O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
A partir de 25 de Janeiro, o UEFA.com já não vai suportar o Internet Explorer.
Para obter a melhor experiência possível, recomendamos que use Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Portugal 0-1 França: Kanté coloca franceses na fase final

Um golo solitário de N'Golo Kanté deu o triunfo à França à Lisboa e garantiu uma vaga na fase final da UEFA Nations League.

N'Golo Kanté festeja o golo que marcou com Kingsley Coman
N'Golo Kanté festeja o golo que marcou com Kingsley Coman Icon Sport via Getty Images

N'Golo Kanté foi o autor improvável do golo que decidiu o jogo e colocou a França na fase final à custa dos campeões em título.

Portugal - França: como tudo aconteceu, reacções

O jogo em poucas palavras

Rui Patrício foi o jogador em maior destaque na primeira parte ao negar por duas vezes, de forma soberba, o golo a Anthony Martial. Quando o avançado do Manchester United conseguiu ultrapassa-lo com um cabeceamento à queima-roupa, o guarda-redes português foi salvo pela trave.

Os anfitriões foram mais perigosos no início da segunda parte, mas foi a França que marcou. N'Golo Kanté empurrou a bola para a baliza depois de Rui Patrício não ter conseguido segurar um remate de Adrien Rabiot. José Fonte cabeceou ao poste na resposta, com Hugo Lloris a segurar a vitória com um voo incrível para desviar um disparo de longa distância de João Moutinho.

N'Golo Kanté marca o golo decisivo
N'Golo Kanté marca o golo decisivoIcon Sport via Getty Images

Luís Piedade, repórter de Portugal

Com uma exibição personalizada, a França venceu o campeão Portugal e garantiu a presença na fase final. Foi um jogo bastante diferente do da primeira volta, com várias ocasiões de perigo em ambos os períodos e para as duas equipas. Portugal revelou dificuldades no ataque, capítulo no qual a França foi mais perigosa, como o provam as cinco oportunidades flagrantes na primeira parte. Os dois guarda-redes brilharam: Rui Patrício defendeu quase tudo, menos o remate de Kanté, enquanto Hugo Lloris, com uma defesa soberba, segurou a vitória.

A França voltou a ser o carrasco de Portugal e vai agora tentar juntar o título da UEFA Nations League ao título mundial.

Reacções

Fernando Santos, seleccionador de Portugal: "O que aconteceu na primeira parte não foi o que esperava, mas a responsabilidade é minha, não há que colocá-la na equipa. Tivemos muita dificuldade, a França na primeira parte foi superior, não conseguimos jogar e ligar os passes. Na segunda parte entrámos melhor, foi um jogo diferente e acabámos por sofrer um golo que foi determinante para o jogo. Ainda assim, reagimos bem, começámos a atacar mais, até de forma diferente, com dois médios. Soltámo-nos e fizemos o que é habitual, até tivemos três ou quatro oportunidades para empatar".

Didier Deschamps, seleccionador de França: "Merecemos a vitória e cumprimos o nosso objectivo de terminar em primeiro lugar. Estou muito orgulhoso dos jogadores. Provaram esta noite que a França continua a ser uma grande equipa. Levando em conta a qualidade do adversário, foi uma das nossas melhores exibições dos últimos tempos. A equipa disse presente e fez uma excelente exibição. Estou muito feliz por eles, porque mostraram espírito de equipa e que são competitivos".

A França comemora o triunfo no grupo
A França comemora o triunfo no grupoIcon Sport via Getty Images

Rúben Dias, defesa de Portugal: “Foi um jogo muito equilibrado entre duas grandes equipas. Não estamos nada satisfeitos com o resultado, queríamos muito ganhar, seguir em frente e estar mais uma vez na fase final. Infelizmente o futebol tem disto, há que digerir, mas com o sentimento de que não fomos a equipa mais eficaz hoje, mas de que somos capazes de defrontar seja quem for e ganhar”.

Danilo Pereira, médio de Portugal: “Não estivemos muito agressivos, principalmente na primeira parte. Permitimos que a França tivesse posse de bola, fizeram-nos correr e não nos adaptámos à tática deles. Estivemos bem no jogo, criámos ocasiões de golo, mas não conseguimos finalizar. A França, infelizmente, conseguiu fazer golo naquela ocasião”.

Raphaël Varane, defesa de França: "Penso que foi o melhor jogo que fizemos nos últimos meses. Mostrámos coisas muito boas no nosso jogo de ataque e na forma como defendemos em equipa. Podemos estar orgulhosos do que fizemos”.

Principais estatísticas

• A França venceu 15 dos últimos 19 jogos.
• Os franceses mantiveram a baliza inviolada em 15 dos últimos 30 jogos.
• Esta foi a primeira derrota de Portugal em 22 jogos em casa.
• Portugal estava imbatível nos últimos dez jogos na UEFA Nations League (7V 3E ).
• João Moutinho tornou-se neste jogo no segundo jogador mais internacional de Portugal, ultrapassando Luís Figo (127).

Equipas

Portugal: Rui Patrício; João Cancelo, Fonte, Rúben Dias, Guerreiro; Danilo (Sérgio Oliveira 84), Bruno Fernandes (João Moutinho 72), William Carvalho (Diogo Jota 56); João Félix (Paulinho 84), Ronaldo, Bernardo Silva (Francisco Trincão 71)

França: Lloris; Pavard, Varane, Kimpembe, Hernández; Rabiot, Kanté, Pogba; Coman (Thuram 59), Martial (Giroud 78), Griezmann

O que se segue?

17/11: Croácia - Portugal
17/11: França - Suécia