A situação de Portugal no ranking de clubes após os oitavos-de-final

Portugal vai permanecer no sétimo lugar do Ranking de Clubes por País no final desta época, independentemente daquilo que o Sporting ainda consiga fazer nesta edição da UEFA Europa League.

O apuramento do Sporting ante o Plzeň não chegou para melhorar a situação de Portugal no ranking de clubes da UEFA por país
O apuramento do Sporting ante o Plzeň não chegou para melhorar a situação de Portugal no ranking de clubes da UEFA por país ©Getty Images

Apesar da passagem do Sporting CP aos quartos-de-final da UEFA Europa League, Portugal viu já esfumarem-se as hipóteses de, ainda esta temporada, ultrapassar a Rússia e recuperar o importante sexto lugar no Ranking de coeficiente de clubes da UEFA por país, o qual confere entrada directa na fase de grupos da UEFA Champions League e vice-campeõ e a presença do terceiro classificado nas pré-eliminatórias da prova.

Efectivamente, mesmo que o Sporting, única equipa portuguesa ainda em prova nas competições europeias 2017/18, vença todos seus os jogos até ao final da prova e acabe por conquistar a UEFA Europa League, e que o CSKA, única equipa russa ainda em acção, perca os dois jogos dos quartos-de-final da UEFA Europa League, os clubes lusos não conseguirão superar o registo de pontos dos clubes russos no conjunto das últimas cinco épocas (17/18, 16/17, 15/16, 14/15, 13/14).

Assim, tal como sucederá já em 2018/19, também pelo menos em 2019/20 somente o campeão português terá entrada directa na fase de grupos da UEFA Champions League, com o segundo classificado a entrar no Caminho das Ligas das pré-eliminatórias.

Olhamos para a situação actual após a conclusão dos oitavos-de-final das duas principais competições europeias de clubes e apresentamos os principais destaques.

  • Portugal iniciou a temporada no sétimo posto, com menos 3,200 pontos do que a Rússia, sexta classificada.
  • Com os resultados registados nas provas europeias desta época até ao final da fase de grupos, Portugal tinha somado um total de 7,833 pontos.
  • O pecúlio da Rússia em 2017/18 era já, por essa altura, de 9,400 pontos, pelo que a vantagem dos clubes russos (sextos do ranking) sobre os clubes portugueses (sétimos) cifrava-se nos 4,767 pontos à entrada para a fase a eliminar.
  • A tendência de aumento dessa vantagem pontual dos clubes russos sobre os portugueses prosseguiu com a realização dos oitavos-de-final da #UCL e com os 16 avos e oitavos-de-final da #UEL: FC Porto, Sporting e SC Braga somaram 3 vitórias, 2 empates e 3 derrotas, que no ranking se traduziram em 1,5 pontos (já contando com o ponto bónus atribuído ao Sporting pela passagem aos quartos-de-final), enquanto os clubes russos em acção somaram 6 vitórias, 2 empates e 4 derrotas, que no ranking se traduziram em 3 pontos (já contando com o ponto de bónus atribuído ao CSKA pela passagem aos quartos-de-final).
  • Terminados os oitavos-de-final das duas competições, a vantagem russa sobe Portugal é agora de 6,267, sendo que o máximo que Portugal poderá recuperar no melhor dos cenários - uma campanha 100 por cento vitoriosa do Sporting e 100 por cento negativa do CSKA - são 2 pontos.
  • A situação neste duelo particular com a Rússia poderá melhorar um pouco para as cores portuguesas no arranque da próxima época, visto que os clubes russos descartarão nessa época os 10,416 pontos somados em 2013/14, enquanto os clubes portugueses descartarão 9,916, mas o facto é que desde 2012/13 que Portugal não consegue um pecúlio superior à Rússia numa temporada europeia - o que será garantidamente verdade também esta época, independentemente daquilo que o Sporting ainda consiga fazer.
  • A boa notícia para Portugal é que o sétimo posto está mais seguro do que estava no início da época. Os clubes portugueses entraram para a presente época com pouco mais de 1,600 pontos sobre os clubes belgas, mas as formações belgas, contudo, já se viram ultrapassadas pelos clubes ucranianos no oitavo posto e a vantagem dos clubes portugueses para o oitavo posto, ocupado pela Ucrânia, é agora de 5,782 pontos, sendo que não há já qualquer clube ucraniano em prova nas competições europeias 2017/18.

Confira aqui a classificação actual do Ranking do coeficiente de clubes da UEFA por país e a explicação da forma como é calculado

Topo