O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Arsenal - Benfica: retrospectiva da UEFA Europa League, guia de forma, confrontos anteriores

Arsenal e Benfica medem novamente forças nos 16 avos-de-final em Atenas, depois de terem empatado 1-1 na primeira mão.

Arsenal FC via Getty Images

O duelo entre Arsenal e Benfica está equilibrado, com os dois gigantes do futebol europeu a medirem novamente forças nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League em Atenas, depois de terem empado 1-1 na primeira mão, no Stadio Olimpico de Roma.

• O Arsenal somou o máximo de pontos no Grupo B, vencendo ambos os duelos com Rapid Viena, Dundalk e Molde, que também seguiu em frente. Os londrinos marcaram 20 golos e foram a equipa inglesa mais concretizadora na fase de grupos da UEFA Europa League. O Benfica também terminou a fase de grupos sem derrotas, com três vitórias e três empates, mas teve de se contentar com o segundo lugar, atrás do Rangers.

Confrontos anteriores

Resumo: Benfica 1-1 Arsenal
Resumo: Benfica 1-1 Arsenal

 • O Benfica teve de defender a invencibilidade em casa na UEFA Europa League em Roma, e não em Lisboa, mas conseguiu-o face ao Arsenal. A equipa de Jorge Jesus esteve pouco tempo em vantagem no início da segunda parte, após uma grande penalidade convertida por Pizzi, já que Bukayo Saka empatou apenas dois minutos depois.

• Os dois clubes só se encontraram anteriormente por uma vez nas competições da UEFA, com o Benfica, de Sven Göran Eriksson, a levar a melhor sobre os "gunners", de George Graham, na segunda eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1991/92, tendo vencido por 3-1 no prolongamento, em Londres, após um empate a um golo na primeira mão. O avançado brasileiro Isaías marcou três golos na eliminatória.

• O Arsenal venceu cinco dos sete jogos em que recebeu equipas portuguesas, com esse duelo com o Benfica há 30 anos a constituir a única derrota. Os londrinos defrontaram clubes portugueses nas duas últimas campanhas na UEFA Europa League, empatando 0-0 em casa ante o Sporting CP na quarta jornada de 2018/19 e anulando duas desvantagens para bater o Vitória SC, por 3-2, em Londres, na terceira jornada de 2019/20 graças a um bis de Pepé perto do final.

• Esta é apenas a terceira eliminatória a duas mãos do Arsenal frente a adversários portugueses. Depois de ser eliminado pelo Benfica na primeira, levou a melhor na segunda sobre o FC Porto, com um total de 6-2 nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2009/10, com Nicklas Bendtner a assinar um "hat-trick" na goleada por 5-0 na segunda mão, em Londres. Esse foi mesmo o último sucesso dos “gunners” nos oitavos-de-final da UEFA Champions League, com as sete eliminatórias posteriores a terminarem em derrota.

• O registo do clube de Lisboa em eliminatórias a duas mãos frente a adversários ingleses é de 5V 7D, com triunfos nas duas últimas, ambas na UEFA Europa League - frente ao Newcastle United nos quartos-de-final de 2012/13 (3-1 c, 1 -1 f) e ao Tottenham Hotspur nos oitavos-de-final de 2013/14 (3-1 f, 2-2 c).

• O Benfica venceu apenas 11 dos 37 jogos frente a clubes ingleses (7E 19D), tendo sido batido em finais europeias pelo Manchester United (Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1968, 1-4) e pelo Chelsea (UEFA Europa League de 2013, 1-2). Os 18 jogos da UEFA disputados em Inglaterra, incluindo a final de 1968 no Estádio de Wembley, renderam apenas quatro vitórias, face a 12 derrotas. A visita mais recente terminou com uma derrota por 2-0 contra o United em Old Trafford, na fase de grupos da UEFA Champions League de 2017/18.

Guia de forma
 Arsenal

Grandes golos do Arsenal na Europa League
Grandes golos do Arsenal na Europa League

• Oitavo na Premier League em 2019/20, o Arsenal garantiu a 25ª presença consecutiva nas competições europeias ao vencer a Taça de Inglaterra sob o comando do novo treinador, Mikel Arteta. Os londrinos aumentaram o seu recorde ao somar o 14º triunfo na prova com um triunfo por 2-1 na final frente ao rival londrino Chelsea. A terceira campanha consecutiva na UEFA Europa League terminou nos 16 avos-de-final, frente ao Olympiacos.

