O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Regresso de Agüero relança Atlético

Atlético de Madrid 3-0 Rosenborg
O Atlético relançou a sua campanha na UEFA Europa League, após o regresso de Sergio Agüero ter inspirado um confortável triunfo por 3-0 sobre os noruegueses.

Diego Godín festeja o seu golo
Diego Godín festeja o seu golo ©Getty Images

Partindo para o jogo frente aos comandados de Nils Arne Eggen com apenas um ponto conquistado nas duas primeiras jornadas do Grupo B, os "rojiblancos" tiveram um melhor início neste encontro, com Diego Godín a abrir o activo aos 18 minutos, de cabeça, após cruzamento de José Antonio Reyes. A entrada de Sergio Agüero na segunda parte inspirou os anfitriões para uma boa exibição, tendo o argentino apontado o segundo golo aos 66 minutos, antes de servir Diego Costa para o terceiro.

À procura do 22º título de campeão da Noruega, o Rosenborg esteve sempre um passo atrás do Atlético durante a maior parte do primeiro tempo e pode agradecer ao guarda-redes Daniel Örlund por ter mantido o resultado em somente 1-0, principalmente depois de ter defendido um remate à queima-roupa de Diego Costa aos 32 minutos, momentos antes de afastar um perigoso cruzamento de Diego Forlán.

Apesar do domínio da primeira parte, a equipa onde actuam Simão e Tiago quase foi para o intervalo empatada. Acorrendo a um passe longo, Morten Moldskred ganhou posição nas costas de Godín antes de rematar ao poste, enquanto a recarga de Per Ciljan Skjelbred saiu perto do poste da baliza à guarda de Joel Robles.

Contudo, a segunda parte trouxe novo domínio do Atlético, com o detentor do título à procura de dilatar a vantagem, algo que apenas conseguiu segundos após a entrada de Agüero. O passe de Simão do lado direito encontrou Ujfaluši, que rapidamente libertou Reyes. O extremo espanhol lançou Agüero em velocidade, que se escapou à defesa contrária antes de atirar a contar. Depois, o argentino de 22 anos seria o homem do último passe, que desmarcou Diego Costa com um chapéu sobre a defesa contrária e o dianteiro colocou de cabeça a bola sobre Örlund, fixando o resultado em 3-0.