O que pode José Peseiro trazer ao Sporting

José Peseiro vai ser o treinador do Sporting: olhamos para o que pode trazer nesta segunda passagem pelo comando dos "leões".

José Peseiro está de regresso ao comando técnico do Sporting
José Peseiro está de regresso ao comando técnico do Sporting ©AFP/Getty Images

Depois do período muito conturbado vivido no final da temporada passada, o Sporting começa a preparar-se para a nova época. E, ainda no meio de várias indefinições, José Peseiro foi o escolhido para orientar a equipa em 2018/19. Olhamos para o que o regresso ao clube do técnico que levou os "leões" à final da Taça UEFA em 2004/05 pode trazer à turma "verde-e-branca".

Tranquilidade

Depois de um final de época decepcionante e repleto de problemas, o Sporting precisará, sobretudo, de tranquilidade. E, a esse nível, José Peseiro será importante. Na conferência de imprensa de apresentação, o treinador prometeu "devolver a serenidade, estabilidade e confiança" ao clube.

Se Jorge Jesus não tinha problemas em fazer passar para o relvado todas as suas emoções ao longo dos jogos, Peseiro, seu sucessor, transparece habitualmente bastante calma e, se conseguir fazer passar essa calma aos jogadores, tal será importante para que estes encontrem a tranquilidade necessária para colocarem em campo todas as suas potencialidades.

Futebol de qualidade

Apesar de, na primeira passagem pelo Sporting, José Peseiro não ter conseguido conquistar os tão desejados troféus, há algo que os adeptos sempre reconheceram: a qualidade do futebol praticado pela equipa no período em que teve o treinador ribatejano ao seu leme.

E essa é uma das imagens de marca de Peseiro, que raramente abdica das suas ideias de jogo, baseadas num futebol atractivo, de ataque, em função dos resultados. Esse futebol de ataque que, por norma, as equipas de José Peseiro apresentam poderá ser importante para que os adeptos acreditem desde cedo numa temporada de sucessos.

Aposta nos jovens "da casa"

Peseiro ganhou também, durante a sua primeira passagem pelo Sporting, a reputação de apostar em jogadores jovens, tendo promovido a estreia do então ainda júnior João Moutinho. Além disso, costuma ser "adepto" da rotatividade dentro do plantel, dando geralmente muitos minutos a todos os jogadores.

Para um clube como o Sporting, célebre pela qualidade da sua Academia de formação, este poderá ser um bom "casamento". Jogadores formados no clube como Francisco Geraldes ou Matheus Pereira, que nas últimas épocas mostraram o seu valor nos clubes onde actuaram por empréstimo, poderão ver José Peseiro conceder-lhes enfim a oportunidade por que há muito anseiam na equipa principal do Sporting.

Vontade de vencer

Ao longo da sua carreira, José Peseiro foi ganhando o estigma de treinador que vê as suas equipas falharem nos momentos cruciais. Na anterior passagem pelo Sporting o clube deixou fugir a liderança da Liga portuguesa a duas jornadas do fim e, na mesma semana, perdeu em casa a final da Taça UEFA. Mais tarde, enquanto seleccionador da Arábia Saudita, falhou o apuramento para o Campeonato do Mundo de 2010 ao sofrer um golo, aos 93 minutos.

No seu palmarés conta apenas com uma Taça da Liga ao leme do SC Braga e com um título de campeão da II divisão ao leme do CD Nacional. Quererá, pois, colocar ponto final nesse estigma e provar que é capaz de levar grandes clubes a grandes conquistas.

Experiência

"Chego com a mesma motivação e responsabilidade de ser treinador de um enorme clube, mas agora com mais experiência", afirmou. Aos 58 anos de idade, José Peseiro é agora, de facto, um treinador bem mais experiente do que o era há 14 anos, aquando da primeira passagem pelo Sporting. Nessa altura, antes de assumir o leme dos "leões" nunca tinha orientado uma equipa no escalão principal, apesar de ter passado, como treinador-adjunto de Carlos Queirós, pelo Real Madrid.

Desde então, contudo, passou por Al Hilal, Panathinaikos, Rapid Bucareste, Al Wahada, SC Braga, Al Ahly, FC Porto, Vitória SC e Al Sharjah, equipas do escalão principal dos respectivos países, muitas delas habituadas a lutar por títulos. A experiência adquirida ao longo desses anos poderá revelar-se fundamental para que este seu regresso ao clube seja pautado pela conquista dos troféus que escaparam na primeira ocasião.

Topo