Arménios ainda sonham

FC Banants 2-3 FC Lokomotivi Tbilisi
Dois golos tardios mantiveram a equipa da casa na discussão da eliminatória.

Por Khachik Chakhoyan

Três golos no espaço de 11 minutos, entre o final da primeira parte e o início da segunda, ajudaram o FC Lokomotiv Tbilisi a ganhar vantagem no seu confronto com o FC Banants, referente à primeira pré-eliminatória da Taça UEFA. Contudo, os golos de Aram Hakobyan e Tigran Gharabaghtsyan já ao cair do pano dão ainda algumas esperanças ao Banants para o jogo da segunda mão.

Três golos de rajada
Grande parte das atenções despertadas por este jogo centravam-se no prodigioso médio do Lokomotivi Tbilisi, George Alaverdashvili. O jovem de 17 anos não desiludiu e, aos 42 minutos, abriu o activo. Lasha Kebadze e George Oniani aumentaram rapidamente a contagem para 3-0, com os visitantes a controlarem o jogo por completo. O Banants conseguiu dar um ar da sua graça somente no final da partida.

Alaverdashvili faz a diferença
Os golos da equipa da casa nos minutos finais são um duro golpe para o Lokomotivi Tbilisi, que controlou facilmente a maior parte do encontro, em grande parte devido à acção de Alaverdashvili. O jovem causou problemas ao Banants desde o pontapé de saída e foi com naturalidade que inaugurou o marcador pouco antes do intervalo, iludindo a armadilha do fora-de-jogo e colocando a bola no fundo da baliza defendida por Manuchari Ivardava.

Aposta atacante
Ivardava voltou a ir buscar a bola ao fundo das redes três minutos depois do reatamento, altura em que Kebadze, que já tinha enviado uma bola ao poste, rematou certeiro ao ângulo da baliza do Banants. Por esta altura, os vencedores da Taça da Geórgia estavam a apostar forte no ataque, com os seus laterais, Roin Oniani e Mikheil Makhviladze, a subirem bem no terreno para auxiliar os médios dos respectivos flancos.

Banants cresce
Outro Oniani, o defesa-central George, aumentou a vantagem dos visitantes para 3-0 aos 53 minutos, na conversão de uma grande penalidade. Aparentemente com as operações controladas, a equipa da Geórgia "tirou o pé do acelerador" e Samvel Melkonyan aproveitou para colocar à prova Beka Shekriladze, na sequência de um bom remate. A equipa visitante não aprendeu a lição e acabou por pagar bem caro.

Tudo em aberto para Tbilisi
A oito minutos do final, Hakobyan deu novo alento aos adeptos da casa, reduzindo a desvantagem. A alegria foi ainda maior quando Karabagstryan, que havia saído do banco de suplentes, reduziu a diferença para a margem mínima no último minuto da partida. Esse tento faz com que esteja tudo em aberto para o jogo da segunda mão, a disputar na Geórgia a 28 de Julho.

Topo