O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Bielsa e Simeone reforçam tradição argentina

Apenas três treinadores de fora da Europa, todos argentinos, venceram provas de clubes da UEFA e a tendência sairá reforçada no jogo entre Diego Simeone e Marcelo Bielsa.

Diego Simeone, que já conquistou o troféu como jogador, quer agora vencer como treinador
Diego Simeone, que já conquistou o troféu como jogador, quer agora vencer como treinador ©Getty Images

Independentemente do desfecho da final da UEFA Europa League, entre o Athletic Club e Club Atlético de Madrid, há algo que se vai manter: o sucesso dos treinadores argentinos nas competições europeias.

Apenas três técnicos de fora da Europa conseguiram vencer provas de clubes da UEFA e todos argentinos, tendência que sairá reforçada no encontro de Bucareste, quando o antigo médio internacional “albiceleste” Diego Simeone medir forças na Arena Nacional com Marcelo Bielsa, ex-seleccionador da Argentina.

Dois desses três argentinos conseguiram títulos europeus no comando de equipas espanholas. Luis Carniglia levou o Real Madrid CF à vitória na Taça dos Clubes Campeões Europeus em 1958 e 1959, enquanto Alfredo Di Stéfano, que alinhou pelas selecções da Argentina e de Espanha, conquistou a Taça dos Vencedores das Taças com o Valencia CF em 1980.

Entre esses triunfos, Helenio Herrera conduziu o FC Internazionale Milano à conquista das Taças dos Campeões em 1964 e 1965. Ao passo que Bielsa e Simeone são velhos conhecidos, o antigo médio não considera que o conhecimento que tem dos métodos do treinador do clube do País Basco possam ser decisivos para o Atlético voltar a ganhar o troféu garantido há dois anos.

"Os preparativos para a final, todos os planos que fazemos, acabam muitas vezes por não ser aplicados, pois numa final destas tudo depende muito dos jogadores", explicou Simeone, chegado ao comando da equipa onde actuam os portugueses Tiago (suspenso para a final), Sílvio e Pizzi em Dezembro. "São os atletas que jogam, os treinadores ficam do lado de fora."

Simeone venceu a Taça UEFA de 2008 ao serviço do Inter e pode juntar-se ao grupo restrito de pessoas que conquistaram o troféu como jogador e como treinador.

Dino Zoff venceu a prova em 1977, como guarda-redes da Juventus, ao bater precisamente o Athletic na única final disputada até este ano pelos bascos e, em 1989/90, conduziu o clube de Turim a novo triunfo. Huub Stevens conquistou o troféu em 1978, como defesa do PSV Eindhoven, e 19 anos depois levou o FC Schalke 04 ao triunfo.