O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Benfica e Fenerbahçe ambicionam final

Rui Costa pediu ao Benfica para "colocar a cereja no topo do bolo" na reacção ao confronto com o Fenerbahçe, cujo médio Emre Belözoğlu lamentou o "pior sorteio possível".

Benfica e Fenerbahçe ambicionam final
Benfica e Fenerbahçe ambicionam final ©UEFA.com

O antigo internacional português Rui Costa apelou ao SL Benfica para "colocar a cereja no topo do bolo", na reacção a um confronto interessante com o Fenerbahçe SK, na UEFA Europa League.

O contraste no prestígio destas equipas é evidente. Enquanto o conjunto turco se prepara para a sua primeira meia-final europeia, a formação lisboeta, duas vezes campeã europeia, aborda este jogo com a experiência de 12 meias-finais anteriores e oito apuramentos. Há duas épocas, perdeu frente ao rival interno SC Braga, por isso Rui Costa está desejoso de evitar uma 13.ª eliminatória azarada.

"É a nossa segunda meia-final nos últimos três anos", sublinhou o director do Benfica. "Estamos a crescer e a melhorar. Estamos felizes por estar aqui mas queremos mais. O nosso objectivo é atingir a final. O Benfica não participa numa final europeia há muitos anos, e acreditamos que o jejum pode estar prestes a terminar. Seria uma grande honra ver o Benfica disputar uma final europeia."

Rui Costa estava ainda nos escalões de formação das "águias" quando o clube atingiu a sua última final, há 23 anos, perdendo por 1-0 frente ao AC Milan, na Taça dos Clubes Campeões Europeus. O Fenerbahçe foi eliminado na primeira eliminatória dessa edição. De facto, é relativamente desconhecido das fases mais avançadas das competições internacionais, tendo finalmente ultrapassado, à terceira tentativa, a barreira dos quartos-de-final, deixando pelo caminho a S.S. Lazio.

O apuramento do emblema de Istambul não passou despercebido – não se trata da mesma equipa que perdeu, com um resultado total de 7-1, no único encontro entre ambos, na primeira eliminatória da edição 1975/76 da Taça dos Campeões Europeus. "Têm uma grande equipa", disse Rui Costa. "Não temos experiência de jogo com o Fenerbahçe, mas conhecemos os seus méritos. Levaram a melhor sobre a Lázio, uma excelente equipa, por isso vai ser um jogo complicado. Sabemos o quanto vai ser difícil jogar na Turquia, mas acredito que eles pensem o mesmo em relação a nós."

O médio do Fenerbahçe, Emre Belözoğlu, está a preparar-se para uma possível caminhada dura rumo à final, a 15 de Maio. "Não concordo com aqueles que dizem que 'nesta fase pouco importa qual é o adversário' – o Benfica era a equipa mais difícil que nos podia ter calhado", disse. "Não é um sorteio fácil, mas já eliminámos algumas boas formações para chegarmos até aqui. O caminho para Amesterdão está em aberto."

O director do Fenerbahçe, Hasan Hakkı Yılmaz, falou sobre o seu desejo de "escrever um novo capítulo na história do clube" antes do fim da época, ambição partilhada por Rui Costa. "Penso que temos jogado bem até ao momento, com bastante dinamismo e classe. Agora precisamos de colocar a cereja no topo do bolo e chegar à final. Esse é um dos nossos objectivos: vencer outra competição europeia."

Encontros anteriores
17/09/1975, primeira eliminatória da Taça dos Campeões Europeus: Benfica 7-0 Fenerbahçe (Shéu 22, Nené 33 43 72, Rui Jordão 60 75 84)
01/10/1975, primeira eliminatória da Taça dos Campeões Europeus: Fenerbahçe 1-0 Benfica (Verel 75)