1997/98: Zamorano leva Inter à vitória

Na primeira final da Taça UEFA disputada num só jogo, o Inter, derrotado pelo Schalke na época anterior quando a decisão era a duas mãos, levou a melhor sobre o rival italiano da Lázio, em Paris.

Iván Zamorano marcou o primeiro golo do Inter
Iván Zamorano marcou o primeiro golo do Inter ©Getty Images

S.S. Lazio 0-3 FC Internazionale Milano 
(Zamorano 5, Zanetti 60, Ronaldo 70)
Parc des Princes, Paris

Da última vez que a Taça UEFA tinha sido disputada apenas a uma mão, uma equipa italiana, a Juventus FC, havia perdido para os húngaros do Ferencvárosi TC. Passados 33 anos, a derrota voltou a pender para uma equipa transalpina. Desta feita a S.S. Lazio, que perdeu a oportunidade após ter sido derrotada pelo Internazionale FC, em Paris.

Para a equipa de Sven-Göran Eriksson foi a primeira desilusão de uma época em grande, que deixou pelo caminho V. Guimarães, SC Rotor Volgograd, SK Rapid Wien, AJ Auxerre e Club Atlético de Madrid. No entanto, no Parc des Princes, a derrota começou a desenhar-se logo aos cinco minutos, quando Iván Zamorano colocou o Inter em vantagem. As coisas pioraram quando Matias Almeyda acabou expulso e golos de Javier Zanetti e Ronaldo fecharam a contagem. "Mereceram vencer", admitiu Eriksson, "mas não por 3-0". Não que os "nerazzurri" se tenham queixado.

Segundo no campeonato italiano, logo atrás da Juventus, o Inter reencontrou aquele sentimento de vitória numa prova que já tinha arrecadado nos anos 90. A equipa de Gigi Simoni entrou bem, com vitórias sobre o Neuchâtel Xamax FC, Olympique Lyonnais e RC Strasbourg. Depois, vingou-se da derrota na final do ano anterior, deixando pelo caminho o FC Schalke 04, antes de eliminar o FC Spartak Moskva, nas meias-finais. Afinal, nem foi um mau prémio de consolação.