Embaixador: Ciro Ferrara

Ciro Ferrara teve uma década de sucesso no Nápoles e mudou-se depois para a Juventus, onde se tornou herói e o facto que fez com que fosse escolhido para embaixador da final de Turim.

Ciro Ferrara venceu a Taça UEFA em 1989
Ciro Ferrara venceu a Taça UEFA em 1989 ©Getty Images

Clubes: SSC Napoli (1984-94), Juventus (1994-2005)
Selecção:
Itália (1987-2000)
Internacionalizações:
49
Carreira como treinador:
Juventus (2009-10), Sub-21 de Itália (2010-12), UC Sampdoria (2012)

• Nascido em Nápoles, Ferrara começou a mostrar-se nas camadas jovens do Nápoles actuando como defesa-central e estreou-se como sénior em Maio de 1985, frente à Juventus, mais tarde o seu clube. Fixou-se na equipa onde pontificava Diego Maradona e ajudou o Nápoles a conquistar o título da Serie A em 1987 e 1990, bem como a triunfar na Taça de Itália de 1987 e na Taça UEFA de 1989. Ferrara morou no mesmo bloco de apartamentos onde vivia o astro argentino.

• Ingressou na Juventus em 1994 e venceu mais cinco campeonatos, uma Taça de Itália e a UEFA Champions League frente ao AFC Ajax, na final de Roma. Também ergueu a Taça Intercontinental em 1996 e perdeu as finais da UEFA Champions League em 1997 e 2003.

• Internacional por 49 vezes e membro da selecção de Itália finalista vencida no UEFA EURO 2000, terminou a carreira de jogador em 2005 e juntou-se à equipa técnica da selecção liderada por Marcello Lippi, seu antigo treinador na Juventus. Sob o comando de Lippi, a Itália conquistou o Campeonato do Mundo em 2006.

• Juntou-se à equipa técnica da Juventus após o Mundial, obteve a licença UEFA Pro em 2008 e foi nomeado treinador principal em Junho do ano seguinte, depois de  ter orientado a equipa de forma interina durante um curto período.

• Os "bianconeri" falharam o apuramento para a fase de grupos da UEFA Champions League em 2009/10 e, sete meses depois de ter assumido o cargo, Ferrara foi despedido após uma derrota na Taça de Itália com o FC Internazionale Milano. Nomeado seleccionador Sub-21 italiano em Outubro de 2010, abandonou o cargo no Verão de 2012 para assumir o comando da UC Sampdoria. No entanto, deixou o clube de Génova antes do final do ano.

Palmarés
UEFA Champions League: vencedor 1996; finalista 1997, 2003
Taça UEFA: 1989
SuperTaça Europeia: 1996
Taça Intercontinental: 1996
Campeonato de Itália: 1987, 1990, 1995, 1997, 1998, 2002, 2003
Taça de Itália: 1987, 1995