• Presente na UEFA Champions League ao longo de 19 épocas consecutivas, entre 1998/99 e 2016/17, o Arsenal chegou às meias-finais da UEFA Europa League na primeira tentativa, em 2017/18, tendo sido eliminado pelo Atlético de Madrid, que viria a conquistar no troféu. Conseguiu ir ainda mais longe em 2018/19, mas foi batido por 4-1 pelo Chelsea na final em Baku. O Arsenal venceu sempre o seu grupo em quatro presenças na UEFA Europa League - uma proeza inédita - e esta temporada tornou-se na 11ª equipa a somar o máximo de pontos na fase de grupos após os triunfos sobre Rapid (2-1 f, 4-1 c), Dundalk (3-0 c, 4-2 f) e Molde (4-1 c, 3-0 f).

• O Arsenal venceu as duas primeiras eliminatórias da UEFA Europa League da época passada, frente a Östersund (3-0 f, 1-2 c) e BATE Borisov (0-1 f, 3-0 c), antes de ser eliminado com um golo ao cair do pano na recepção ao Olympiacos, que seguiu em frente devido aos golos fora (1-0 f, 1-2 c).

• O registo total dos “gunners” em jogos da UEFA Europa League no Arsenal Stadium é de 15V 3E 3D. A derrota na época passada contra o Olympiacos terminou com uma série de sete jogos sem perder na fase a eliminar da competição, que incluiu seis vitórias.

• O Arsenal venceu quatro dos dez desafios anteriores das competições da UEFA na Grécia, tendo sofrido cinco derrotas. O registo dos ingleses frente ao Olympiacos no Estádio Karaiskakis é de 2V 3D, com as vitórias a serem conseguidas nas duas últimas visitas.

• O Arsenal venceu quatro das seis eliminatórias europeias em que empatou fora de casa na primeira mão, incluindo as duas últimas. O registo dos londrinos após um resultado de 1-1 é 2V 2D, com o primeiro dos dois desaires a ser frente ao Benfica em 1991 e o segundo contra o Chelsea nos quartos-de-final da UEFA Champions League de 2003/04, quando perdeu a segunda mão em Highbury. por 1-2.

Benfica

Grandes golos do Benfica na Europa League
Grandes golos do Benfica na Europa League

• Vice-campeão da Liga portuguesa 2019/20 e finalista vencido da Taça de Portugal, sendo batido pelo Porto nas duas competições, o Benfica procurava disputar pela 11ª temporada seguida a UEFA Champions League, mas a campanha terminou logo na terceira pré-eliminatória, ao ser batido no terreno do PAOK, por 2-1. Os "encarnados" participaram depois na fase de grupos da UEFA Europa League pela primeira vez desde a época inaugural da competição, em 2009/10.

• O Benfica começou bem no Grupo D, com triunfos no terreno do Lech Poznań, por 4-2, e na recepção ao Standard Liège, por 3-0, antes de empatar nos dois jogos contra o Rangers (3-3 c, 2-2 f) e garantir a continuidade em prova com uma goleada por 4-0 à equipa polaca em Lisboa. Embora com pouca experiência na fase de grupos da UEFA Europa League, o Benfica disputou mais jogos na fase a eliminar da UEFA Europa League do que qualquer outro clube (40) e foi finalista vencido sob o comando de Jorge Jesus em 2012/13 (frente a Chelsea) e 2013/14 (ante o Sevilha).

• O clube de Lisboa está a disputar pela sétima vez os oitavos-de-final. Venceu as cinco primeiras eliminatórias, sem golos sofridos nesses dez jogos, mas não conseguiu prolongar o registo perfeito na época passada, tendo sido eliminado pelo Shakhtar Donetsk (1-2 f, 3-3 c).

• As "águias" venceram apenas quatro dos últimos 22 desafios europeus fora de Portugal, tendo sofrido 12 derrotas, mas terminaram com uma série de três desaires consecutivos fora de casa na UEFA Europa League, sempre na fase a eliminar, ao baterem o Lech por 4-2, na Polónia, na primeira jornada.

• O registo do Benfica na Grécia é de 5V 6D, com a derrota desta época no reduto do PAOK a fazer pender a balança a favor das equipas da casa. O Benfica ganhou o primeiro jogo que disputou no Pireu, mas foi derrotado nas duas últimas visitas, a derradeira por 1-0 frente ao Olympiacos na fase de grupos da UEFA Champions League de 2013/14.

• Depois de empatar em casa na primeira mão de uma eliminatória da UEFA, o Benfica somou seis vitórias e sete derrotas. Com um resultado de 1-1, o saldo é de 4V 2D, com triunfos nas últimas quatro destas eliminatórias, com destaque para a mais recente, que terminou com uma vitória por 4-1 sobre o PAOK, na Grécia, na segunda mão do "play-off" da UEFA Champions League 2018/19.

