Avançados de renome abrilhantam Europa League

Wayne Rooney, Sergio Agüero e Radamel Falcao podem trazer brilho extra à UEFA Europa League, mas há muitos outros avançados a ter em conta numa prova repleta de goleadores talentosos.

Burak Yılmaz em acção pela selecção da Turquia
Burak Yılmaz em acção pela selecção da Turquia ©Getty Images

Os dois primeiros classificados da Premier League, Manchester City FC e Manchester United FC, podem conferir um brilho extra à UEFA Europa League quando entrarem em cena nos 16 avos-de-final da prova, mas não serão os únicos a contar com grandes estrelas na frente de ataque.

Matiás Suárez, do RSC Anderlecht, é até ao momento o melhor marcador da competição, com sete golos apontados, seguido de perto por Dmitri Sychev, do FC Lokomotiv Moskva, com seis. À medida que olhamos mais para baixo nesta lista, percebemos que em prova nesta edição da UEFA Europa League estão alguns dos maiores goleadores das Ligas europeias.

Burak Yılmaz (Trabzonspor AŞ) 27*
Melhor marcador destacado da Liga turca, a dúvida dos adeptos passa apenas por saber se Burak conseguirá atingir o recorde de Tanju Çolak, antigo avançado do Galatasaray AŞ, que na temporada de 1987/88 apontou 39 golos. O ponta-de-lança do Trabzonspor terminou 2011 com um "hat-trick" e marcou, depois, 11 golos em nove jogos este ano. "Antes do início da temporada não contava marcar tantos golos", admitiu Burak. "Alguns jogadores com quem me entendia melhor deixaram o clube e isso afectou o arranque da época, mas depois de ter começado a assumir um papel de maior responsabilidade na equipa, o nível das minhas exibições subiu bastante."

Antonio Di Natale (Udinese Calcio) 17*
Di Natale, que esta semana completa 35 anos esta segunda-feira, parece a caminho de se tornar no primeiro jogador italiano a terminar a época como melhor marcador da Serie A em três temporadas consecutivas, seguindo as pisadas do actual presidente da UEFA, o francês Michel Platini, que alcançou o mesmo feito notável entre 1983 e 1985. "Seria um motivo de grande satisfação para mim", referiu o avançado da Udinese. "Apontei 29 e 28 golos nas duas últimas épocas. Agora a cereja no topo do bolo seria igualar o feito de um jogador como Platini." Uma fractura num dedo frente ao AC Milan, no sábado, poderá frustrar essa ambição, uma vez que vai falhar o jogo desta semana com o PAOK FC.

Luuk de Jong (FC Twente) 17
Depois de ter apontado 12 golos na Liga holandesa na temporada transacta, o irmão mais novo do médio do Ajax Siem de Jong lutou com Marc Janko pelo posto de principal avançado do Twente durante a primeira metade da temporada, mas, com a saída do ponta-de-lança austríaco para o FC Porto na janela de transferências de Inverno, o jovem avançado holandês de 21 anos lidera agora sozinho o ataque da sua equipa. Marcou cinco golos nos dois primeiros jogos após a paragem de Inverno, para encanto de Steve McClaren, que regressou recentemente ao comando técnico do clube. "Estou muito feliz por poder, agora, actuar na minha posição preferida. Quero desenvolver-me ainda mais como ponta-de-lança."

Wayne Rooney (Manchester United FC) 17
A reputação do jogador de 26 anos como temível goleador nem sempre foi reflectida pelas estatísticas, pois apenas por uma ocasião conseguiu ultrapassar a barreira dos 20 golos numa só época, quando na temporada 2009/10 chegou aos 26. Contudo, Rooney soma já com 17 apontados na Premier League esta temporada e parece caminhar para voltar a ultrapassar as duas dezenas de remates certeiros, numa altura em que está a chegar aquela que é a fase preferida da época para ele e para os seus colegas de equipa. "Sinto sempre que atingimos o nosso melhor momento por volta desta altura, porque começamos a ver o final da época a aproximar-se e os títulos que podemos ganhar", afirmou o internacional inglês.

Klaas-Jan Huntelaar (FC Schalke 04) 16
"Podiam cortar-lhe a cabeça e ele continuaria a marcar golos", disse Lewis Holtby sobre Huntelaar, seu colega de equipa no Schalke. Depois de não ter correspondido às expectativas no Real Madrid CF e no AC Milan, após um início de carreira fulgurante no AFC Ajax, um regresso outro lado dos Alpes revitalizou a carreira do ponta-de-lança holandês de 28 anos. "Sou uma daquelas pessoas que demoram a amadurecer fisicamente", referiu Huntelaar, melhor marcador da fase de qualificação do UEFA EURO 2012, com 12 golos. "À medida que vou ficando mais velho torno-me melhor. Penso que ainda estou a um ou dois anos de atingir o meu pico."

Sergio Agüero (Manchester City FC) 15
Agüero já marcou 15 golos na presente edição da Premier League e o seu treinador, Roberto Mancini, continua a acreditar que o antigo atacante do Club Atlético de Madrid conseguirá chegar aos 30 até ao final da campanha em Inglaterra. "O Sergio é muito forte do ponto de vista físico", destacou Mancini. "Não é alto, mas a sua força é algo de extraordinário." O guarda-redes Joe Hart, de 24 anos, mais um do que Agüero, acrescentou: "Penso que ele tem muito mais para oferecer e, quando o fizer, será fantástico para o Manchester City. Ele até é mais novo do que eu, o que, para ser honesto, me choca um pouco."

Dries Mertens (PSV Eindhoven) 14
Dotado tecnicamente, excelente na finta e com uma enorme classe, Mertens teve de subir a pulso para chegar ao PSV, mas como os seus números recentes parecem mostrar, o jogador de 24 anos está a compensar o tempo perdido. Produto das camadas jovens do RSC Anderlecht e do KAA Gent, estreou-se como profissional no segundo escalão do futebol holandês, com a camisola do AGOVV Apeldoorn, em 2006, mudando-se para o FC Utrecht três anos mais tarde. O compatriota Timmy Simons acredita que Mertens não vai ficar por aqui. "Ele tem, sem dúvida, qualidade para jogar num clube com a dimensão, por exemplo, de um Bayern de Munique", garantiu o agora defesa do 1. FC Nürnberg. "Já lhe disse que a Bundesliga é uma competição espectacular."

Falcao (Club Atlético de Madrid) 14
O avançado colombiano está a ter sucesso imediato no Vicente Calderón, para onde se mudou no Verão, por 40 milhões de euros, oriundo do FC Porto, depois de, com um registo recorde de 17 golos na UEFA Europa League, ter ajudado a formação portuguesa a erguer o troféu na última época. Depois de uma pequena quebra de forma, Falcao parece de regresso ao seu melhor nível sob as ordens do novo treinador do Atlético, Diego Simeone e, com cinco golos marcados nos últimos quatro jogos, ajudou os "colchoneros" a escalarem lugares na tabela classificativa da Liga espanhola. Mas quer mais: "Tem sido um sonho jogar no Atlético. Estou a viver um grande momento da minha vida e quero melhorar tudo o que já alcancei até aqui."

* Melhor marcador do respectivo campeonato