O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

EURO 2020: A Eslováquia vista pelo nosso repórter

O repórter do UEFA.com junto da Eslováquia, Rastislav Hribik, analisa a equipa antes do UEFA EURO 2020.

Tudo o que precisa de saber sobre a Eslováquia no EURO 2020.
Conheça as equipas: Eslováquia

Jogos do Grupo E

14/06: Polónia 1-2 Eslováquia (São Petersburgo)
18/06: Suécia - Eslováquia (São Petersburgo)
23/06: Eslováquia -Espanha (Sevilha)

Perfil da equipa 

Todos os golos da Eslováquia rumo ao EURO 2020
Todos os golos da Eslováquia rumo ao EURO 2020

Treinador: Štefan Tarkovič
Capitão:
Marek Hamšík
Alcunha:
Sokoli (Falcões)
Como se qualificou: "play-offs" (República da Irlanda 0-0, 4-2 gp; Irlanda do Norte 2-1 ap)
Melhor no EURO:
vencedor (1976, como Checoslováquia)

Onde podem disputar os jogos a eliminar

Oitavos-de-final: Sevilha, Glasgow, Copenhaga
ou Budapeste
Quarter-final:
São Petersburgo, Munique, Roma ou Baku
Meia-final: Londres
Final: Londres

Lista final de 26 convocados

Conheça as equipas: Eslováquia
Conheça as equipas: Eslováquia

Guarda-redes: Martin Dúbravka (Newcastle), Dušan Kuciak (Lechia Gdańsk), Marek Rodák (Fulham)

Defesas: Dávid Hancko (Sparta Praga), Tomáš Hubočan (Omonoia), Martin Koscelník (Liberec), Peter Pekarík (Hertha Berlim), Ľubomír Šatka (Lech Poznań), Milan Škriniar (Inter), Martin Valjent (Maiorca), Denis Vavro (Huesca)

Médios: László Bénes (Augsburg), Ondrej Duda (Colónia), Ján Greguš (Minnesota), Marek Hamšík (IFK Gotemburgo), Lukáš Haraslín (Sassuolo), Jakub Hromada (Slavia Praga), Patrik Hrošovský (Genk), Juraj Kucka (Parma), Stanislav Lobotka (Nápoles), Tomáš Suslov (Groningen), Vladimír Weiss (Slovan Bratislava)

Avançados: Róbert Boženík (Feyenoord), Michal Ďuriš (Omonoia), Róbert Mak (Ferencváros), Ivan Schranz (Jablonec)

Veja o golo de Hamšík à Rússia em 2016
Veja o golo de Hamšík à Rússia em 2016

Repórter do UEFA.com junto da Eslováquia: Rastislav Hribik

Este é o meu segundo EURO, comecei em 2016, quando a Eslováquia foi terceira no grupo, atrás da Inglaterra e do País de Gales, depois de se qualificar pela primeira vez após a independência. Foi suficiente para passar aos oitavos-de-final, onde a Alemanha terminou com o sonho. O meu melhor momento? O jogo contra a Rússia e o golo da vitória marcado por Marek Hamšík no final da primeira parte. Outro ponto alto foi a excelente exibição defensiva frente à Inglaterra em Saint-Etienne.

Como joga

O seleccionador da Eslováquia, Štefan Tarkovič, utiliza um sistema em 4-3-2-1 com o jovem Róbert Boženík ou o experiente Michal Ďuriš no ataque. A defesa é comandada pelo defesa-central Milan Škriniar, que foi o melhor jogador da equipa em 2020, enquanto Juraj Kucka é o motor da equipa a partir do meio-campo defensivo e o capitão Marek Hamšík coordena o ataque.

Jogador-chave: Marek Hamšík

Um jogador brilhante, que foi capitão da Eslováquia na primeira participação num Campeonato do Mundo, na África do Sul, em 2010. Já passaram 11 anos mas Hamšík continua na equipa, embora agora tenha mais de 120 internacionalizações, um recorde da Eslováquia. Continua a ser o principal jogador da equipa e a Eslováquia tende a sentir dificuldades sem ele. O atacante sofreu uma ligeira lesão nos gémeos ao serviço do Gotemburgo, mas deve recuperar a tempo do segundo EURO.

Veja como a Eslováquia surpreendeu a Espanha na qualificação em 2016
Veja como a Eslováquia surpreendeu a Espanha na qualificação em 2016

Treinador: Štefan Tarkovič

Antigo director técnico da Federação Eslovaca de Futebol, Tarkovič foi adjunto de Ján Kozák no EURO 2016 e foi pessoalmente recomendado por ele para ocupar o cargo de seleccionador da Eslováquia. Tarkovič, de 48 anos, foi nomeado em Outubro de 2020 e rapidamente conduziu a equipa à vitória no “play-off” com a Irlanda do Norte em Belfast.

Jogador a seguir: Tomáš Suslov

Um talentoso extremo esquerdo que vai fazer 19 anos no início da fase final, Suslov é o jogador mais jovem da equipa. Marcou dois golos na Liga holandesa pelo Groningen na época passada, depois de ser contratado à academia do Tatran Prešov, e estreou-se pela Eslováquia em Março. Suslov tem potencial para ser uma das surpresas da prova.

Podem ser campeões?

Participar em dois EUROs seguidos após uma longa ausência é uma grande proeza para a Eslováquia e alcançar os oitavos-de-final em França, há cinco anos, também foi uma surpresa agradável. No entanto, a renúncia à selecção de jogadores como Martin Škrtel e Ján Ďurica obrigou Tarkovič, o novo seleccionador, a apostar nos jogadores mais jovens e pouco experientes. Kucka e Hamšík continuam ao dispor, mas vão precisar da ajuda dos mais jovens para continuarem a surpreender, especialmente tendo em conta a falta de golos e de vitórias nos últimos tempos.

Obtenha a app oficial do EURO