Osasuna passeia-se em Itália

Parma FC 0-3 CA Osasuna
Dois golos de David López e Juanfran colocaram os espanhóis nos 16 avos-de-final da Taça UEFA fruto do segundo lugar do Grupo D.

O CA Osasuna garantiu a presença nos 16 avos-de-final da Taça UEFA graças à convincente vitória, por 3-0, no terreno do já apurado Parma FC.

Segundo lugar
Dois golos de David López e um do suplente Juanfran garantiram à equipa espanhola a conquista do segundo lugar do Grupo D frente ao Parma que, depois de vitórias nos três primeiros jogos optou por alinhar com uma equipa remodelada e sem Fernando Couto. O Osasuna aproveitou e partiu para o ataque logo no início do encontro, com Valdo a criar muito perigo no segundo minuto, mas o remate saiu ao lado da baliza transalpina.

López bisa
O único lance de registo por parte do Parma em toda a primeira parte surgiu aos 26 minutos, quando Jorge Bolano tentou, sem sucesso, rematar de longe. Respondeu o Osasuna através de Savo Milošević antes de Roberto Soldado testar os reflexos do guarda-redes italiano, Alfonso De Lucia, com um vólei dentro da área. Mas o guardião transalpino nada pôde fazer momentos depois, altura em que David López abriu o marcador com um extraordinário pontapé a mais de 25 metros da baliza. O médio espanhol ampliou a vantagem a um minuto do intervalo, dando o melhor seguimento a um centro de Patxi Puñal.

Oportunidades perdidas
A formação espanhola não se acomodou à vantagem e continuou a atacar na segunda parte, com Javad Nekunam a falhar o alvo num remate de longe. O Parma procurou responder, mas mostrou enormes dificuldades para acercar-se com perigo da baliza de Ricardo López, não obstante os remates de Vitali Kutuzov e Filippo Savi. O antigo jogador do Sporting esteve mesmo perto de festejar a meio da etapa complementar, mas o seu cabeceamento foi bem travado por López. No outro extremo do terreno, o recém-entrado Bernardo Romeo testou a atenção de De Lucia.

Terceiro golo
David López não conseguiu o ambicionado "hat-trick", sendo substituído a 17 minutos do final por Juanfran que, aos 82 minutos, selou a vitória forasteira, concluindo uma jogada de Romeo. O Parma procurou então o golo de honra, mas Ricardo López negou os intentos de Maurizio Ciaramitaro, tendo Daniele Paponi desperdiçado a recarga.