O "site" oficial do futebol europeu

Eslováquia resiste à Inglaterra

Publicado: Segunda-feira, 20 de Junho de 2016, 22.05CET
Eslováquia 0-0 Inglaterra
Muito perdulária, a equipa de Roy Hodgson viu-se relegada para o segundo lugar do Grupo B; resiliente Eslováquia fica em terceiro.
por Chris Burke no Stade Geoffroy Guichard
Eslováquia resiste à Inglaterra
O eslovaco Juraj Kucka disputa um lance com o inglês Jamie Vardy ©AFP/Getty Images

Estatísticas dos jogos

EslováquiaInglaterra

Golos marcados0
 
0
Posse de bola(%)43
 
57
Total de tentativas4
 
28
Remates à baliza2
 
5
Remates para fora2
 
9
Remates defendidos0
14
nos postes0
 
0
Cantos0
11
Foras-de-jogo1
 
1
Cartões amarelos1
 
1
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas7
 
12
Faltas sofridas12
 
7

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 17/11/2017 10:12 CET
SSI Err
Publicado: Segunda-feira, 20 de Junho de 2016, 22.05CET

Eslováquia resiste à Inglaterra

Eslováquia 0-0 Inglaterra
Muito perdulária, a equipa de Roy Hodgson viu-se relegada para o segundo lugar do Grupo B; resiliente Eslováquia fica em terceiro.

  • Guardião Matúš Kozáčik nega o golo a Jamie Vardy, Adam Lallana e Nathaniel Clyne
  • Martin Škrtel corta sobre a linha-de-golo um remate de Dele Alli 
  • Inglaterra defronta o segundo classificado do Grupo F depois de ficar em segundo no Grupo B
  • Eslováquia termina em terceiro com quatro pontos e tem de esperar para saber o seu futuro na prova
  • Toda a acção, análises e reacções a partir do Stade Geoffroy Guichard


A Inglaterra garantiu a qualificação para os oitavos-de-final depois do empate a zero frente à Eslováquia, na terceira e última jornada da fase de grupos, mas viu-se relegada para o segundo lugar do Grupo B. O técnico Roy Hodgson mexeu de forma significativa na equipa - seis alterações em relação ao último jogo - mas a sua equipa, apesar do acentuado ascendente (27 remates), acabou por ficar em "branco"

Com uma apreciável dinâmica ofensiva pelo flanco direito, a Inglaterra criou duas boas ocasiões antes dos 10 minutos, com o atacante Jamie Vardy em destaque em ambos os lances.   

Aos 13 minutos, Adam Lalana rematou ao lado, à entrada da grande área, numa excelente jogada toda ao primeiro toque dos ingleses com Vardy a fazer outra vez o último passe, mas, na jogada seguinte, a Eslováquia respondeu pela estrela da companhia, Marek Hamsik, através de um cruzamento/remate que levou o esférico a sair perto do segundo poste da Inglaterra.

Contudo, o aviso de Hamsik não fez abrandar a capacidade empreendedora da formação inglesa, que voltou a estar perto do golo à passagem do primeiro quarto-de-hora por intermédio de Jordan Henderson.

Quatro minutos depois, o endiabrado Vardy ganhou na velocidade ao central Skrtel, rematou para o golo, mas o guardião Kozacik fechou bem a sua pequena área, anulando aquela que foi a melhor oportunidade de golo na primeira parte.

Neste período, a Inglaterra (no seu habitual 4-3-3) apresentou um futebol mais apoiado e partiu quase sempre em grande velocidade rumo ao último terço de terreno dos eslovacos, mas, apesar da excelente exibição de Lalana, Vardy e Henderson, não conseguiu materializar o seu ascendente com golos.

O guardião Kovacik voltou a estar em evidência aos 30 minutos ao travar um remate violento de Lalana e perto do intervalo o central Durica, de cabeça, anulou um remate frontal de Henderson.

A Eslováquia foi uma equipa praticamente inofensiva nos primeiros 45 minutos, muito por culpa da eficácia inglesa na recuperação defensiva, mas o seu sector defensivo esteve altamente concentrado. 

Na etapa complementar, a equipa eslovaca conseguiu, aos 56 minutos, obrigar o guardião Joe Hart a efectuar a primeira intervenção difícil num remate de Weiss. A equipa inglesa manteve-se "por cima" no jogo, mas já não conseguiu ser tão acutilante em termos ofensivos, tendo apenas aos 62 minutos voltado a ameaçar a baliza adversária (remate perigoso de Del Alli e corte quase sobre a linha-de-golo de Skrtel).

Hodgson refrescou a equipa a partir dos 58 minutos, mas as entradas de Alli, Rooney e Harry Kane, apesar de terem ajudado a Inglaterra a dominar ao jogo, não conseguiram derrubar a resistência defensiva da Eslováquia que apenas se preocupou praticamente em agarrar os quatro pontos para vir a ser um dos melhores terceiros classificados.    

Última actualização: 14-07-16 19.21CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2016/matches/round=2000448/match=2017895/postmatch/report/index.html#eslovaquia+resiste+inglaterra