De Rossi encabeça lista de jogadores de um só clube

No dia em que Daniele De Rossi faz 35 anos, prestamos tributo aos jogadores actuais mais fiéis em clubes da primeira divisão das principais ligas europeias.

©AFP/Getty Images

Daniele De Rossi completa hoje 35 anos de vida e é o jogador há mais tempo no activo nas principais ligas europeias que apenas conheceu um clube. Digno sucessor de Francesco Totti, que se manteve nos "giallorossi" ao longo de todas as suas 25 temporadas como futebolista profissional antes de pendurar as chuteiras em 2017, De Rossi, nascido em Roma, prepara-se para iniciar a 18ª campanha no Stadio Olimpico.

"A relação com um clube começa quando se é miúdo e para mim aconteceu com a Roma," disse ao UEFA.com no começo da temporada passada. "Depois tornou-se no meu emprego, mas o meu imenso amor por este clube ainda cá está.

"Comecei a apoiar a Roma em miúdo e penso que a minha personalidade me levou a ser adepto desde clube com este fervor. O meu pai sempre apoiou a Roma, mas não de forma tão fanática como eu."

Critério

Os jogadores têm de ter cumprido toda a carreira como seniores no mesmo clube e não podem ter representado outra equipa, nem por empréstimo. Esta lista inclui os jogadores no activo nas oito principais ligas, de acordo com os coeficientes da UEFA.

Itália: Daniele De Rossi (Roma)
17 épocas, 593 jogos pela equipa principal do clube
Conhecido como o "oitavo rei de Roma", atingiu a primeira meia-final da UEFA Champions Leaguepela primeira vez na temporada passada, a sua 17ª temporada ao serviço da primeira equipa da Roma. O médio de 35 anos estreou-se com Fabio Capello em Outubro de 2001, entrando na equipa logo após a conquista do seu mais recente Scudetto.

Igor Akinfeev é há muito o dono da baliza do CSKA
Igor Akinfeev é há muito o dono da baliza do CSKA©Getty Images

Rússia: Igor Akinfeev (CSKA Moscovo)
15 épocas, 565 jogos pela equipa principal do clube

O guarda-rede Akinfeev estreou-se pelo CSKA em 2003 e dois anos depois ergueu a Taça UEFA depois do triunfo da turma moscovita por 3-1 sobre o Sporting CP 3-1 na final jogada no Estádio José Alvalade. Seis vezes campeão russo, soma mais jogos sem sofrer golos no escalão principal do futebol russo do que qualquer outro guarda-redes na história. A primeira vez que não sofreu golos num jogo da Liga russa foi quando tinha apenas 17 anos, num jogo contra o Krylya Sovetov em que chegou a defender uma grande penalidade.

O sempre Verde Loïc Perrin
O sempre Verde Loïc Perrin©Getty Images

França: Loïc Perrin (St-Étienne)
15 épocas, 408 jogos pela equipa principal do clube
Perrin estreou-se pela equipa da sua cidade natal em Agosto de 2003, quando Les Verts estavam na Ligue 2, e não mais vestiu outra camisola, sendo capitão do St-Étienne na última década. O defesa-central foi convocado para a selecção principal em 2014 e 2015, mas, aos 32 anos, ainda não chegou a internacional pela França.

Bruno Soriano é o capitão do Villarreal
Bruno Soriano é o capitão do Villarreal©AFP/Getty Images

Espanha: Bruno Soriano (Villarreal)
12 épocas, 415 jogos pela equipa principal do clube
Um médio-centro com toque de classe que parece fazer tudo de forma simples, o capitão do Villarreal é produto dos escalões de formação do clube, tendo-se estreado pela equipa principal na agora já extinta Taça Intertoto da UEFA, em Julho de 2006. Embora tenha falhado toda a temporada passada devido a uma lesão numa tíbia, já regressou aos treinos nesta pré-temporada.

Thomas Müller: sempre Bayern
Thomas Müller: sempre Bayern©Getty Images

Alemanha: Thomas Müller (Bayern)
10 épocas, 440 jogos pela equipa princiapl do clube
Müller ingressou no Bayern em 2000, com dez anos, estreando-se em Agosto de 2008 – marcou o primeiro golo na vitória por 7-1 sobre o Sporting, no Março seguinte. "Nem sempre dou nas vistas, mas sou sempre perigoso", explicou Müller, de 28 anos, que soma 176 golos em todas as competições.

Yaroslav Rakitskiy: uma vida a servir o Shakhtar
Yaroslav Rakitskiy: uma vida a servir o Shakhtar©AFP/Getty Images

Ucrânia: Yaroslav Rakitskiy (Shakhtar)
10 épocas, 310 jogos pela equipa princiapl do clube
Filho de um mineiro, Rakitskiy passou, naturalmente, toda a carreira ao serviço dos “mineiros. O defesa-central ganhou um lugar na equipa em 2009, quando Dmytro Chygrynskiy saiu para o Barcelona, e aos 28 anos já venceu sete campeonatos e seis Taças da Ucrânia. "O Shakhtar é a minha vida", disse ao UEFA.com.

Inglaterra: James Ward-Prowse (Southampton) 
7 épocas, 205 jogos pela equipa principal do clube
As 11 temporadas de Andy King sempre ao serviço do Leicester terminaram com um empréstimo ao Swansea, pelo que Ward-Prowse – que se estreou pela equipa principal do Southampton em Outubro de 2011 – é agora o representante inglês neste capítulo. Nos quadros do clube desde 2003, o jogador de 23 anos cresceu a apoiar o rival local dos "saints", o Portsmouth.

Portugal: Nuno Campos (Nacional)
6 épocas, 81 jogos pela equipa principal do clube
A saída de Rui Patrício para os ingleses do Wolveramphton neste Verão colocou ponto final a 12 épocas ao serviço do Sporting. O guarda-redes internacional lusitano deixou o título de jogador no activo há mais tempo na mesma equipa da Liga portuguesa e que só conheceu um clube a Nuno Campos, do Nacional. O lateral-direito de 25 anos, nascido no Funchal, ainda só soma 81 jogos pelo Nacional, clube da sua cidade natal, mas 35 desses jogos foram disputados na temporada passada, na qual ajudou o conjunto da Madeira a sagrar-se campeão do segundo escalão e regressar assim à divisão principal do futebol em Portugal.

Topo