O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Espanha 0-0 Suécia: Inspiração de Olsen e desperdício ditam nulo em Sevilha

Com o seu guarda-redes em grande, a Suécia resistiu ao domínio espanhol, num jogo com muitas ocasiões de golo de parte a parte.

Veja os melhores momentos de um jogo em Sevilha em que a Espanha não conseguiu quebrar a defesa da Suécia.
Resumo: Espanha 0-0 Suécia

Espanha e Suécia protagonizaram o primeiro nulo do EURO 2020, em Sevilha, num jogo em que a a selecção da casa dominou, sem nunca conseguir vergar Olsen na baliza sueca, mas em que os nórdicos também podiam ter marcado.

Espanha-Suécia: como tudo aconteceu, reacções

O jogo em poucas palavras

Espanha e Suécia ficaram "em branco"
Espanha e Suécia ficaram "em branco"POOL/AFP via Getty Images

Numa primeira parte dominada pela Espanha, a Suécia teve de saber resistir e viu Olsen, o seu guarda-redes, brilhar a grande altura para negar o golo a Dani Olmo. Os espanhóis continuaram a tacar - e a falhar - ao longo do primeiro tempo, mas a Suécia também podia ter marcado, num remate de Isak que ainda bateu no poste da baliza espanhola.

Na segunda parte foi também a Suécia a primeira a falhar, com Berg a desperdiçar ao segundo poste após passe de Isak, mas a Espanha voltou à carga nos minutos finais, nos quais somou ocasiões de golo. Olsen brilhou mais uma vez a negar o golo ao suplente Gerard Moreno, antes de outro homem vindo do banco, Pablo Sarabia, também não conseguir bater o guardião sueco, que assim segurou o nulo até ao fim.

Estrela do Jogo: Victor Lindelöf (Suécia)

“Liderou o sector defensivo e transmitiu sempre calma nas suas acções. Excelente pelo ar, travou sempre os atacantes da Espanha. Uma grande exibição”
Ginés Meléndez, Observador Técnico da UEFA

Reacções

Luis Enrique, seleccionador da Espanha: "Defrontámos um adversário que apostou todas as suas fichas em defender e enviar bolas longas para o ataque. Ainda assim, criámos oportunidades suficientes para vencer!"

Janne Andersson, seleccionador da Suécia, em declarações à SVT: "Chegar a Espanha, debaixo de 32 gruas de temperatura, perante um adversário tão dotado tecnicamente, seria ingénuo pensar que nos poderíamos superiorizar a eles em termos de jogo."

Marcos Llorente, defesa da Espanha: "É uma sensação estranha. Criámos tantas oportunidades e simplesmente não as conseguimos concretizar. Criámos ocasiões de golo de todos os géneros, mas há dias em que a bola se recusa mesmo a entrar."

Alexander Isak, avançado da Suécia, em declarações à SVT: ”Gostávamos de ter tido mais bola, para podermos criar mais lances de perigo. Mas há que aceitar o que o jogo nos deu. Estivemos muito bem e lutámos até ao último minuto. Estamos satisfeitos por termos somado um ponto.”

Pedri tornou-se no mais jovem de sempre a jogar por Espanha na fase final de um EURO
Pedri tornou-se no mais jovem de sempre a jogar por Espanha na fase final de um EUROGetty Images

Principais estatísticas

  • Pedri tornou-se no jogador mais jovem de sempre a alinhar pela Espanha num jogo de uma fase final do EURO (18 anos, 201 dias)
  • A Espanha só perdeu um dos anteriores dez jogos de estreia em fases de grupos de fases finais do EURO. A única derrota foi ante a Noruega no EURO 2000.
  • A Espanha só perdeu um dos últimos 25 jogos que disputou (15 vitórias, 9 empates, 1 derrota).
  • A Suécia somou o terceiro jogo seguido sem marcar em fases finais do EURO.
  • O último 0-0 da Espanha em fases de grupos da prova tinha sido em 1980, frente à Itália, também na primeira jornada da fase de grupos.
  • A Suécia só sofreu um golo nos seus últimos sete jogos que disputou.

Equipas

Espanha: Unai Simón; Marcos Llorente, Laporte, Pau Torres, Jordi Alba; Koke (Fabián Ruiz 87), Rodri (Thiago Alcántara 66), Pedri; Ferran Torres (Oyarzabal 74), Morata (Sarabia 66), Olmo (Gerard Moreno 74)

Suécia: Olsen; Lustig (Krafth 75), Lindelöf, Danielson, Augustinsson; S. Larsson, Olsson (Cajuste 84), Ekdal, Forsberg (Bengtsson 84); Berg (Quaison 69), Isak (Claesson 69)

O que se segue?

Suécia - Eslováquia - Sexta-feira, 18 de Junho
Espanha - Polónia - Sábado, 19 de Junho