O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

EURO 2020: A Itália vista pelo nosso repórter

O repórter do UEFA.com junto da Itália, Paolo Menicucci, relembra o seu momento favorito no EURO e fala sobre jogadores importantes e por que os "azzurri" podem ganhar o troféu.

Alessandro Bastoni, Emerson e Giorgio Chiellini
Alessandro Bastoni, Emerson e Giorgio Chiellini AFP via Getty Images

Jogos do Grupo A

11/06: Turquia - Itália (Roma)
16/06: Itália - Suíça (Roma)
20/06: Itália - País de Gales (Roma)

Perfil

Todos os golos da Itália rumo ao EURO 2020
Todos os golos da Itália rumo ao EURO 2020

Seleccionador: Roberto Mancini
Capitão: Giorgio Chiellini
Alcunha: Gli Azzurri
Como se qualificou: Vencedora do Grupo J (V10 E0 D0 GM37 GS4)
Melhor no EURO: vencedora (1968)

Onde poderá jogar na fase a eliminar

Oitavos-de-final: Londres, Amesterdão, Bucareste, Sevilha ou Glasgow
Quartos-de-final: São Petersburgo, Munique, Roma oi Baku
Meia-final: Londres
Final: Londres

Convocatória final de 26 jogadores

Guarda-redes: Gianluigi Donnarumma (Milan), Alex Meret (Nápoles), Salvatore Sirigu (Torino)

Defesas: Francesco Acerbi (Lazio), Alessandro Bastoni (Inter), Leonardo Bonucci (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Giovanni Di Lorenzo (Nápoles), Alessandro Florenzi (Paris), Leonardo Spinazzola (Roma), Rafael Tolói (Atalanta)

Médios: Nicolò Barella (Inter), Federico Bernardeschi (Juventus), Bryan Cristante (Roma), Manuel Locatelli (Sassuolo), Matteo Pessina (Atalanta), Marco Verratti (Paris), Gaetano Castrovilli (Fiorentina)

Avançados: Andrea Belotti (Torino), Domenico Berardi (Sassuolo), Ciro Immobile (Lázio), Lorenzo Insigne (Nápoles), Giacomo Raspadori (Sassuolo)

Conheça as equipas: Itália
Conheça as equipas: Itália

Repórter do UEFA.com a acompanhar a Itália: Paolo Menicucci

Este é o meu quinto EURO e tudo começou em 2004, numa altura em que Giorgio Chiellini ainda não se tinha estreado pela selecção e Gianluigi Donnarumma tinha cinco anos. Este torneio continua a ser o meu favorito, ao lado do EURO 2012, quando a Itália chegou à final e perdeu diante de uma incrível selecção espanhola. O meu melhor momento no EURO foi quando Gianluigi Buffon saiu do hotel da equipa após a derrota diante da Alemanha nos quartos-de-final de 2016 para agradecer aos adeptos "azzurri". Muito emotivo!

Como jogam

A Itália tem praticado bom futebol. Roberto Mancini usa o 4-3-3, com os laterais a subir e três médios que sabem o que fazer com a bola. Mancini aposta em apenas um avançado colocado entre dois extremos, um encarregado de vir para dentro a partir da esquerda para se tornar num nº10 (geralmente Lorenzo Insigne) e o outro sendo um ala mais tradicional.

Jogador-chave: Nicolò Barella

O jogador do Inter tem tudo: energia, desarme, técnica e baixa rapidamente desde a área adversária para o seu meio-campo. Mancini utiliza sempre dois centrocampistas que podem alternar no papel de organizadores de jogo, além de Barella a jogar "box-a-box". O atleta da Sardenha brilha nesse papel.

Anastasi leva a Itália à glória em 1968
Anastasi leva a Itália à glória em 1968

Seleccionador: Roberto Mancini

O antigo internacional da Itália rejuvenesceu completamente uma equipa que, não esqueçamos, não conseguiu o apuramento para o Campeonato do Mundo da FIFA de 2018 – uma verdadeira tragédia desportiva no país. Fê-lo com coragem, empenhado sempre em jogar um futebol de ataque baseado na posse de bola e sem receio de confiar em jovens talentos.

Jogador a seguir: Federico Chiesa

A primeira época de Chiesa na Juventus foi em sentido ascendente. O filho do antigo avançado italiano Enrico marcou os três golos da Juve na derrota dos oitavos-de-final da UEFA Champions League frente ao Porto e assinou também o tento da vitória na final da Taça de Itália. O crescendo do jogador de 23 anos em 2020/21 pode atingir o pico no EURO 2020.

Por que pode vencer?

A Itália tem talento suficiente para ir chegar longo no torneio. E para tentar erguer o troféu pela primeira vez desde 1968 conta com Ciro Immobile, vencedor da Bola de Ouro de 2020 – tudo é possível para os Azzurri.

Descarregue a app oficial do UEFA EURO 2020