Sorteio transforma sonhos em realidade

O sorteio da fase de grupos da UEFA Europa League permitiu agrupamentos interessantes, com algumas das melhores equipas europeias. O UEFA.com recolheu as reacções, de Liverpool a Moscovo.

Sorteio do Liverpool no Fórum Grimaldi
Sorteio do Liverpool no Fórum Grimaldi ©Sportsfile

Houve alguma espanto por toda a Europa quando o sorteio da fase de grupos da UEFA Europa League emparelhou a Juventus, colosso de Turim, com o "milionário" Manchester City FC. Outra equipa inglesa, neste caso o Liverpool FC, vai medir forças com FC Steaua Bucureşti, SSC Napoli e FC Utrecht, que afastou sem apelo nem agravo o Celtic FC. O UEFA.com resume algumas das reacções ao longo do continente.

Grupo A: Juventus, Manchester City FC, FC Salzburg, KKS Lech Poznań

Manuel Arboleda, defesa do Lech
Calhou-nos o grupo mais complicado e estou satisfeito com isso. É fantástico defrontar equipas deste calibre. O futebol polaco vai beneficiar bastante com este sorteio. Grandes clubes vão deslocar-se até à Polónia e o futebol nacional vai tornar-se mais conhecido na Europa. De um ponto de vista desportivo, a tarefa é extremamente difícil, mas às vezes os milagres acontecem, por isso não vamos desistir.

Grupo B: Club Atlético de Madrid, Bayer 04 Leverkusen, Rosenborg BK, Aris Thessaloniki FC

Nils Arne Eggen, treinador do Rosenborg
O Atlético é o campeão em título, por isso vai ser o adversário mais complicado. Também sabemos que a Bundesliga é um bom campeonato, por isso o Bayer Leverkusen também vai ser difícil. Vamos tentar recolher mais informação sobre o Aris. Vai ser um Outono interessante.

Grupo C: Sporting, LOSC Lille Métropole, PFC Levski Sofia, KAA Gent

Paulo Sérgio, treinador do Sporting
É um grupo que certamente nos trará dificuldades. Estamos confiantes, acreditando que estamos a dar passos firmes em relação àquilo que queremos da equipa e é com realismo que iremos encarar a Europa League.

Costinha, director desportivo do Sporting
O sorteio foi bom para o Sporting. De entre as equipas possíveis, as sorteadas estão ao alcance do Sporting se este demonstrar, como fez ontem, que tem carácter, personalidade e que quer vencer. Queremos chegar até ao fim.

Georgi Ivanov, director desportivo do Levski
Como é óbvio, o Sporting é o favorito do grupo. Talvez consigamos somar alguns pontos frente a Lille e Gent. Agora que estamos na fase de grupos, a pressão já não é tanta sobre nós, mas vamos tentar seguir em frente.

Grupo D: Villarreal CF, Club Brugge KV, NK Dinamo Zagreb, PAOK FC

Kostas Chalkias, guarda-redes e capitão do PAOK
É uma oportunidade para os jogadores mais jovens ganharem experiência. O Villarreal é o representante do melhor campeonato europeu, a Liga espanhola, mas vamos fazer-lhe frente e lutar até ao fim.

Grupo E: AZ Alkmaar, FC Dynamo Kyiv, FC BATE Borisov, FC Sheriff

Viktor Goncharenko, treinador do BATE
Estamos um pouco desiludidos por não termos ficado no Grupo A, já que queríamos muito defrontar o Manchester City para experimentar o futebol inglês novamente, depois de no ano passado termos defrontado o Everton. O nosso grupo também é forte, mas um soldado que não quer ser general é um mau soldado, por isso vamos lutar pelo apuramento.

Grupo F: PFC CSKA Moskva, US Città di Palermo, AC Sparta Praha, FC Lausanne-Sport

Leonid Slutski, treinador do CSKA
O Palermo é talvez o adversário mais perigoso; possui o médio internacional argentino Javier Pastore e se um clube pode fazer contratações como essa, então é porque tem verdadeiras ambições de sucesso. Ontem vi a segunda mão do "play-off" do Lausanne frente ao Lokomotiv Moskva. Não têm jogadores de classe mundial, mas são bons a nível defensivo e podem ser muito agressivos em casa.

