O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Aris e City empatam sem golos

Aris Thessaloniki FC 0-0 Manchester City FC
A primeira mão dos 16 avos-de-final não trouxe a vantagem de qualquer uma das equipas, em Salónica.

David Silva tenta fugir ao ex-benfiquista Ronaldo Guiaro
David Silva tenta fugir ao ex-benfiquista Ronaldo Guiaro ©Getty Images

Aris Thessaloniki FC e Manchester City FC foram incapazes de chegar a uma vantagem na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League, uma vez que o encontro terminou empatado sem golos.

Ambas as equipas dispuseram de oportunidades num jogo bastante equilibrado, mas nenhuma delas foi capaz de conseguir a mais ligeira das vantagens, pelo que se defrontarão no City of Manchester Stadium com a eliminatória completamente por decidir. A equipa de Roberto Mancini – à procura de repetir ou melhorar o feito de 2008/09, quando chegou aos quartos-de-final – tentará, agora, terminar a tarefa a 24 de Fevereiro.

O Aris iniciou o encontro com cinco vitórias em casa na presente época europeia e apresenta um recorde de invencibilidade para as competições europeias que remonta há 40 anos. Ainda assim, o guarda-redes Michalis Sifakis foi chamado a intervir em duas ocasiões no início da partida, evitando que o conjunto helénico se visse em desvantagem.

Lançou-se para o seu lado esquerdo para deter um bom remate de David Silva quando estavam decorridos nove minutos, antes de um cruzamento rasteiro do lado esquerdo de Aleksandr Kolarov ter encontrado Edin Džeko na área. No entanto, o seu remate não levava força suficiente para importunar grandemente Sifakis.

Os comandados de Giannis Michalitsos mostraram muito pouco no ataque durante a primeira parte, pese embora cinco minutos antes do intervalo, Neto ter ameaçado, cobrando um livre directo através de um remate que fez a bola passar perto do poste direito da baliza de Joe Hart.

Apesar de a equipa da casa ter continuado a pressionar à medida que a segunda parte se foi desenrolando, não conseguiu causar muitos problemas ao último reduto do Manchester City, enquanto as ameaças dos ingleses continuaram a suceder-se, como aconteceu instantes depois dos 60 minutos, com Sifakis a efectuar uma boa defesa, desviando um poderoso cabeceamento de Džeko com a sua mão direita.

Só então Hart foi verdadeiramente testado pela primeira vez, lançando-se para o seu lado direito e defendendo para canto um remate de Neto cheio de efeito. Džeko respondeu quase de imediato, falhando por pouco de fora da área, mas ambos os conjuntos contam ter a pontaria mais afinada no jogo da segunda mão da próxima semana.