O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Finlândia - Rússia: retrospectiva do UEFA EURO 2020, factos e estatísticas

A história favorece a Rússia no confronto com a Finlândia, pois ganhou os últimos quatro jogos com 15 golos marcados.

Valerie Karpine celebra um golo pela Rússia contra a Finlândia em 1995
Valerie Karpine celebra um golo pela Rússia contra a Finlândia em 1995 Getty Images

A Finlândia enfrenta um obstáculo complicado, apesar da proximidade da deslocação até São Petersburgo, para defrontar a Rússia na segunda jornada do Grupo B.

• Os finlandeses assinalaram a sua estreia numa fase final do EURO com uma vitória por 1-0 sobre a Dinamarca, na primeira jornada, com um golo de cabeça de Joel Pohjanpalo em cima da hora de jogo. Posteriormente, o guarda-redes finlandês Lukas Hradecky defendeu uma grande penalidade de Pierre-Emile Højbjerg, num jogo que esteve suspenso durante um largo período na sequência de uma emergência médica que envolveu o dinamarquês Christian Eriksen.

• A Rússia precisa rapidamente de recuperar do desaire de 3-0 sofrido diante da Bélgica, em São Petersburgo, na primeira jornada.

Confrontos anteriores

• A Rússia venceu os quatro jogos frente à Finlândia desde que se tornou num país independente, em 1992, com 15 golos marcados e apenas um sofrido.

• A equipa orientada por Guus Hiddink ganhou à Finlândia de Stuart Baxter por 3-0, em Moscovo e Helsínquia, na fase de qualificação do Campeonato do Mundo de 2010. Quando Oleg Romantsev era o seleccionador, a Rússia foi ainda mais dominadora na fase de qualificação do EURO '96, goleando por 6-0 na capital finlandesa antes de vencer por 3-1 em Moscovo.

• O único triunfo da Finlândia frente à Rússia aconteceu nos Jogos Olímpicos de 1912, quando a formação nórdica ganhou por 2-1 em Estocolmo e acabou no quarto lugar da competição.

Veja Ponedelnik levar a URSS à glória em 1960
Veja Ponedelnik levar a URSS à glória em 1960

• A União Soviética ganhou oito e empatou cinco dos 13 jogos frente à Finlândia entre 1957 e 1988, marcando 39 golos e sofrendo apenas dez. Neste lote figuram seis jogos de qualificação do EURO, com a URSS a vencer quatro e empatar dois, apesar de apenas na primeira dessas campanhas, em 1968, ter alcançado a fase final, falhando a presença em 1980 e 1984.

• Por duas vezes a União Soviética marcou dez golos em jogos com a Finlândia: primeiro no apuramento para o Mundial 1958, goleando por 10-0 em Helsínquia, uma derrota caseira recorde dos finlandeses, e depois por 10-2 num amigável em Erevan, em Abril de 1978.

• Este será o primeiro jogo da Finlândia em São Petersburgo, cidade situada a menos de 200 quilómetros da fronteira finlandesa. Os dois jogos anteriores com a Rússia realizaram-se em Moscovo, que também tinha recebido cinco dos seis encontros diante da URSS, excepção feita ao já mencionado duelo de 1978, em Erevan.

Factos do EURO: Finlândia

• Esta será a estreia da Finlândia no Campeonato da Europa. O mais perto que tinha estado da fase final foi no UEFA EURO 2008, quando empatou a zero com Portugal no Porto, na última jornada da fase de grupos, não conseguindo impedir que fosse a formação lusa a garantir a qualificação.

Todos os golos da Finlândia a caminho do EURO 2020
Todos os golos da Finlândia a caminho do EURO 2020

• A Finlândia é o 34º país a apurar-se para o EURO.

• Dado que também nunca participou num Mundial, esta é a estreia da Finlândia num grande torneio de selecções.

• A equipa de Markku Kanerva ganhou seis dos dez jogos disputados na fase de qualificação do UEFA EURO 2020 (D4) e terminou no segundo lugar do Grupo J, atrás da Itália.

• Teemu Pukki marcou dez dos 16 golos da Finlândia na fase de qualificação. Igualmente com uma assistência, esteve envolvido em 68,75 por cento dos tentos da equipa.

Veja o golo de Pukki que apurou a Finlândia para o EURO
Veja o golo de Pukki que apurou a Finlândia para o EURO

Factos do EURO: Rússia

• Esta é a quinta presença consecutiva da Rússia na fase final do EURO e a sexta em sete como nação independente. Disputou oito das últimas nove edições do EURO, incluindo esta, tendo participado como União Soviética em 1988 e como Comunidade de Estados Independentes em 1992, antes de se estrear como Rússia em 1996.

• A União Soviética ganhou a edição inaugural do Campeonato da Europa em 1960 e foi finalista vencida em 1964, 1972 e 1988. O melhor desempenho da Rússia desde a independência aconteceu em 2008, quando alcançou as meias-finais, a única vez em que ultrapassou a fase de grupos.

Veja a Rússia surpreender os Países Baixos em 2008
Veja a Rússia surpreender os Países Baixos em 2008

• Em 2016, a equipa treinada por Leonid Slutski terminou no último lugar do Grupo B, somando o único ponto graças ao empate 1-1 com a Inglaterra na primeira jornada. Posteriormente perdeu com Eslováquia (1-2) e País de Gales (0-3).

• A Rússia não vence há seis jogos na fase final do EURO (E2 43). O último triunfo aconteceu numa goleada por 4-1 à República Checa no seu primeiro jogo no UEFA EURO 2012. Esse é o único sucesso em oito jogos em fases finais do EURO (E2 D5).

• A formação de Stanislav Cherchesov apurou-se para o UEFA EURO 2020 como segunda classificada do Grupo I, tendo perdido os dois jogos frente à Bélgica, vencedora do grupo, mas vencendo as restantes oito partidas. Assim como a Bélgica, não sofreu golos em sete jogos.

Todos os golos da Rússia a caminho do EURO 2020
Todos os golos da Rússia a caminho do EURO 2020

• Artem Dzyuba marcou nove golos e fez cinco assistências na fase de apuramento, o que significa que esteve envolvido em 42 por cento dos 33 golos da Rússia.

• A derrota na primeira jornada, frente à Bélgica, significa que o registo russo em São Petersburgo desde 1992 é agora de V10 E1 D4. Ganhou nove jogos seguidos na cidade antes de empatar 3-3 com a Espanha num amigável em Novembro de 2017, mas desde então tinha somou apenas uma vitória e três derrotas, incluindo um desaire por 4-1 frente aos belgas na fase de qualificação do UEFA EURO 2020, a 16 de Novembro de 2019.

Ligações e curiosidades

• O seleccionador russo, Cherchesov, entrou na parte final dessa goleada por 6-0 à Finlândia na fase de qualificação do EURO '96 e cumpriu os 90 minutos no segundo jogo, em Moscovo.

• Yuri Zhirkov foi titular nas duas vitórias por 3-0 da Rússia sobre a Finlândia na fase de qualificação do Mundial 2010.

• Dmitri Barinov marcou o golo decisivo na vitória do Lokomotiv de Moscovo na fase de grupos da UEFA Champions League, por 2-1, no reduto do Bayer Leverkusen, a 18 de Setembro de 2019, após um erro do guarda-redes da casa, Lukas Hradecky.