Campeão e anfitrião com tarefas difíceis

O campeão Porto e o anfitrião da final desta época, Steaua, enfrentam tarefas complicadas para seguirem em frente, com a primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League a revelar um Atlético em alta.

Campeão e anfitrião com tarefas difíceis
Campeão e anfitrião com tarefas difíceis ©UEFA.com

A UEFA Europa League pode chegar aos oitavos-de-final sem o campeão, o mesmo acontecendo com o anfitrião da final desta época, já que FC Porto e FC Steaua Bucureşti enfrentam tarefas complicadas para se manterem em prova.

O campeão Porto colocou-se em vantagem frente ao Manchester City FC, mas perdeu o controlo da primeira mão no Estádio do Dragão, acabando derrotado por 2-1 quando Sergio Agüero entrou em campo para marcar o golo da vitória do City. A disputar o seu 50º jogo nas competições europeias, a equipa de Roberto Mancini vai tentar afastar de vez os "dragões" no City of Manchester Stadium. Em Enschede, o FC Twente apenas precisa de empatar para colocar um ponto final na esperança do Steaua em disputar a final em casa, a 9 de Maio, depois de a equipa de Steve McClaren ter ganho a primeira mão em Bucareste, por 1-0.

Atlético a crescer
O Club Atlético de Madrid (de Sílvio, Tiago e Pizzi) ganhou a edição inaugural da UEFA Europa League, em 2009/10, e está na luta para repetir o feito, com o treinador Diego Simeone a partir para a segunda mão do embate dos "colchoneros", em casa, frente a um dos seus antigos clubes, a S.S. Lazio, com dois golos de vantagem. Um bom sinal para o Atlético é o facto de a sua contratação de Verão, Falcao – que estabeleceu um novo recorde de 17 golos numa única edição da Taça UEFA ou UEFA Europa League, ao serviço do Porto, na época passada – acelerar para voltar a liderar a lista de melhores marcadores, contabilizando já cinco golos.

United à frente
Um dos nomes conceituados em prova vai ficar de fora dos oitavos-de-final, com o Manchester United FC (de Nani) em vantagem sobre o AFC Ajax, por 2-0, quando a eliminatória se concluir em Old Trafford. As estatísticas não são favoráveis para os pupilos de Frank de Boer; o United venceu os cinco jogos anteriores disputados em casa frente a equipas holandesas, a contar para as competições europeias. Já o Ajax, ganhou apenas uma vez em nove deslocações a Inglaterra – por 1-0, frente ao Nottingham Forest FC, resultado que ainda assim não evitou a eliminação nas meias-finais da edição 1980/81 da Taça dos Clubes Campeões Europeus.

Suárez em risco
A competição também pode perder o seu melhor marcador. O avançado do RSC Anderlecht, Matías Suárez, marcou sete golos na fase de grupos, mas ficou em branco frente ao AZ Alkmaar, que bateu a formação de Bruxelas por 1-0 na Holanda. O Anderlecht é o único clube que ganhou os seis jogos na fase de grupos esta época, mas enquanto o seu visitante está invicto há oito partidas nas competições europeias, não ganha há 15 jogos fora na Europa – sete empates e oito derrotas – desde que venceu o Paços de Ferreira por 1-0, na primeira eliminatória da Taça UEFA, a 20 de Setembro de 2007.

Metalist quase apurado
Uma vitória por 4-0 na primeira mão, em casa do FC Salzburg, significa que o FC Metalist Kharkiv é agora a equipa mais concretizadora da edição 2011/12 da UEFA Europa League, com 19 golos. Só um milagre o vai impedir de defrontar Olympiacos FC ou FC Rubin Kazan na próxima ronda. O campeão grego é quem está em melhor posição para defrontar a equipa de Myron Markevich, já que parte para a segunda mão, no Pireu, com uma vantagem de 1-0.

Esperança polaca
Colocar duas equipas nos 16 avos-de-final constituiu um feito assinalável para o futebol polaco, e tanto Wisła Kraków como Legia Warszawa vão disputar a segunda mão ainda com hipóteses de apuramento. Apesar de reduzido a dez jogadores, o Wisła arrancou um empate a um golo em casa, frente ao R. Standard de Liège. Quanto ao Légia, esteve por duas vezes em vantagem, mas permitiu o empate do Sporting, e agora sabe que tem de marcar frente à equipa de Ricardo Sá Pinto em Lisboa.