O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Jesus acredita que Benfica vai afastar Fenerbahçe

Enquanto Jorge Jesus descreve o Benfica como "muito confiante" em dar a volta à derrota na primeira mão, Aykut Kocaman, do Fenerbahçe, diz que as duas equipas têm "hipóteses iguais" de se apurarem.

Jesus acredita que Benfica vai afastar Fenerbahçe
Jesus acredita que Benfica vai afastar Fenerbahçe ©AFP/Getty Images

A sua equipa pode ter perdido a primeira mão das meias-finais da UEFA Europa League, mas Jorge Jesus acredita que o SL Benfica pode dar a volta frente ao Fenerbahçe SK, quando a eliminatória se concluir em Lisboa, esta quinta-feira.

Egemen Korkmaz marcou o único golo de uma primeira mão tensa, dando ao Fenerbahçe uma vantagem mínima para a deslocação a Portugal. No entanto, adequado ao homem que orienta uma formação que ganhou 12 dos seus últimos 13 jogos caseiros nesta competição, Jesus apresentou-se confiante na conferência de imprensa de antevisão. "Agora estamos mais confiantes do que antes, porque 1-0 é um resultado ao qual podemos dar a volta", disse. "Seremos melhores com o apoio dos nossos adeptos, e não creio que o Fenerbahçe seja tão forte aqui. Sabemos que somou alguns bons resultados fora, mas nós somos fortes em casa, e por isso acredito que podemos chegar à final."

A derrota do Benfica na Turquia colocou um ponto final numa série de 38 jogos sem perder, todas as competições incluídas, mas as "águias" não perdem há 19 jogos em casa, e Jesus tem confiança na qualidade da equipa. "O nosso objectivo é dar a volta à eliminatória. O 1-0 é um resultado traiçoeiro, mas sabemos e temos confiança que podemos seguir em frente", acrescentou. "Possuímos experiência europeia, na Champions e na Europa Leagues, e sabemos o que é estar nesta fase. Estamos calmos e não vamos mudar nada. Estamos confiantes e esperamos que os nossos adeptos nos possam ajudar a chegar à final – é isso que todos querem."

O conjunto orientado por Jesus foi afastado pelo SC Braga nas meias-finais, há duas épocas, e o técnico apressou-se a acalmar qualquer ansiedade que possa existir nas hostes "encarnadas", acrescentando: "Não é o jogo mais importante da minha carreira, ou do Benfica. É bom estar numa meia-final e é importante para a imagem do clube, mas uma final é ainda melhor. Estamos a um jogo de conseguir isso e o resultado da primeira mão permite-nos acreditar que é possível. Não estou nervoso porque sou uma pessoa experiente e todos nós sabemos como é estar aqui. Sinto-me normal e espero que os meus jogadores também. É um sinal de confiança e de que estamos prontos para alcançar o nosso objectivo."

Enquanto os anfitriões esperam para saber da condição física de Nicolás Gaitán e têm Ola John castigado, os visitantes não podem contar com os suspensos Mehmet Topal e Pierre Webó, e sem o lesionado Raúl Meireles. Mesmo assim, deslocaram-se com a confiança de quem ainda não perdeu fora esta época na UEFA Europa League, num total de sete jogos. Em contraste com o seu homólogo, o treinador do Fenerbahçe, Aykut Kocaman, mostrou-se feliz por descrever a partida como "uma das mais importantes da história do clube", acrescentando: "O Benfica é mais experiente e disputou muitos jogos europeus. Mesmo estando em vantagem por 1-0, as hipóteses de apuramento são de 50 por cento para cada lado."

"Vamos defrontar um adversário muito forte, temos um golo de vantagem, mas ainda não estamos apurados – apenas saberemos isso após 90 ou 120 minutos", acrescentou o treinador. De facto, por Kocaman acreditar que o embate em Lisboa vai ser renhido, a sua equipa treinou a marcação de penalties, com o técnico a esperar que façam melhor do que Cristian, que falhou um penalty na primeira mão. "No último treino praticámos a cobrança de penalties, mas é mais importante estar mentalmente preparados para essa possibilidade. Não jogámos bem no primeiro jogo, mas actuámos da forma que éramos capazes. O Benfica é forte em casa e conta com o apoio do público, enquanto nós temos o resultado do nosso lado. Para mim, está equilibrado."