Detalhes das receitas de 2014/15

Quase 240 milhões de euros em pagamentos da UEFA foram partilhados pelos 56 clubes participantes na UEFA Europa League em 2014/15; vencedor Sevilha arrecadou 19,1 milhões.

José Antonio Reyes com o troféu após a vitória do Sevilha na final de 2015
José Antonio Reyes com o troféu após a vitória do Sevilha na final de 2015 ©Sportsfile

Quase 240 milhões de euros em pagamentos da UEFA foram repartidos pelo 56 clubes que competiram na UEFA Europa League em 2014/15.

Relatório completo da distribuição pelos clubes (em inglês)

A receita gerada pela comercialização centralizada de UEFA Europa League da época passada – mais uma contribuição adicional da parte dos clubes da UEFA Champions League – foi redistribuída entre os 48 emblemas que participaram a partir da fase de grupos, bem como pelas oito equipas que se juntaram à competição nos 16 avos-de-final após terem terminado a fase de grupos da UEFA Champions League no terceiro lugar.

O dinheiro proveniente da quota de mercado foi dividido, entre outros factores, de acordo com o valor proporcional do mercado televisivo nacional atribuído a cada clube.

Os 48 clubes que começaram na fase de grupos receberam um bónus inicial de participação de 1,3 milhões de euros. Acresceu a isto o bónus de desempenho de 200 mil euros por cada vitória e 100 mil por cada empate na fase de grupos.

O bónus de apuramento foi pago a cada clube que seguiu para os 16 avos-de-final. Cada um dos 12 vencedores de grupo ganhou 400 mil euros e os segundos classificados 200 mil, com o registo 100 por cento vitorioso do Dínamo Moscovo a permitir-lhe acumular o maior bónus de qualificação e de desempenho na fase de grupos, num total de 1,6 milhões de euros.

Quanto à fase a eliminar, as equipas que competiram nos 16 avos-de-final receberam cada uma 200 mil euros, as que avançaram para os oitavos-de-final 350 mil, os oito participantes nos quartos-de-final 450 mil e os semifinalistas um milhão de euros cada. Vencedor em 2014/15, o Sevilha, que ergueu o troféu pelo segundo ano consecutivo – recebeu cinco milhões de euros pela conquista do título e o vice-campeão, os ucranianos do Dnipro Dnipropetrovsk, 2,5 milhões.

O Sevilha recebeu um total de 19 milhões de euros pela campanha bem-sucedida. Este valor compreendeu mais de 9,8 milhões da quota de mercado e 9,3 milhões de bónus de desempenho. O semifinalista Nápoles recebeu o segundo valor mais elevado, mais de 12,2 milhões, seguido da Fiorentina e do Wolfsburgo, ambos com 10,5 milhões de euros.

Quanto aos clubes portugueses, o Sporting CP, que transitou da fase de grupos da UEFA Champions League e foi eliminado nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League, recebeu um pouco acima de 387 mil euros, enquanto Estoril Praia e Rio Ave FC, ambos afastados na fase de grupos, encaixaram pouco mais de 2,7 e 2,6 milhões, respectivamente.