Alterações nos plantéis da UEFA Europa League
Arsenal
 
Entradas: Gabriel Martinelli, Martin Ødegaard (Real Madrid, empréstimo), Mat Ryan (Brighton, empréstimo)
 Saídas: Sead Kolašinac (Schalke, empréstimo), Matt Macey (Hibernian), Ainsley Maitland-Niles (West Brom, empréstimo), Shkodran Mustafi (Schalke), Joe Willock (Newcastle, empréstimo), Rúnar Rúnarsson

Benfica
 
Emntrdas: Branimir Kalaica, Lucas Veríssimo (Santos)
 Saídas: Ferro (Valencia, empréstimo), Jean-Clair Tobido (fim do empréstimo)

Ligações e curiosidades

David Luiz, defesa do Arsenal, já representou o Benfica
David Luiz, defesa do Arsenal, já representou o BenficaGetty Images

• David Luiz, que na primeira mão disputou o 99º jogo nas competições de clubes da UEFA, foi jogador do Benfica entre Janeiro de 2007 e Janeiro de 2011, tendo efectuado 132 jogos pelo clube de Lisboa e vencido a Liga portuguesa de 2009/10 sob as ordens de Jorge Jesus, actual treinador das "águias". Depois disso, o defesa brasileiro defrontou por três vezes o Benfica nas competições europeias e ajudou o Chelsea a vencer os três jogos, incluindo a final da UEFA Europa League de 2012/13, em Amesterdão.

• Pablo Marí, defesa espanhol do Arsenal, foi treinado por Jorge Jesus no Flamengo em 2019, conquistando o título da Série A brasileira e a Taça dos Libertadores da América.

• Jan Vertonghen passou oito anos no norte de Londres ao serviço do Tottenham, com 315 jogos disputados em todas as competições, antes de se transferir para o Benfica no último Verão. Nicolás Otamendi, outro reforço da defesa encarnada, chegou a Lisboa após cinco épocas ao serviço do Manchester City, onde conquistou sete troféus importantes. O defesa argentino também venceu a UEFA Europa League com o Porto, em 2010/11.

• Adel Taarabt, jogou em Inglaterra no início da carreira, tendo alinhado em três clubes de Londres: Tottenham, Queens Park Rangers e Fulham.

• Granit Xhaka, do Arsenal, e Haris Seferović, do Benfica, jogam juntos na selecção da Suíça.

• Luca Waldschmidt e Julian Weigl, do Benfica, são internacionais alemães, tal como o guarda-redes do Arsenal, Bernd Leno.

• Cédric Soares, internacional português do Arsenal, distinguiu-se em Portugal ao serviço do Sporting, grande rival do Benfica, e também da Académica de Coimbra.

• O avançado do Arsenal, Pierre-Emerick Aubameyang, marcou um "hat-trick" pelo Borussia Dortmund frente ao Benfica na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2016/17, contribuindo para o triunfo do clube alemão por 4-0 e para um apuramento com um total de 4-1.

• Pizzi, médio do Benfica, é o melhor marcador da UEFA Europa League desta época, com sete golos.

• O Benfica é um dos seis antigos vencedores da Taça dos Clubes Campeões Europeus presentes na fase a eliminar da UEFA Europa League, sendo os outros Ajax, Estrela Vermelha, Manchester United, Milan e PSV Eindhoven.

• O Benfica também foi finalista da Taça UEFA de 1982/83, para além da UEFA Europa League de 2012/13 e 2013/14, enquanto o Arsenal foi finalista vencido da Taça UEFA de 1999/2000 e da UEFA Europa League 2018/19. Ambos os clubes foram batidos em finais da UEFA Europa League pelo Chelsea.

Desempates por grandes penalidades
• O registo do Arsenal em quatro desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é 2V 2D:
4-5 - Valência, final da Taça dos Vencedores das Taças de 1979/80
3-2 - Sampdoria, meias-finais da Taça dos Vencedores das Taças de 1994/95
1-4 - Galatasaray, final da Taça UEFA de 1999/2000
7-6 - Roma, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2008/09

• O registo do Benfica em quatro desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é 2V 2D:
4-1 - Torpedo Moskva, primeira eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1977/78
5-6 - PSV Eindhoven, final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1987/88
4-1 - PAOK, segunda eliminatória da Taça UEFA de 1999/2000
2-4 - Sevilha, final da UEFA Europa League de 2013/14