O "site" oficial do futebol europeu

Bis de Ronaldo garante oitavos-de-final

Publicado: Quarta-feira, 22 de Junho de 2016, 21.50CET
Hungria 3-3 Portugal
Num jogo emocionante, Cristiano Ronaldo bisou e garantiu o apuramento português para os "oitavos", onde irá encontrar a Croácia.
por Hugo Pietra no Stade de Lyon

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...

Estatísticas dos jogos

HungriaPortugal

Golos marcados3
 
3
Posse de bola(%)42
 
58
Total de tentativas10
 
19
Remates à baliza5
 
6
Remates para fora3
 
11
Remates defendidos2
 
2
nos postes1
 
0
Cantos3
 
9
Foras-de-jogo2
 
4
Cartões amarelos4
 
0
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas15
 
8
Faltas sofridas8
 
15

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 17/11/2017 10:12 CET
SSI Err
Publicado: Quarta-feira, 22 de Junho de 2016, 21.50CET

Bis de Ronaldo garante oitavos-de-final

Hungria 3-3 Portugal
Num jogo emocionante, Cristiano Ronaldo bisou e garantiu o apuramento português para os "oitavos", onde irá encontrar a Croácia.

  • Portugal terceiro no Grupo F e apurado como um dos quatro melhores nessa posição - Croácia no caminho.
  • Zoltán Gera marca o primeiro golo do jogo aos 19 minutos
  • Nani empata aos 42 e assina segundo golo no EURO, na sua 99ª internacionalização
  • Ronaldo bate recorde de 17 jogos em fases finais do EURO e torna-se no primeiro a marcar em quatro edições da prova
  • Dzsudzsák bisa, mas Ronaldo responde para o 3-3 final

Portugal está apurado para os oitavos-de-final do UEFA EURO 2016, graças a um emocionante empate a três golos com a Hungria, que deixa a formação lusa como um dos quatro melhores terceiros classificados da prova. Os húngaros terminaram no primeiro lugar.

Com Eliseu no lugar de Raphaël Guerreiro, Portugal iniciou o jogo de forma autoritária, assumindo a iniciativa perante uma selecção da Hungria já apurada e na expectativa, tentando aproveitar o contra-ataque. Mais pressionante, Portugal criou uma boa ocasião logo aos dez minutos, após cruzamento de Eliseu. Nani, em posição frontal, cabeceou mas o esférico saiu por cima.

Contudo, foi a Hungria a primeira a chegar ao golo, aos 19 minutos, na sequência de um pontapé-de-canto. A defesa portuguesa não conseguiu aliviar com êxito e a bola acabou por sobrar para Zoltán Gera, que disparou forte e colocado, para delírio dos adeptos húngaros presentes no Stade de Lyon.

A formação lusa tentou responder mas a Hungria, motivada, poderia ter aumentado a contagem aos 23 minutos. Ákos Elek esgueirou-se pela defesa portuguesa e disparou com violência, para defesa apertada de Rui Patrício. Aos 28 minutos, Cristiano Ronaldo levou perigo à baliza húngara após a marcação de um livre directo, com o guarda-redes Gábor Király a desviar a bola pela linha-de-fundo.

Aos 39 minutos, Portugal chegou a introduzir a bola na baliza da Hungria, mas o lance foi invalidado por posição irregular de Pepe. Pouco depois o golo acabou mesmo por aparecer, por intermédio de Nani, aos 42 minutos. Cristiano Ronaldo desmarcou o companheiro do ataque na perfeição, com Nani a rematar cruzado, para um golo de belo efeito.

No segundo tempo, a Hungria voltou a entrar a marcar, desta feita aos 47 minutos, após livre do capitão Balázs Dzsudzsák. O remate de pé esquerdo ainda sofreu um desvio na barreira, que acabou por enganar Rui Patrício. Desta feita a resposta portuguesa surgiu mais cedo, aos 50 minutos. João Mário efectuou o cruzamento do lado direito e Cristiano Ronaldo, com um toque de pura classe, de calcanhar, restabeleceu a igualdade.

Galvanizado pelo golo do seu capitão, o conjunto comandado por Fernando Santos foi à procura do tento da vitória mas a Hungria voltou a adiantar-se no marcador, aos 55 minutos, novamente por intermédio de Dzsudzsák. O jogador húngaro acertou na barreira após a marcação de um livre, mas na recarga não perdoou. Estava feito o 3-2.

Num jogo electrizante, Portugal voltou a empatar aos 62 minutos. O recém-entrado Ricardo Quaresma cruzou para o interior da área e Ronaldo, de cabeça, fez o 3-3. A Hungria poderia ter marcado pouco depois, por Ákos Elek, que atirou ao poste na sequência de um contra-ataque rápido.

Até final Ronaldo foi uma ameaça constante, mas apesar de a formação lusa encontrar mais espaços para as transições, não voltou a marcar. Agora, dia 25 de Junho, em Lens, pelas 20h00 (de Portugal Continental), a equipa das "quinas" vai defrontar a Croácia, nos oitavos-de-final.

Última actualização: 14-07-16 19.13CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2016/matches/round=2000448/match=2017964/postmatch/report/index.html#bis+ronaldo+apura+portugal