quando esteve 27 partidas sem perder entre Setembro de 1994 e Março de 1999.
  • Três dos seis golos que Oyarzabal marcou pela Espanha foram apontados na Nations League.
  • Antoine Griezmann tornou-se no nono jogador a chegar aos 100 jogos pela selecção principal da França.
  • A França venceu os últimos cinco jogos que disputou na Nations League fora do país.
Foi assim que Mikel Oyarzabal abriu o marcador para a Espanha
Foi assim que Mikel Oyarzabal abriu o marcador para a EspanhaUEFA via Getty Images

Ficha de jogo

Espanha: Unai Simón; Azpilicueta, Laporte, Eric García, Alonso; Gavi (Koke 75), Busquets, Rodri (Fornals 84); Sarabia (Pino 61), Ferran Torres (Merino 84), Oyarzabal

França: Lloris; Koundé, Varane (Upamecano 43), Kimpembe; Pavard (Dubois 79), Tchouaméni, Pogba, T Hernández; Griezmann; Mbappé, Benzema

O que se segue

A Espanha vai defrontar a Grécia para a Qualificação Europeia a 11 de Novembro.
A França vai medir forças com o Cazaquistão também para na Qualificação Europeia para o Mundial 2022 a 13 de Novembro.