Grupo G: FC Zenit St. Petersburg, RSC Anderlecht, AEK Athens FC, HNK Hajduk Split

Roger Vanden Stock, presidente do Anderlecht
A nossa experiência europeia vai ajudar, mas é preciso não esquecer que o Zenit conquistou a competição predecessora não há muito tempo, o AEK é presença regular nas competições europeias e o Hadjuk também tem uma longa tradição. Vai ser difícil, mas podia ser pior – os grupos de Manchester City e Liverpool são muito, muito fortes.

Grupo H: VfB Stuttgart, Getafe CF, Odense BK, BSC Young Boys

Peter Utaka, avançado do OB
Preferia defrontar o Liverpool; seria fantástico para os adeptos e os jogadores jogarem contra uma das melhores equipas europeias. Se estivermos bem preparados e dermos 110 por cento em campo, penso que temos boas hipóteses de apuramento.

Grupo I: PSV Eindhoven, UC Sampdoria, FC Metalist Kharkiv, Debreceni VSC

Balázs Dzsudzsák, avançado do PSV
O meu telefone não tem parado de tocar. O meu antigo clube, o Debrecen, é muito importante na Hungria, onde conquistou o campeonato nos últimos três anos e disputou a UEFA Champions League na época passada. Queremos seguir para a próxima fase; é esse o nosso objectivo. Para além disso, estou contente por defrontar a minha antiga equipa. Tenho a certeza que toda a minha família vai assistir ao jogo lá.

Grupo J: Sevilla FC, Paris Saint-Germain FC, BV Borussia Dortmund, FC Karpaty Lviv

Antoine Kombouaré, treinador do PSG
É um grupo renhido. O Sevilha tem jogadores que já passaram pela Ligue 1, como Julien Escudé, Mouhamadou Dabo, Didier Zokora, Frédéric Kanouté e Ndri Romaric. Vi os dois jogos frente ao Braga, como se adivinhasse que ia ser nosso adversário. Bater o Maccabi Tel-Aviv abriu-nos as portas da UEFA Europa League. Temos que defender a nossa posição com orgulho.

Grupo K: Liverpool FC, FC Steaua Bucureşti, SSC Napoli, FC Utrecht

Stevie Gerrard, capitão do Liverpool
Trata-se de um grupo forte e estou entusiasmado com os jogos. Confio no apuramento, mas não vai ser fácil. O sorteio colocou-nos alguns desafios de peso. É outro troféu; não ganhamos nada há quatro épocas, por isso é importante ter um bom desempenho em todas as competições a eliminar, para recompensar os adeptos com a presença numa final.

Grupo L: FC Porto, Beşiktaş JK, PFC CSKA Sofia, SK Rapid Wien

Fernando Gomes, director do FC Porto
Sabemos que o ambiente na Turquia é dos mais fervorosos da Europa, o que complica sempre a acção de qualquer equipa. Apesar das dificuldades, temo-nos saído bem lá. Têm o [Ricardo] Quaresma [ex-jogador do FC Porto], mas também têm o Guti e o treinador é o [Bernd] Schuster. [O FC Porto] é das quatro a equipa com maior palmarés desportivo. Mas não basta, é preciso ter boa atitude e ser competente, técnica e mentalmente.

Emil Kostadinov, director desportivo do CSKA Sofia
As equipas presentes neste grupo são muito fortes. E vai ser especialmente difícil frente ao FC Porto. Conheço a minha antiga equipa muito bem e é uma equipa talhada para torneios deste género. Rapid Viena e Beşiktaş são também adversários complicados.

Alfred Hörtnagl, director desportivo do Rapid
Beşiktaş fez algumas boas contratações, como Guti, lenda do Real Madrid, e tem também dois jogadores alemães às ordens de Bernd Schuster. Depois de nos termos mostrado na época passada, espero melhores desempenhos e vitórias na Europa.