Coutinho trava United e ajuda a apurar Liverpool

United 1-1 Liverpool (total: 1-3)
O golaço de Philippe Coutinho, à beira do intervalo, ajudou a apurar a equipa de Jürgen Klopp para os quartos-de-final.

Coutinho satisfeito com golo e apuramento
Coutinho satisfeito com golo e apuramento
  • Primeira parte espectacular com muitas oportunidades
  • Anthony Martial inaugura o marcador de grande penalidade
  • Philippe Coutinho empata numa excelente jogada aos 45 minutos
  • Equipa de Van Gaal acusa o golo e não consegue reagir após o intervalo
  • Sorteio dos quartos-de-final transmitido em directo no UEFA.com a partir das 12h00 (hora de Portugal Continental) de sexta-feira

Manchester United e Liverpool tiveram um duelo emotivo em Old Trafford, com Anthony Martial e Philippe Coutinho a fazerem os golos na primeira parte, com os forasteiros a manterem a vantagem trazida da primeira mão e a passarem aos quartos-de-final da UEFA Europa League. 

Jesse Lingard ficou muito perto de inaugurar o marcador aos 19 minutos, quando surgiu a cabecear sozinho na área e obrigou Simon Mignolet a realizar uma excelente defesa. A resposta do Liverpool surgiu aos 28 minutos, com Coutinho a rematar forte no coração da área e David de Gea a salvar os anfitriões com uma estirada fantástica.

Três minutos depois, Nathaniel Clyne derrubou Martial na área do Liverpool e o árbitro Milorad Mažić não hesitou em assinalar grande penalidade. O avançado francês encarregou-se da conversão e colocou o Manchester United em vantagem.

A equipa de Jürgen Klopp respondeu de bola parada, Daniel Sturridge bateu bem um livre lateral da direita aos 35 minutos e fez a bola embater com estrondo da baliza do United. Aos 40 minutos o capitão Jordan Henderson tabelou bem com Coutinho, mas falhou de forma incrível a direcção do remate no coração da área. Adivinhava-se o golo do empate que surgiu nos instantes finais da primeira parte, Coutinho conduziu a bola durante meio-campo, pela esquerda, e chegou até à boca da baliza onde fez um chapéu fantástico a De Gea de ângulo reduzido. 

Ambas as equipas foram menos audazes na segunda parte e as oportunidades de golo escassearam. A primeira situação de golo surgiu apenas aos 75 minutos, Coutinho apareceu em boa posição na área, mas o remate saiu fraco e à figura de De Gea. Três minutos depois os dois jogadores reeditaram o duelo, o remate do brasileiro de fora da área saiu forte, mas o guarda-redes espanhol voltou a levara melhor. Ambas as equipas tinham o destino traçado e o empate a um golo e manteve-se até final.