Números dos oitavos-de-final da Europa League

Com as oito equipas em prova já a pensarem nos próximos desafios, após o sorteio dos quartos-de-final, o UEFA.com analisa algumas estatísticas dos oitavos-de-final da UEFA Europa League.

Oitavos-de-final da UEFA Europa League ©AFP/Getty Images

A UEFA Europa League proporcionou a sua habitual dose de emoção, surpresa e entusiasmo na quinta-feira. A equipa de estatísticos do UEFA.com analisa os oitavos-de-final, escolhendo dez pontos de interesse.

1. Pela primeira vez nas quatro épocas da UEFA Europa League, a vantagem nos oitavos-de-final pertenceu às equipas que disputaram a segunda mão em casa. Cinco das oito formações que acolheram a segunda mão seguiram em frente, comparado com as quatro em 2009/10 e três em 2010/11 e 2011/12.

2. Pela primeira vez em qualquer eliminatória da UEFA Europa League, mais do que um jogo teve de ser decidido no prolongamento. De facto, a partida entre FC Internazionale Milano e Tottenham Hotspur FC foi apenas a segunda na competição a ser decidida devido à regra dos golos fora e após prolongamento – depois da meia-final entre Liverpool FC e Club Atlético de Madrid, em 2009/10.

3. O Inter-Tottenham também foi o primeiro jogo na UEFA Europa League a terminal com um resultado total de 4-4 – o 30º resultado total diferente na competição. O mais comum é 3-2, que aconteceu em 14 ocasiões. Esta época, o resultado total mais frequente é 2-1 (cinco vezes).

4. O quarto jogo consecutivo do Newcastle United FC sem sofrer golos igualou o recorde da competição – estabelecido por quatro outras equipas, todas nesta época.

5. A S.S. Lazio é o único sobrevivente da fase de grupos que ainda não perdeu, num total de dez jogos – a cinco do recorde da competição, pertença do Atlético. O SL Benfica, que transitou da UEFA Champions League, soma quatro vitórias em igual número de jogos na fase a eliminar.

6. O triunfo do Benfica sobre o FC Girondins de Bordeaux foi o seu 17º em 24 jogos na UEFA Europa League, dando às "águias" uma percentagem de triunfos de 70,8 por cento – 0,2 por cento superior em relação ao FC Porto, rival interno e vencedor da prova em 2010/11.

7. Apesar da eliminação frente ao FC Basel 1893, o triunfo do FC Zenit St Petersburg, por 1-0, significa que tem a melhor percentagem de vitória de qualquer participante na UEFA Europa League, com 71,4. Também conta com sete vitórias em sete jogos caseiros e nunca registou um empate em 14 desafios – ambos recordes na competição.

8. Os dois golos de Óscar Cardozo pelo Benfica em Bordéus elevaram para 16 a sua conta pessoal na UEFA Europa League – números que fazem dele o segundo melhor marcador de sempre, atrás de Falcao, do Atlético (31). Precisa apenas de mais um golo para igualar o recorde ao serviço do mesmo clube, que pertence igualmente a Falcao, que apontou 17 golos com a camisola do Porto.

9. O Chelsea foi a única equipa presente nos "oitavos" a seguir para os quartos-de-final após perder a primeira mão, dando a volta a uma desvantagem por 1-0 com uma vitória por 3-1 sobre o FC Steaua Bucureşti, em Stamford Bridge. O próprio Steaua, na ronda anterior, tinha sido o único clube a recuperar de uma derrota na primeira mão.

10. Duas das oito equipas que transitaram para a competição, oriundas da fase de grupos da UEFA Champions League, estão presentes nos quartos-de-final – Benfica e Chelsea. Esperam imitar o feito do Atlético, que conquistou a edição inaugural da UEFA Europa League, em 2009/10, após seguir um percurso idêntico.