O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Factos do Braga - Ludogorets

O Braga recebe o Ludogorets e espera somar três vitórias seguidas no Grupo F, enquanto os visitantes precisam de um triunfo para evitar a partilha de um recorde indesejado.

Os brasileiros Marcelo Goiano (Braga) e  Wanderson (Ludogorets) no único jogo entre ambas as equipas realizado em Portugal, em Outubro de 2017
Os brasileiros Marcelo Goiano (Braga) e Wanderson (Ludogorets) no único jogo entre ambas as equipas realizado em Portugal, em Outubro de 2017 AFP/Getty Images

O Braga recebe o Ludogorets no norte de Portugal na esperança de somar três vitórias consecutivas no Grupo F, enquanto os visitantes da Bulgária precisam de um triunfo para evitar a partilha de um recorde indesejado na UEFA Europa League.

Cobertura em directo: Braga - Ludogorets

• O golo marcado por Ricardo Horta, logo aos sete minutos, permitiu ao Braga ganhar por 1-0 em casa do Ludogorets, na terceira jornada, depois de triunfos por 3-1 em casa sobre o Midtjylland, três semanas antes, resultados que o colocou a um ponto do líder Estrela Vermelha, a equipa que o derrotou por 2-1 em Belgrado na ronda inicial. O Ludogorets começou a campanha no Grupo F com um empate 1-1 em Midtjylland, mas perdeu por 0-1 em casa com o Estrela Vermelha na segunda jornada, resultado que levou à saída do treinador lituano Valdas Dambrauskas e à sua substituição interina por Stanislav Genchev.

• O Ludogorets não vence na UEFA Europa League, da fase de grupos à final, há 15 jogos e está apenas a uma partida de igualar o recorde negativo do Rosenborg na competição.

Confrontos anteriores
• As duas equipas ficaram inseridas no mesmo grupo da UEFA Europa League de 2017/18. O Ludogorets venceu por 2-0 em Portugal e empatou 1-1 na Bulgária, embora tenha sido o Braga a terminar no topo, com dez pontos, mais um do que o Ludogorets, segundo classificado.

• Os únicos confrontos do Ludogorets nas competições da UEFA frente a adversários portugueses foram contra o Braga, equipa que nunca defrontou outra formação da Bulgária.

Guia de forma
Braga

Resumo: Ludogorets 0-1 Braga
Resumo: Ludogorets 0-1 Braga

• O apuramento do Braga para a fase de grupos da UEFA Europa League, a 17ª qualificação europeia do clube nos últimos 18 anos, foi conseguida em duas frentes: com o quarto lugar na Liga portuguesa de 2020/21 e o terceiro triunfo na Taça de Portugal ao bater o Benfica na final, por 2-0. A equipa de Carlos Carvalhal atingiu também os 16 avos-de-final da UEFA Europa League, tendo terminado no segundo lugar do seu grupo com os mesmos pontos do Leicester City, mas com desvantagem no confronto directo, antes de cair frente à Roma (0-2 c, 1-3 f).

• A equipa do norte de Portugal disputa a fase de grupos da UEFA Europa League pela sétima vez – e a sexta nas últimas sete temporadas. O Braga avançou para a fase a eliminar em seis dessas campanhas, embora o seu melhor desempenho tenha ocorrido na época de 2010/11, quando perdeu na final diante dos compatriotas do Porto após transitar a meio da época da UEFA Champions League.

• O registo do Braga em casa na fase de grupos da UEFA Europa League é de V12 E4 D3; não perdeu nessa condição nos últimos oito jogos (V5 E3), desde essa derrota em 2017/18 com o Ludogorets. O Braga marcou mais de um golo em cada um desses oito encontros, 22 no total.

Ludogorets
• O Ludogorets conquistou o décimo título consecutivo na Liga búlgara em 2020/21 – a mais longa série em curso de um clube europeu, mais um do que o Bayern na Alemanha e mais dois do que o Salzburgo na Áustria –, mas não teve o mesmo sucesso a nível europeu. Após ter sido afastado pelo Midtjylland nas pré-eliminatórias da UEFA Champions League, perdeu os seis jogos do seu grupo da UEFA Europa League.

• Esta temporada, sob o comando do técnico Dambaruskas, o Ludogorets chegou ao "play-off" da UEFA Champions League depois de ultrapassar o Shakhtyor Soligorsk (1-0 c, 1-0 f), o Mura (0-0 f, 3-1 c) e o Olympiacos ( 1-1 f, 2-2 c, 4-1 nos penáltis), mas foi eliminado pelo Malmö (0-2 f, 2-1 c), situação que o colocou na fase de grupos da UEFA Europa League pela sexta vez. A equipa búlgara alcançou os oitavos-de-final em três das últimas cinco tentativas, tendo vencido o grupo uma vez, na campanha de estreia em 2013/14, altura em que chegou aos oitavos-de-final – o seu melhor desempenho até à data.

• A série de 15 jogos do Ludogorets sem vitórias na UEFA Europa League incluiu sete jogos fora (E2 D5), embora o seu registo geral como visitante na competição, da fase de grupos à final, seja de V6 E7 D8. O seu registo esta época longe da Bulgária é de V1 E3 D1.

Ligações e curiosidades

Resumo: Braga 3-1 Midtjylland
Resumo: Braga 3-1 Midtjylland

• O defesa português Josué Sá, do Ludogorets, passou cinco anos no Vitória SC (2012–17), rival local do Braga e marcou um golo quando as duas equipas se defrontaram na Liga portuguesa de 2016/17 e o conjunto de Guimarães venceu fora por 2-1.

• O médio angolano Show, do campeão búlgaro, alinhou duas temporadas em Portugal entre 2019 e 2021 emprestado pelo LOSC Lille, uma no Belenenses e outra no Boavista.

• Claude Gonçalves, do Ludogorets, jogou quatro épocas em Portugal ao serviço do Tondela (2016–18) e do Gil Vicente (2019–21), tendo marcado por este último no empate 1-1 em casa com o Braga a 9 de Maio deste ano.

• O avançado brasileiro Galeno, do Braga, é um dos melhores marcadores da UEFA Europa League após duas jornadas com três golos, estando empatado com Victor Osimhen, do Nápoles, e Karl Toko Ekambi, do Lyon.

• Esta é a quinta campanha seguida do Ludogorets na fase de grupos da UEFA Europa League – a sequência mais longa entre os 32 participantes desta época. O recorde da competição de seis presenças consecutivas foi estabelecido pelo PSV Eindhoven de 2009/10 a 2014/15.

• O Ludogorets foi um dos três clubes a perder os seis jogos do seu grupo na UEFA Europa League na época passada – tal como o Dundalk e o Gent – e um dos sete no total em 12 anos de história da competição.

• O Ludogorets é um dos oito actuais campeões nacionais a disputar a fase de grupos da UEFA Europa League de 2021/22, enquanto o Braga é um dos seis vencedores de taças presentes.