O que poderá decidir a final da Europa League

Estilos e experiência diferentes, mas dificuldades semelhantes nos jogos fora na Europa esta temporada: o embate entre Ajax e Manchester United promete bastante emoção.

Ajax e Manchester United têm registos modestos fora da Europa esta temporada
Ajax e Manchester United têm registos modestos fora da Europa esta temporada ©Getty Images

A capacidade ofensiva do Ajax...
O Ajax tem uma grande criatividade. Será que o United conseguirá lidar com isso? Amin Younes e Bertrand Traoré são constantes ameaças para os laterais e Justin Kluivert (filho de Patrick) e David Neres estão sempre prontos para saltar do banco.

Davy Klaassen dá força e velocidade pelo meio, enquanto Hakim Ziyech é um organizador de jogo talentoso, com excelente entendimento com Traoré. E depois há Kasper Dolberg, um verdadeiro talento que sabe finalizar – o atacante de 19 anos não esteve ao seu melhor ante o Lyon na segunda mão das meias-finais, mas mesmo assim marcou o golo que apurou o Ajax.

... frente à solidez defensiva do United
O United sofreu oito golos rumo à final de Estocolmo (em comparação com os 15 do Ajax), e apenas o Tottenham Hotspur sofreu menos golos que os 29 do United na Premier League da presente temporada. Sergio Romero tem estado impressionante na vez de David de Gea na Europa, enquanto Antonio Valencia foi descrito por Mourinho como o melhor lateral-direito do Mundo, em Janeiro. Daley Blind traz conhecimento sobre o Ajax no centro da defesa, mas até que ponto a formação inglesa sentira a falta do castigado Eric Bailly?

A exuberante juventude do Ajax...
O "onze" inicial esperado da equipa de Peter Bosz tem uma média de idades de pouco mais de 22 anos; nenhum dos jogadores ou o treinador participaram antes numa final europeia. Estiveram muito bem até agora, mas serão capazes de lidar com a pressão que esta ocasião oferece?

... frente ao experiente United
E depois há Mourinho, que venceu as anteriores três grandes finais europeias em que esteve e ganhou 11 das 13 finais em que esteve em termos globais, ao longo de uma ilustre carreira. O seu "onze" inicial na Premier League no domingo incluiu quatro estreantes e tinha uma média de idades inferior a 23 anos.

No entanto, esta é uma equipa habituada aos grandes palcos, com quatro elementos – Wayne Rooney, Valencia, Michael Carrick e Chris Smalling – veteranos da última final europeia do United, a UEFA Champions League de 2011.

Casa ou fora?
O Ajax ganhou os sete jogos que realizou na prova esta temporada na Amsterdam ArenA, com 15 golos marcados e somente três sofridos; o registo do United em Old Trafford é quase tão bom: 7J 6V 1E 16GM 3GS.

Fora de casa, contudo, o Ajax apenas ganhou uma vez e sofreu três derrotas. O United, apesar de ter feito sete golos fora de portas, contra os nove do Ajax, venceu três vezes eu terreno alheio. Resta saber de que forma estes números terão influência num recinto neutro.

O toque final
O Ajax pode ser algo perdulário, com Younes e Traoré a criarem ocasiões, sem as conseguir concretizar. História semelhante do United, com Mourinho a queixar-se dos falhanços das suas equipas ao longo da temporada: "Temos os jogadores de ataque, construímos ocasiões, mas não concretizamos o suficiente", disse no mês passado. Que equipa aproveitará mais as oportunidades que irá criar? Estocolmo está pronta para a #UELfinal.