O "site" oficial do futebol europeu

"Carrossel" holandês demasiado forte

Publicado: Quarta-feira, 18 de Junho de 2008, 0.20CET
Holanda 2-0 Roménia
A remodelada selecção "laranja" foi demasiado forte para uma adversária que disse adeus à prova.
"Carrossel" holandês demasiado forte
Klaas-Jan Huntelaar (à esquerda) comemora com Arjen Robben o primeiro da Holanda ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

HolandaRoménia

Golos marcados2
 
0
Remates à baliza5
 
2
Remates para fora9
 
7
Cantos2
 
1
Faltas cometidas17
 
11
Cartões amarelos0
1
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Última actualização: 27/06/2012 14:12 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Publicado: Quarta-feira, 18 de Junho de 2008, 0.20CET

"Carrossel" holandês demasiado forte

Holanda 2-0 Roménia
A remodelada selecção "laranja" foi demasiado forte para uma adversária que disse adeus à prova.

A Holanda confirmou o grande momento de forma que atravessa, ao bater com tranquilidade a Roménia por 2-0, em jogo do Grupo C do UEFA EURO 2008, apesar de ter mexido em praticamente toda a equipa, apresentando os habituais suplentes frente a uma turma romena na máxima força. A Roménia fica, assim, fora de prova.

Este encontro era decisivo para a formação romena, que precisava de um resultado positivo para terminar no segundo posto do grupo. Esperava-se, assim, uma equipa dominadora, frente a uma Holanda que havia já garantido o primeiro lugar. Curiosamente, a Roménia voltou a apostar num esquema de maior contenção, a apostar no contra-ataque. Nos primeiros minutos, Mutu e companhia até criaram alguns calafrios ao seu adversário. Aos 23, o avançado da ACF Fiorentina recebeu a bola na esquerda da grande área, trabalhou bem e rematou, mas a bola embateu em Wilfred Bouma e afastou-se do perigo. O mesmo Mutu que, aos 30 minutos, arrancou um grande pontapé de fora da área, que saiu pouco ao lado da baliza de Maarten Stekelenburg.

A resposta da Holanda surgiu três minutos depois, com Khalid Boulahrouz a isolar-se na direita, mas a preferir centrar atrasado quando podia optar pelo remate. Klaas-Jan Huntelaar disparou, mas a bola passou por cima da barra. Porém, o melhor lance da primeira parte aconteceu aos 36 minutos. Arjen Robben tabelou com Huntelaar na grande área e, isolado, à entrada da pequena área, o extremo do Real Madrid CF não fez melhor que atirar ao lado de forma inacreditável. Aos 44 foi a Roménia a estar perto de marcar, com Mutu a lançar Răzvan Raţ na esquerda e este a centrar atrasado para zona frontal, onde surgiu Paul Codrea a rematar por cima da barra. Grande oportunidade de golo.

Neste primeiro tempo, apesar de algumas oportunidades repartidas, a verdade é que a Holanda esteve sempre por cima. Tirando partido do recuo romeno, os comandados de Marco van Basten construíram um autêntico "carrossel" em frente à grande área contrária, com a bola a passar por toda a gente de pé para pé, de uma faixa à outra, à procura de uma abertura. Foi assim que a Holanda causou mais problemas à Roménia, que deixava Mutu e o ex-sportinguista Marius Niculae muito sós na frente.

O intervalo chegou com claro domínio "laranja" e logo no arranque do segundo tempo, aos 49 minutos, Robin van Persie teve nos pés o 1-0, após receber um passe longo na grande área. O avançado recolheu a bola, rodou sobre o defesa e rematou para uma espantosa defesa de Bogdan Lobont. Mas estava escrito que a Holanda iria mesmo chegar à vantagem. Aos 54 minutos, após jogada de insistência pela direita, Ibrahim Afellay centrou rasteiro, Orlando Engelaar desviou de calcanhar e, no coração da área, Huntelaar só teve de encostar para o golo. A Roménia ficou com uma tarefa complicada pela frente, não tanto pelos números no marcador, mas pelo domínio claro do seu opositor em todos os capítulos do encontro.

E a situação não mudou, mesmo com as várias alterações de parte a parte, na Holanda para rodar a equipa e na Roménia para tentar dar um novo ímpeto ofensivo. A verdade é que a "teia" holandesa estava muito bem urdida, pelo que o golo surgiria sim, mas na baliza romena. Van Persie recebeu de peito na esquerda da grande área, dominou a bola e disparou com força para o 2-0, sem hipóteses para Lobont.

Última actualização: 31-01-12 21.16CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=15093/match=300702/postmatch/report/index.html#holanda+demasiado+forte